domingo, 7 de fevereiro de 2010

A Ameaça Fantasma e o Plano Nacional de Direitos Humanos

“Corte de comunicações só pode significar uma coisa: invasão” (Senador do Planeta Naboroo, Guerra nas Estrelas: A Ameaça Fantasma).

No primeiro filme da saga Guerra nas Estrelas (A Ameaça Fantasma), a Federação Interplanetária do Comércio ameaça atacar um planeta pacífico (interessante notar que mesmo num futuro muito muito distante ainda é alguma organização estatal que gera as crises). O primeiro passo para a invasão é muito simples: corte das comunicações. Seja no passado, presente, ou no futuro, o primeiro passo de qualquer ataque é desorganizar a linha de comunicações do inimigo.

O parágrafo acima vale para guerras, mas vale também para golpes de Estado. O primeiro passo dos golpistas é sempre gerar confusão, disseminar informações incorretas, e fazer uso da confusão reinante para demandar regimes especiais que concetrem ainda mais o poder na mão de algum grupo específico. Nesse sentido, o Plano Nacional dos Direitos Humanos é mais uma tentativa do governo Lula de controlar os meios de comunicação do país. Temos que dar nomes aos responsáveis: Lula e Dilma tentaram mais uma vez (essa não foi a primeira tentativa) controlar a imprensa no Brasil. Como sempre o argumento é zelar que “qualidade” da informação.

Se Lula e Dilma e os incontáveis indivíduos que apoiam a idéia de controlar a imprensa estão mesmo preocupados com a qualidade da informação, então a solução é simples: aumentar o número de empresas do setor de comunicações. Ou seja, basta diminuir a burocracia para a concessão de rádios e televisões. Mais competição limita o poder das grandes redes. Contudo, o Plano Nacional de Direitos Humanos parece mais preocupado em FECHAR empresas de comunicação do que em abrir novas. Este comportamento reflete muito mais uma ameaça (se não disserem o que quero ouvir eu fecho a empresa) do que uma preocupação com a qualidade da informação.

Como diria o nobre senador: cortar as comunicações só significa uma coisa: invasão.

11 comentários:

Anônimo disse...

pra quê outras emissoras se já temos o sistema público de informação com ótimos canais de tv aberta e a cabo.

Anônimo disse...

Adolfo,

Concordo com quase tudo do que você escreveu. O que não concordo é "incontáveis indivíduos que apoiam a idéia de controlar a imprensa...". Na verdade, não são tantos assim. Dá até para nominá-los. Além do Lula e da Dilma, são eles: Vanucchi, Zé Dirceu, Zé Genoino, Tarso Genro e alguns outros filhotes de tubarão do PT. O povão que, às vezes, parece apoiar essas cretinices, é levado a isso pela lenga-lenga petralha da melhoria da qualidade de vida que, nós sabemos, nada mais é do que balela.

Um abraço,

J. Coelho

Ginno disse...

Temos ótimos canais de TV aberta? Vende-me a sua TV e a sua antena então, porque na minha casa não pega esses ótimos canais em TV aberta não. Vale à pena citar a novela exibida atualmente pela Rede Globo, entre outros casais da novela existe um em que, o homem trai a esposa com uma amiga que esta hospedada na sua casa, por outro lado a esposa trai o marido com o amigo de trabalho. Existe outro que o homem trai a esposa com uma a prima e com a empregada, por sua vez a esposa o trai com o professor da academia. Sem falar nos dois irmãos que estão disputando a mesma mulher. Vale lembrar que o horário em que é exibida a novela possui maior audiência do dia.
A família brasileira é formada assistindo isso.

Anônimo disse...

"Ou seja, basta diminuir a burocracia para a concessão de rádios e televisões. Mais competição limita o poder das grandes redes"

Relação simples, neh?!

E quantos casos reais tem mostrado que mercados liberados para pura competição tem levado a oligopolios? Bebidas, supermercados, etc.

Pedro disse...

