terça-feira, 16 de março de 2010

Devassa e o Oligopólio das Cervejas

O mercado de cervejas no Brasil é nitidamente um oligopólio. Interessante notar que os órgãos de regulação permitiram a união dos maiores grupos cervejeiros do país para dar origem a Ambev. O critério adotado para permitir tal fusão foi o de mercado relevante. Interessante notar como alguns burocratas, assim que aprendem um pouco de teoria, acreditam que só eles entendem daquela teoria. Desnecessário dizer que o critério de mercado relevante é extremamente arbitrário, ou seja, ele dá margem para muitas conclusões. Mas vamos deixar esse assunto de lado, pois o objetivo desse post é outro. Quero perguntar a razão para a proibição do comercial da cerveja Devassa (aquele onde a Paris Hilton aparecia).

Os mais precipitados dirão que foi a Secretaria de Proteção a Mulher (ou algo parecido com isso) que apresentou uma reclamação ao CONAR, e este pediu a retirada do comercial. O motivo seria que o comercial da Devassa explorava demais a sensualidade e denegria a imagem da mulher. Acontece que eu acabo de ver a nova propaganda da Skol: Garota do tempo Skol (onde uma mulher de biquini, com seios redondos e fartos, dá a entender o que realmente desce redondo). Em termos de exploração da imagem feminina não dá pra discutir: o comercial da Skol é bem mais apelativo que o da Devassa. Além disso, explorar a sensualidade feminina nunca foi exatamente um problema nos comerciais brasileiros. Até a Coca-cola já fez propagandas apelativas por aqui (onde um garoto tomava duas cocas na boca ao mesmo tempo, dando a entender outra coisa). Vamos ser honestos: sacanagem nunca foi motivo para se tirar comercial do ar no Brasil.

Então por que tiraram o comercial da Devassa do ar? Eu tenho apenas duas explicações e ambas referem-se a proteção de mercado: a) uma gringa aparecendo em propaganda nacional tira emprego das brasileiras (tipo Juliana Paes, aquela do comercial não apelativo DA BOA); e b) como o comercial foi um sucesso de público ele poderia aumentar a fatia da cerveja Devassa no mercado nacional (tirando lucros da Ambev por exemplo). Interessante notar que recursivas medidas tomadas pelo governo (o CONAR foi acionado por um ente público) favorecem a Ambev. Ora permitindo uma fusão que vai contra o princípio da competição, e que nitidamente concentra o mercado de cervejas, ora tirando do ar comerciais de potenciais competidores.

A retirada do ar do comercial da Devassa é mais do que a exploração do poder de uma agência de que ninguém nunca ouviu falar (Secretaria de Proteção a Mulher), é também a prova de que quebrar oligopólios existentes, muitas vezes fortalecidos e criados pelo governo, não é uma tarefa trivial. Ao governo, ao CONAR e a Ambev só existe uma resposta a ser dada: DEVASSA neles!!!! Eu tomei minha atitude, até o final do mês eu só bebo DEVASSA. Essa será minha humilde contribuição à liberdade.

Aqui Paris Hilton e a Devassa. Nunca gostei muito dessa patricinha, mas cá entre nós: ser censurada por sensualidade num país onde Xuxa é a rainha dos baixinhos, Carla Peres apresenta programas infantis e Mara Maravilha é pastora evangélica não é pra qualquer um. E deixo claro que eu sou fã da Xuxa, adoro a Carla Peres e acho a Mara Maravilha demais.

16 comentários:

Ana disse...

Que é issoooo?! Esse comercial ficou simplesmente FANTÁSTICO! Muito melhor do que os comerciais de cerveja que estamos acostumados a ver. Acho até que só não perdeu pro comercial da Heineken, tá aqui o link, que não é nada sensual, mas um pouco cômico. rsrs http://www.youtube.com/watch?v=Xiu4sYMkarY
Mas voltando ao assunto, o que há demais nesse comercial que não há nos outros? A mulher está até vestida demais se formos analisar com nossos outros comerciais de cerveja.
É impressionante como os investidores, sócios, seja lá quem for, reagiu de uma forma imediata a possível ameaça de diminuição de consumo. Preocupação que não deveria ser tão imediata. Basta analisar outras marcas que apareceram no mercado nacional nos últimos 2 anos. Um exemplo: Itaipava. Apesar da crítica positiva, essa cerveja não chegou, em momento algum a se aproximar da margem de consumo da Antártica ou Skol.
Analisando exemplos como esse, fica nítido que a Ambev se precipitou em temer essa concorrência.
Fica no ar uma demonstração de poder NÍTIDA e totalmente desnecessária. Mostra a nós brasileiros que o que comanda o mercado, são os oligopólios criados pelo Governo, desestimulando a concorrência e fazendo com que os consumidores paguem mais caro por isso.

