terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

A ANAC e o aumento na perda de Documentos

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) está implementando uma nova norma para as companhias aéreas: as pessoas terão que mostrar os documentos de identidade não somente na hora do check-in, mas também na hora do embarque.

Acredito que tal norma tenha o objetivo de impedir que uma pessoa faça o check-in, mas na hora do embarque ela troque de lugar com outro indivíduo. Dessa maneira, bandidos pediriam a seus comparsas para comprar a passagem e fazer o check-in, mas logo depois trocariam de lugar com eles, pegariam os bilhetes, e viajariam sem medo de serem descobertos.

Sou contra essa medida da ANAC por uma questão simples: ela só vai atrapalhar o cidadão honesto, e em muito pouco afetará os bandidos. Em primeiro lugar, conseguir uma identidade falsa não deve ser coisa difícil para um bandido (até porque as companhias aéreas aceitam xerox do documento original). Em segundo lugar, as filas de embarque são enormes, duvido que o fiscal da companhia aérea vá checar um por um o documento de identidade do indivíduo e o respectivo nome na passagem. Em terceiro lugar, a polícia não tem um sistema de informação diretamente conectado com as companhias aéreas. Isto é, caso um bandido procurado pela polícia compre uma passagem no seu próprio nome, não creio que essa informação chegue aos bancos de dados da polícia (pois eles não estão conectados ao sistema das companhias aéreas). O máximo que a polícia consegue é saber a lista de passageiros de determinado vôo (não tenho certeza, mas me parece que tal lista só pode ser disponibilizada mediante autorização judicial).

Cabe também uma pergunta: qual é a magnitude do problema que essa norma tenta resolver? Existem mesmo tantos bandidos assim viajando de avião depois que um “laranja” faça o check-in para ele? Me parece que a magnitude desse problema esteja longe de compensar os contra-tempos que a medida da ANAC impõe ao cidadão comum. E o que é pior, tal medida parece ser completamente inócua para resolver o problema a que se pretende.


Resumindo, essa nova medida da ANAC vai mesmo é aumentar o tempo de embarque, aumentar os atrasos e aumentar o número de documentos pessoais perdidos. Imagine você as 6:00 horas da manhã com seu filho, mais a bagagem de mão, mais os bilhetes de embarque e conexão, tendo que apresentar seu documento ao fiscal de embarque. Depois disso você tem que ir caminhando para o avião, com um bando de gente atrás de você, e guardando os bilhetes e os documentos.... tá na cara que não faltarão pessoas perdendo seus documentos.

Vou arriscar um palpite: esse problema deve estar mais relacionado ao problema de milhagens das companhias aéreas do que exatamente a um problema de segurança pública. Ou seja, é mais um exemplo de uma agência reguladora estatal sendo usada por grupos de poder para facilitar a vida de empresas privadas.

Nenhum comentário:

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email