segunda-feira, 7 de abril de 2008

Camisinha Estatal

É leitor.... se você achava que já havia visto de tudo, se prepare... agora o Estado brasileiro se prepara para inaugurar uma fábrica de camisinhas!!! Isso mesmo, agora produzir camisinha é função do Estado.

Aqui está o link para a matéria.

Qual será a falha de mercado que o governo pretende corrigir com essa fábrica?

O interessante é que, como é praxe nos empreendimentos estatais, a fábrica NÃO FUNCIONA!!!

Eu tenho várias críticas a essa idéia imbecil, mas no momento a que mais me preocupa é quem irá usar essas camisinhas. Será que tem alguém louco o suficiente para acreditar na segurança de um preservativo feito pelo Estado?

6 comentários:

Anônimo disse...

Eu só quero ver a quem eles irão privilegiar.
Um abraço
Marco b

Hilton Leal disse...

Ainda haverá gente que achará essa idéia do governo, ótima.Defendo que minimizará o custo para se distribuir camisinhas ao publico, para combater a AIDS.Essa foi as palavra de uma amiga que trabalha comigo.
Eu argumentei com ela que para minimizar custos, o governo não precisa abrir uma fabrica de um determinado bem. O que o governo pode fazer é dar incentivos para fabricas já existentes no Brasil e comprar o bem com preço mais barato.
Na sala de aula o Prof: Adolfo disse que a população sempre vai querer mais intervenção governamental, não sabendo eles que isso prejudica o mercado e minimiza nosso bem estar.
E o pior de tudo que não acreditam na afirmação acima, defendem até a morte que o governo está certo.

Anônimo disse...

O governo não deveria nem distribuir camisinhas, a pessoa que não tem 2 reais para comprar deveria antes de se preocuparem fazer sexo deveria se preocupar em trabalhar.

Reginaldo Almeida disse...

Já está na hora de devolver o Acre para a Bolivia... Com todos os petistas dentro! Que se locupletem na Bolívia que os pariu!

Nemerson Lavoura disse...

Comentário de um leitor gaiato no site do Globo sobre essa notícia: a nova estateta vai se chamar "FUDEBRÁS". :)

Anônimo disse...

Não creio que o uso dessa camisinha vá pegar, pois o problema de gravidez e da aids há muito tempo não é falta de camisinha. No fim das contas o Brasil terá um prejuízo imenso na produção e iremos mandar boa parte dessa produção para os paises da África. E por que colocar a fabrica tão distante das cidades com maior densidade demográfica? Será que era para não chamar a atenção para a fabrica durante sua construção???
RODRIGO DE SOUZA DUARTE
Aluno UCB

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email