quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Mensagem de Fim de Ano: O Fio da Navalha

Há alguns anos eu percorria as prateleiras de uma livraria quando me deparei com o interessante livro de Somerset Maugham: “O Fio da Navalha”. Enquanto me decidia se compraria o livro ou não, decidi ler o último parágrafo do mesmo. Foi o suficiente para me decidir pela compra do livro. Já não me lembro palavra por palavra, mas o último parágrafo era algo semelhante a isso:

Não sei se esse livro é bom ou ruim, mas relendo o mesmo pude verificar que ao longo de suas vidas todos os personagens encontraram o que procuravam. Os que procuraram a riqueza ficaram ricos, os que procuravam pela felicidade foram felizes e os que procuraram pela morte também a encontraram”.

Neste post de despedida de 2009, deixo registrado aqui o alerta de Somerset Maugham: neste mundo, cedo ou tarde, todos encontram o que procuram. Os que procuram pela felicidade a encontrarão, e os que procuram pelo mal e pela vingança também terão seu encontro. Dessa maneira, escolham bem seus objetivos e seus sonhos pois ao final de nossas vidas serão com eles que nos depararemos.

Um 2010 repleto de paz, saúde, felicidade e realizações são os votos do autor desse blog a todos.

4 comentários:

William dos Reis disse...

Uma excelente maneira de passar uma mensagem de fim de ano...
Sucesso ao Blog em 2010!!!

Pedro H. Albuquerque disse...

Que tudo que você procura seja encontrado em 2010 Adolfo!

lelê disse...

Querido Adolfo, que mensagem forte! Realmente, sempre temos o que procuramos cedo ou tarde. Uma vez me disseram que o meu destino era obviamente ter poucos estudos e ser mãe solteira, pois se minha família seguia esse caminho o meu seria o mesmo por osmose. Mas, eu não acredito em destino predeterminado, acredito em destino DETERMINADO por nós. Ou seja, nós desenhamos nossas vidas, uns com mais dificuldade por conta de poucos recursos, mas acabam desenhando também seu sucesso cedo ou tarde.

Que você encontre o que mais anseia.

Alessandra Santos

Anônimo disse...

O ano novo começa, mas o ano antigo continua lá – presente com as conseqüências das más escolhas que fizemos. O que resta no novo ano é, caso as escolhas tenham sido ruins, voltar atrás enquanto há tempo para isso. Afinal, a felicidade é o fim que todos procuram mesmo indo pelo caminho errado.
A vingança é isso; o caminho errado para a felicidade que não faz feliz nem o vingador.
É sempre bom rever os planos de atingir o bem desejado, pois se em 365 dias não atingistes o que desejou, procure outro caminho!

Espero que nesse ano tenhamos tempo de arrumar a bagunça que fizemos nos 365 dias passados.

Ano novo, vida nova, mas somente se a desejarmos e lutarmos para que ela aconteça.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email