domingo, 1 de fevereiro de 2009

A Árvore que Dava Dinheiro

Quando estava no colégio, mais precisamente na 7ª série, li um livro chamado “A Árvore que Dava Dinheiro”. Não lembro o nome do autor, mas em sua sabedoria ele finalizava o livro dizendo que aquilo não poderia dar certo. Afinal, com árvores dando dinheiro o valor deste cairia rapidamente. Em pouco tempo a inflação reduzia o valor do dinheiro, gerado pelo árvore, à nada.

Governos ao redor do mundo deveriam ler esse livro. Deveriam entender que caso se comportem como árvores que dão dinheiro o resultado não pode ser muito melhor que no livro. Estados Unidos, Europa, e por todo lugar o discurso é o mesmo: o governo deve aumentar seus gastos para evitar a crise. Mas se os principais países do mundo aumentarem seus gastos de onde virá o dinheiro? Simplesmente, dado que a produção ao redor do mundo ainda é a mesma, não é possível que todos gastem mais. A única maneira dos governos gastarem mais é forçando os indivíduos a gastarem menos.

No ambiente atual, um aumento no gasto público implica necessariamente que os indivíduos e empresas ao redor do mundo gastem menos. Exatamente por que isso é bom? Da próxima vez que você ouvir alguém pedindo por um aumento do gasto público lembre-se que isso implica em menos dinheiro no seu bolso, isso implica em menos dinheiro para as empresas investirem, implica que cada vez mais você dependerá dos favores do governo, e cada vez menos de seu próprio esforço e habilidade.

O gasto do governo é muito parecido com a árvore que dava dinheiro: no começo pode até parecer bom negócio, mas lembre-se: árvore que dá dinheiro não existe.

8 comentários:

Fábio Mayer disse...

O mundo entrou numa espiral inflacionária global em meados da década de 60, basicamente porque os governos não conseguiam parar de gastar e injetar numerário podre na economia, ao mesmo tempo em que alimentavam seus déficits fiscais.

Dessa espiral, os EUA só saíram no inicio da década de 80 com Reagan, assim como a Inglaterra com Thatcher, e países como o Brasil e a Argentina só deram uma solução meia boca em meados da década de 90.

Ou seja, se não houver cuidado com essa bondade estatal, arrisca voltar tudo de novo...

marco bittencourt disse...

entendo sua preocupação. Mas o problema é que descobriram o óbvio: bolha especulativa é sinônimo de dinheiro falso. Agora precisam ingressar com dinheiro verdadeiro.

Anônimo disse...

Lendo o post, recordei de uma entrevista recente do Lupi. Algo mais ou menos assim: "O aumento do salário mínimo fará circular mais dinheiro na economia, aumentando o consumo e a produção. Enfim, aumentará o crescimento.". É bom alguém avisar ao ministro que menos custoso seria distribuir dinheiro à população. E traria o mesmo "benefício".

Anônimo disse...

Adolfo, interessante que hoje saiu o dado de Personal Spending nos EUA, com queda mais forte que a expectativa. O dado do mês anterior também foi revisado para uma queda mais forte.

Ou seja, confrmando suas idéias!

Anônimo disse...

O autor é Domingos Pelegrini. Quando um amigo me perguntou sobre inflação, nao tive dúvidas: fui pro sebo e comprei "A árvore que dava dinheiro" pra ele ler...rsrs

Ricardo disse...

Se aumentar o gasto público com obras de infraestrutura, e fizer uma licitação honesta com empresas privadas, logo essas empresas contratarão pessoas, que receberão salário e consequentemente gasta-los, consumindo produto de outra empresa.. E assim por diante fechando o ciclo.

Concordo que esta na hora do governo arregaçar as mangas e injetar dinheiro no 'fluxo de caixa' do país. Mas é fundamental o primeiro passo citado, licitação HONESTA para empresas privadas.

Anônimo disse...

A economia funciona de acordo com as expectativas. Assim, para que a economia cresça, é necessário que as expectativas sejam favoráveis. Agora, por favor, alguém me explique como o aumento de gastos públicos é capaz de favorecer a melhora de expectativas?

Benzi disse...

Não só a falta de informação que gera esses erros na regulação económica de um país, mas principalmente os interesses. Vender uma imagem é muito mais valioso para um político do que obter resultados. Lembrem-se o único meio de obter a imortalidade é ficar marcado na história de aquele que fez aquilo para a melhora e crescimento do país ou humanidade!!

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email