terça-feira, 3 de março de 2009

Ministério Público, o empresário do ano

O Ministério Público mostra toda sua habilidade empresarial: quer que Fast Foods deixem de vender brinquedos....

Tanto bandido solto e o procurador da República Marcio Schusterschitz da Silva Araújo (autor da recomendação) quer encher o saco de quem esta trabalhando..... paciência tem limites.

Caro Marcio, você não é o pai da nação. Deixe as pessoas em paz. Cabe aos pais da criança decidir o que a criança come. O que vai à mesa das famílias brasileiras NÃO É DA SUA CONTA E NEM INTERESSA AO ESTADO!!!!!

Quando a justiça se acha no direito de decidir se uma empresa pode ou não vender brinquedos é porque ser empresário passou a ser profissão de risco.

6 comentários:

Anônimo disse...

E quando ser empresário no Brasil não foi profissão de risco!?

Risco-Brasil não é só o risco de Default do Estado. Nem a taxa Selic é o empecilho do investidor.

O que mais impede os empresários de investir é o MEDO! Quem investe no brasil tem que ter muito peito, para enfrentar os bandidos do estado e os bandidos não-do-estado!

Anônimo disse...

Prezado Adolfo, vejo que a sua psicologia infantil precisa urgentemente de um bom reparo - só não sei se da SuperNani. O tal homem da lei deve ter ficado furioso, porque os empresários do come rápido tiraram de circulação, sem aviso prévio, os bonequinhos da turma dos dinossauros. Agora, estão distribuindo carrinhos e acredito que motivados pela crise e a pedido do Lula. Veja. É pura birra de menino levado.
um abraço
marco b

Fábio Mayer disse...

É muito mais confortável para um procurador desses inventar questiúnculas de consumidor, que processar traficantes de drogas 3e corruptos.

Isso porque empresas de fast food têm advogados que vão até o MP negociar as questões e dar soluções, e advogados de traficantes e corruptos dão trabalho para os procuradores, com suas muitas testemunhas, audiências e recursos...

Anônimo disse...

Esse procurador deve ser um daqueles bundões que não sabe dizer não para os filhos.

Rogê

Anônimo disse...

Adolfo, tome cuidado. Daqui a pouco o procurador vai proibir professores de terem blogs...

Anônimo disse...

Pelo menos ainda há pais que tem dinheiro para comprar comida!

Estou achando que o deve ter ficado faltando um carrinho na coleção 'Carros' do Marcio 'Schstschtz', ou então ele tem um antepassado nazista.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email