segunda-feira, 15 de junho de 2009

A Nova Lei Anti-Tabaco Americana

Semana passada foi aprovada nos Estados Unidos nova lei anti-tabagismo que dá enormes poderes ao FDA (órgão que regula a liberação de alimentos e remédios nos Estados Unidos). Essa lei foi saudada como um enorme passo em direção a um mundo melhor pelos presidente americano. Essa lei concede enormes poderes ao FDA para proibir novos produtos associados ao tabaco, proibir propagandas e restringir o acesso da população ao cigarro.

Toda vez que alguém diminui seu direito de escolha, dizendo que isso é um passo para um mundo melhor, sugiro que você fique desconfiado. Com essa nova lei anti-tabaco não é diferente. No fundo essa lei é uma enorme garantia fornecida pelo Estado de que as marcas líderes (tipo malboro) vão manter indefinidamente sua posição. Na presença de competição os donos da Malboro precisam gastar com propaganda, precisam melhorar seu produto (tipo fornecer marcas light) e competir via preço com vários concorrentes. Com a nova lei anti-tabaco isso será desnecessário, pois o próprio governo (por meio do FDA) irá regular a competição, evitando assim que novas marcas de cigarro (mais baratas, ou de melhor qualidade) quebrem a hegemonia da marca líder.

Melhor do que ficar legislando sobre cigarro seria o Estado reconhecer o óbvio: uma pessoa com mais de 18 anos de idade pode se alistar no exército, pode carregar um fuzil, pode votar para presidente, pode dirigir um carro. Nada mais justo que essa pessoa possa escolher se quer ou não fumar, e não é função e nem direito do Estado intervir nessa decisão. Várias pessoas argumentam que quem fuma fica doente e isso pressiona o sistema público de saúde. MENTIRA. Dados americanos mostram que fumantes CUSTAM MENOS para o serviço de saúde pública do que não-fumantes. O motivo: fumantes morrem muito mais cedo e de doenças mais baratas do que não fumantes. Assim o fumante, além de pagar impostos altos pelo cigarro, também custa menos ao sistema público de saúde.

Por fim, o FDA tem poderes demais. Não é a toa que nosso grande amigo Fox Mulder, do seriado Arquivo X, costiumava associar o FDA a uma grande conspiração.... quando uma agência burocrática fique tão grande ela passa a ser disputada e comandada por grandes corporações, representando assim muito mais o interesse de tais corporações do que do pobre contribuinte e cidadão comum. No Brasil, o exemplo mais claro disso é a ANAC que por várias vezes impediu a REDUÇÃO de tarifas aéreas com o argumento de “preservar” a competição.... como se coubesse aos usuários, e não aos acionistas, arcar pela ineficiência de determinada companhia.

6 comentários:

Anônimo disse...

É claro, a intromissão alheia em nossas vidas, mesmo aquela feita pelos vizinhos, tem uma razão econômica. A dos burocratas é simples de saber:corrupção fácil. O triste é quando o cidadão não reage, porque o fato não é com ele. Mas quando o mesmo cidadão omisso tiver perdido seu espaço, será tarde para reclamar. Até mesmo porque ninguém o ouvirá.
Mas que tá dicil reagir, ah isso tá.
um abraço
Marco B

Lully disse...

Concordo Marco
Está dificíl exatamente pq as pessoas não reagem,aceitam tudo o que lhes é imposto e ainda aplaudem,e não percebem que cada vez mais estamos perdendo nosso direito a liberade.

Anônimo disse...

Seria possível citar uma referência bibliográfica para a afirmação de que
"Dados americanos mostram que fumantes CUSTAM MENOS para o serviço de saúde pública do que não-fumantes"?

Blog do Adolfo disse...

Caro Anonimo,

claro que seria possivel, mas creio pouco provavel que voce se de ao trabalho de ler...

De qualquer maneira, pegue QUALQUER livro de introducao a economia que trate sobre a questao de custos da saude atrelados aos fumantes e nao fumantes.

Adolfo

Anônimo disse...

Prezado Adolfo,

Na verdade eu QUERO TER O TRABALHO DE LER algum estudo DETALHADO que compare os custos de serviços de saúde com fumantes contra não fumantes.

Eu não sou da área de Economia e não conheço qual livro trata dessa questão. Eu poderia perguntar a algum professor de Economia mas...
... não é isto o que estou fazendo?

Rovian Ramos disse...

Excelente artigo!

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email