Aline Amaral disse...

Ótimo Post!! Parabéns!
Penso do mesmo jeito!

Augusto Freitas disse...

"O motivo seria que o comercial da Devassa explorava demais a sensualidade e denegria a imagem da mulher."

Pronto, a partir de agora o Carnaval está proibido no Brasil! Ah, tomar Sol na praia (com ou sem top) também fica proibido! Além disso, músicas que sugerem coreografias tais como o "Rebolation" também estão vetadas! Assim como os funks que mencionem palavras como: popozuda, gostosa, bunda e similares.

Abaixo a sensualidade da mulher e viva a burca! Acho que esse deve ser o lema da Secretaria de Proteção à Mulher (quem?).

José Carneiro da Cunha disse...

Vou apoiar o protesto! A partir de agora, só Devassa.

abs

José Carneiro

João Guilherme disse...

Post muito bacana! realmente a sensualidade da mulher nunca foi o mutivo.Concordo com sua opinião, mais uma vez podemos ver como as coisas funcionam aqui no brasil, e como sempre, nos consumidores é que saimos perdendo.

Nilo disse...

Só pelo protesto, vou tomar 3 litros de Devassa por dia até o comercial ser liberado!!!

Anônimo disse...

Acho que o problema deste comercial é que a Paris está vestida demais para os padrões de comerciais brasileiros como a Ana falou, porém acredito que a Anbev não quer deixar a concorrência que está aos poucos aumentando. Ao contrário do que a Ana disse, a Itaipava vem crescendo muito, além de outras por aí.

Anônimo disse...

Eu prefiro a devassa, porque obviamente assume seu status e assim é só chegar e beijar. Quem vai reclamar.

Mario Jesus

Chutando a Lata disse...

mas por que o devassado, ou seja, a schinruincariol não reclamou? devassa em todos

talita disse...

Tah bom, eu ainda não encontrei onde tah essa exploração toda da sensualidade da mulher no comercial da Devassa (a Paris Hilton tah vestida ¬¬'). Qndo o governo quer proibir alguma coisa proibi e pronto, nem se dá ao trabalho de dá uma desculpa ao menos boa, qlqr uma serve... Mais mesmo assim, o Governo deve ter uma "parceria" mto boa com a Ambev viu, pq pra eliminar a concorrência, a competição, que são fatores que fazem com que a economia de um país cresça, ele deve tah se beneficiando mto viu. e os consumidores heim, ficam como? na grande maioria das vezes prejudicados neh, pq se não tem concorrência o preço sobe e quem garante que a qualidade não caia? ter opções éh sempre bom, oligopólio no mercado ajuda em que? livre concorrência simm.

Anônimo disse...

Essa proibição é puro marketing! Só para fazer barulho e todo mundo assistir ao dito cujo. Já já o comercial estará sendo exibido no intervalo dos jogos.

mas heim, que mulher magra! (E essas pernas longas e finas, meu sonho ter pernas assim!) tbm não sou fã da Paris, o contrário disso, mas ela está linda. Não achei o comercial apelativo, entretanto, não vou aderir ao movimento 'devassa' pq, além de acreditar ser marketing, o comercial é um caso clássico da exploração da mulher como tds os outros são.

nussss, mas O fotógrafo, meu Deus, é um deus! só faltou ele está em poucos trajes como ela, mas ninguém quer explorar os homens pois para as mulheres isso não faz diferença.

Chutando a Lata disse...

Você pode dizer o que esta turma da fiscalização econômica, com status de que são técnicos e aplicam as prescriçoes de política da teoria da regulação, fazem de útil? A Petrobrás o maior exemplo de práticas monopolistas, está há muitos anos livre,leve e solta para fazer suas maldades. Cadê a turma que combate o abuso econômico?

Zé luiz 20 disse...

Parabéns pelo post, e esse apoio a livre concorrência é de suma importância para todos os brasileiros que lutam por preços mais justo no mercado.Apartir de agora vou começar a apreciar mais essa DEVASSA.

Anônimo disse...

Tá de baixo astral? Leve uma devassa para casa.

Clarissa disse...

Devassa neles!
Também vou aderir e dar minha contribuição: Devassa até o fim do mês!

Abs!

Marcio disse...

Devassando até o final do mes, recomendo a Loira, loíríssima, Morena, Ruiva e Índia. MAs a sarará (Weiss) eles precisam melhorar.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email