E impressionante que falsos moralistas como esse Ginno e outro ainda continuam entrando aqui para patrulhar aqueles que não concordam essas ideias totalitaristas.
Meu caro, se acha a programação ruim não ligue a TV. Se voce fizer isso e outras pessoas tambem outras emissoras irão procurar uma programação de "melhor qualidade"
quanto a competição: em supermercado moro na asa norte e aqui perto de casa tem 1 wall mart, 1 extra, 1 carrefur e 1 atacadão. Quatro grupos diferentes, dificil dizer que é oligopolio.
Quanto a bebida, a fusão ambev foi aprovada pelo CADE (governo).

Anônimo disse...

Não entro aqui para patrulhar ninguém, e sim para compartilhar diferentes opiniões. Faço isso com respeito e serenidade, sem ofender as pessoas. Não uso argumentos com base em ofensas, pois respeito à opinião de todos inclusive a sua.

Ginno Guimarães NT

Anônimo disse...

Adolpho,

Gostaria de ver seus comentários sobre o politicometro da Veja:

http://veja.abril.com.br/idade/testes/politicometro/politicometro.html

Att.,

Leitor "Centro-Esquerda-Liberal".

Anônimo disse...

Pedro, se não me engano houve um erro do CADE em aprovar a fusão da AMBEV. não sei se sabes, mas nem sempre, os atos do governos são lícitos e legítimos.
Quanto aos mercados... Incrível o numero de mercados citados. A cada quadra existe um mercado, mas pertencente ao grupo Extra ou Carrefour. E detalhe, os preços aplicados em um não diferem dos aplicados no outro.

Anônimo disse...

Verdade verdadeira é o seguinte: quando a ditadura de esquerda se instaurar, não vai aliviar ninguém. Mesmo os que se dizem favoráveis ao regime totalitário, pois isso vai diminuir desigualdade, bla bla bla, também podem ir para o paredão. Quero ver muito idiota de esquerda reclamando depois porque "não era bem isso que eu esperava ... !" Que o processo está caminhando para uma Chaverização do Brasil, é óbvio. Temos apenas que ficar de olho em alguns turning points: 1) controle da imprensa; 2) captura do judiciário; 3) captura das forças armadas. O ponto (1) é o que a turma está tentando agora. O ponto (2) já conseguiram ha muito tempo - eu duvido que se o Arruda fosse da base aliada ele estaria preso! Quando o ponto (3) acontecer, está na hora de fugir do país. Talvez toda essa agitação em torno da investigação dos crimes da ditadura seja já uma manobra nessa direção.

Adolfo, você assistiu ao filme 2012? Nele, tem um "maluco" que já antecipava o fim do mundo com todos aqueles desastres naturais (interpretado por Woody Harrelson). Uma frase que ele fala na sua rádio pirata era: "lembrem-se que vocês ouviram primeiro de mim". Pois é: quando o governo estiver controlando o acesso à internet e colocando a brigada bolivariana para dar porrada na rua, lembre-se que o Blog do Adolfo já havia alertado. Lembrem-se: o Estado é um monstro, que, quando liberado, não tem mais jeito de retroceder. Serão alguns séculos e muita sorte para conseguirmos checar um dia a onde estamos hoje. Eu nunca vi prostituta americana no exterior, mas prostitutas russas, polonesas etc. há muitas. Isso ainda resquício dos irresponsáveis intelectuais esquerditas!

fatima canavarro disse...

Vivemos numa democracia?????, onde não percebemos que a cada dia estamos sendo castrados nos nossos direitos. Essa ditadura petista está nos engolindo e fazendo com que a engulamos com sorrisos, gracejos e frases noiadas do ex operário mor. E a nossa liberdade individual como fica? Ele ainda tem coragem de chamar esse PNDH-3 de Direitos Humanos?

uanderson disse...

Realmente, não podemos esquecer as pessoas trabalham,se esforçam para ter uma vida melhor, saem para trabalhar mas, não sabem se voltam vivos para casa,pois a violência é tanta, infelizmente a sociedade aceita isso, a justiça humana que deveria ser feita em favor dos homens que trabalham, na verdade é escrita e não praticada, pois o elemento que pratica um delito está mais protegido do que um cidadão honesto,os criminosos vão e voltam dos presidios a hora que querem, comem o que quiserem,tem televisão e dvd quando querem,usam celulares como bem entendem enquanto milhares de pessoas miseráveis trabalham incansávelmente por dia apenas por um prato de comida.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email