terça-feira, 6 de novembro de 2007

A Pobreza Gerada pelo Capitalismo

Caso você pudesse escolher entre ser a pessoa mais rica do mundo em 1927 ou ser uma pessoa de classe média baixa hoje, qual seria sua escolha? (pergunta similar a essa aparece no livro de Introdução a Economia do Mankiw).

Como a pessoa mais rica do mundo em 1927 você teria acesso a todos os prazeres que o dinheiro poderia comprar em 1927. Isto é, você teria o melhor carro disponível em 1927, a melhor televisão, o melhor atendimento médico, enfim tudo que estivesse disponível em 1927 estaria a sua disposição. Por outro lado, como uma pessoa de classe média baixa em 2007 você NÃO teria acesso a todos os bens e serviços disponíveis em 2007. Você nào teria o melhor carro, não teria a melhor televisão e nem o melhor atendimento médico. Contudo, existe uma boa chance de que carros ruins em 2007 sejam bem melhores que os melhores carros de 1927. O mesmo vale para televisão, atendimento médico, etc. Enfim, qual seria sua escolha? Ser o maior milionário do mundo em 1927 ou ser uma pessoa de classe média baixa em 2007?

Muitas pessoas escolherão serem os mais ricos do mundo em 1927, mas creio que a maioria irá preferir ser classe média baixa em 2007 do que ser bilionária em 1927. O que isso quer dizer? Isso quer dizer que para a grande maioria das pessoas o nível de bem estar desfrutado pela classe média baixa hoje é MAIS ALTO do que o padrão de vida dos bilionários de 1927. Em palavras, 80 anos de capitalismo foi mais do que o suficiente para dotar pessoas de baixa renda com um padrão de consumo (e bem estar) superior ao de bilionários do passado. Em resumo, essa foi a grande pobreza gerada pelo capitalismo: transformou, em menos de 100 anos, pobres em bilionários. Por esse motivo, todo crítico do capitalismo critica a sociedade de consumo. Mas, o que é a sociedade de consumo? Sociedade de consumo é justamente essa que aí esta: um lugar onde um pobre tem acesso a um nível de bem estar jamais sonhado por um bilionário 80 anos atrás.

Claro que alguns irão argumentar que quem causou o aumento do bem estar foi o incremento da tecnologia, e não o capitalismo. ERRADO. A tecnologia só avançou tanto porque o sistema capitalista recompensa os inovadores, recompensa os indivíduos capazes de aumentar o bem estar da sociedade. Mude o sistema, deixe de recompensar o esforço individual, e você verá uma queda expressiva no desenvovimento de novas tecnologias. As novas tecnologias que temos, a velocidade do progresso tecnológico atual, são consequências diretas de um sistema que recompensa o indivíduo por seu talento e por sua capacidade de atender as demandas de mercado: o sistema capitalista.

Enganam-se aqueles que acreditam que mudando o sistema, que deixando de recompensar o indivíduo, ainda teremos os mesmos bons resultados tecnológicos. A tecnologia não aparece do nada, ele precisa de um ambiente para se desenvolver. Até o momento, o sistema capitalista foi sem sombra de dúvidas o sistema que mais condições propiciou para o desenvolvimento tecnológico e consequente incremento do bem estar da população. A pobreza gerada pelo capitalismo não passa de conversa fiada. O mundo NUNCA antes foi tão rico, goste você disso ou não.

5 comentários:

Fábio Mayer disse...

Um dos motivos do fim da URSS foi a era baixíssima produtividade de toda a sua economia, basicamente porque não havia incentivo para se produzir mais e melhor.

As pessoas iam para o trabalho sabendo que sua única possibilidade de progresso era entrar para o partido, puxar o saco dos superiores e ter sorte deles gostarem da sua pessoa. Senão, viveriam a vida inteira sem nenhum tipo de ascenção social, de modo que, não sendo puxa-saco profissional, melhor também não se esforçar muito e deixar as coisas como estavam.

O único ramo competitivo era a indústria armamentista, basicamente porque esta era militar, e militares sobem na carreira quando demonstram mérito, em qualquer lugar do mundo, até nos países comunistas... só que eles tiveram o azar de ter que competir numa corrida tecnológica justamente com os EUA, e perderam feio, além de quebrar o país de uma vez, porque pesquisa tecnológica bélica precisa de recursos de toda uma sociedade, e aquela era debilitada por seu modo de produção ineficiente.

Enfim, o capitalismo é o pior dos sistemas econômicos, salvo todos os demais...

Anônimo disse...

Tudo bem, só que em 1927 não existia televisão.

Anônimo disse...

Em 1927 existia televisão sim senhor, mas te garanto que não tinha gravação do dvd do 20º aniversário do Asa de Águia.

marco bittencourt disse...

A minha aritmética de economista diz que eu gostaria de ser rico no ínicio do século passado a ser classe média hoje.

Anônimo disse...

"As novas tecnologias que temos, a velocidade do progresso tecnológico atual, são consequências diretas de um sistema que recompensa o indivíduo por seu talento e por sua capacidade de atender as demandas de mercado: o sistema capitalista.", por essa ordem de ideias os mais ricos seriam quem produz o avanço tecnologico. o dinheiro nao e maior motivaçao para toda a gente.o capitalismo financia os avanços tecnicos nao os premeia. Esses avanços poderiam ser financiados de outras formas. O maior pagamento q se pode dar a alguem q pratica o bem comum e o reconhecimento.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email