terça-feira, 3 de março de 2009

Inflação de volta

Sem chamar a atenção, meio que de mansinho, a inflação brasileira está de volta. A inflação acumulada em 2009 já é de 1,04%. Interessante notar que poucos estão dando destaque a essa expressiva alta no índice de preços.

Tenho uma interpretação particular desse aumento no custo de vida: esse é mais um indício de que a crise na economia brasileira não é tão severa quanto a alardeada. Caso estivéssemos mesmo em crise seria de se esperar uma inflação mais baixa. Num ambiente de crise econômica existe pouco espaço para os empresários remarcarem preço. Se o nível de preços está subindo tanto isso é um indicativo de que existe uma pressão de demanda forte o suficiente para dar espaço para reajustes de preços. Afinal, não me parece que esteja ocorrendo alguma pressão inflacionária pelo lado da oferta (basta notar que o preço das commodities, petróleo incluso, está caindo). Claro que podemos argumentar que a recente desvalorização cambial contribuiu para o aumento do nível de preços. Mas isso apenas mostra que existe espaço para reajustes de preços. Ou seja, voltamos ao meu ponto: a crise no Brasil não é tão severa.

As recentes medidas do governo brasileiro, visando aumentar ainda mais a demanda interna, só vão agravar a inflação ao longo do ano. Ainda mais porque tais medidas vão despejar ainda mais moeda na economia. Vale a pena acompanhar o que irá ocorrer com a oferta monetária brasileira ao longo de 2009. Quando a inflação voltar a ocupar espaço no noticiário não adianta culpar a crise, agradeça ao governo.

5 comentários:

Pedro H. Albuquerque disse...

A crise brasileira é real, porém é de oferta, não de demanda. A queda dos termos de troca equivale a uma redução da produtividade da economia -- equivale a um choque tecnológico negativo. No caso de uma crise de oferta, o resultado é estagflação. As medidas anunciadas pelo governo brasileiro jogam mais lenha na fogueira, acentuando o processo inflacionário. O único fator que ainda estava segurando a economia brasileira era o fluxo positivo de capitais, mas o processo de reversão já começou, o que significará uma segunda onda de choques de oferta negativos. O ajuste agora será provavelmente muito mais severo: http://uk.reuters.com/article/marketsNewsUS/idUKN0243251920090302.

Fábio Mayer disse...

O nosso governo gasta demais e mal.

E qualquer mínimo risco inflacionário tem o condão de virar uma espiral difícil de tratar, justamente porque agora, não há mais espaço para a âncora troibutária imposta por FHC (aumentos extorsivos de impostos, criação de MILHARES de taxas) para controlar as contas públicas sem coirrigir os gastos.

Lula pode deixar uma herança maldita para seu sucessor... mas a conta, será paga pelos eleitores e, bem pior que isso, pelos mais pobres, que são os que mais sofrem com inflação.

lelê disse...

...E depois não digam que você não avisou!rrss!
O governo brasileiro está louco para envolver o país cada vez mais na crise. O método da cópia em tudo que é estrangeiro não é novidade, desde o século XV. Cabe copiar também as Crises de outros países, afinal temos que ser solidários e democráticos. Vale a pena sim, esperar os próximos capítulos da crise brasileira.
Alessandra Santos

Anônimo disse...

É verdade. No governo deLLe há uma confusão tremenda entre oferta e demanda. No governo deLLe há um clamor generalizado pelo ampliação dos gastos. Os verdadeiros motivos são: (1)eLLe quer ficar bem na fita com os pobres do bolsa-miséria e (2) eLLe quer ficar bem na fita com ricos da FIESP. Nos dois casos, a classe média se dana. Primeiro, porque paga os impostos para financiar a farra dos gastos e, em segundo lugar, por fica presa no atoleiro do subprime PACHECO.

Ricardo disse...

“O Brasil está sóbrio, a bebedeira está lá fora, mas se começar a fingir que está bêbado, vai acabar meio zonzo mesmo”. A ironia é do economista Paulo Rabelo de Castro

Vocês concordam?

Adolfo, gostaria que você escrevesse um post sobre o câmbio. Acha que esse é o cambio ideal? Precisa cair mais um pouco? Precisa subir mais um pouco?

Obrigado. Parabens pelo trabalho, estou acompanhando o blog diariamente.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email