quarta-feira, 24 de novembro de 2010

2011: O Começo de um Longo Pesadelo

2011 será um ano ruim tanto do ponto de vista econômico como político. Do lado político teremos as quatro grandes forças éticas do país brigando entre si: PT e PMDB pelo controle do governo, PSDB brigando consigo mesmo para nada fazer, e o que sobrar do DEM tentando fazer alguma oposição (o que parece ser a única boa notícia no campo político).

Do lado econômico teremos a volta da inflação. Em 2011 a inflação começará sua escalada sob aplausos de boa parte dos que deveriam lutar para detê-la. As contas públicas continuarão bagunçadas, e a situação fiscal brasileira ficará cada vez mais deteriorada. Cedo ou tarde as operações parafiscais entre Tesouro e BNDES começarão a dar resultados: isto é, piorar ainda mais a situação fiscal. O petróleo do pré-sal (caso único no mundo onde uma empresa descobre petróleo e perde valor acionário) cobrará seu preço. O fracasso do trem bala (que o governo insiste em construir) se encarregará de mostrar a dura realidade: dinheiro não cai do céu.

O cenário externo também será um duro golpe: a crise americana (que por aqui os gênios julgam águas passadas) vai lembrar ao mundo (e ao Brasil) que o aval do governo NÃO É capaz de eliminar os custos de decisões erradas, ele é capaz apenas de transferir esses custos. O custo fiscal que vários países incorreram para salvar seus bancos irá começar a pressionar negativamente o crescimento econômico. Ajustes mundo afora terão que ser feitos, ajustes esses que marcarão 2011 como um ano difícil.

Mas, para o Brasil, a desgraça vai vir mesmo quando o governo, sob o aplauso dos especialistas, desvalorizar o câmbio por medidas artificiais. Esse erro gigantesco que será feito terá duas consequências imediatas: aumento dos juros e mais inflação. Mas fiquem tranquilos, com ministros da categoria de Guido Mantega e Miriam Belchior não temos o que temer...

9 comentários:

Jones disse...

Boa tarde, professor.

Pergunto: o que o cidadão comum pode fazer para ser menos penalizado por esses erros?

Abraços,

Jones.

Anônimo disse...

Caro colega , gostaria muito de saber sua opnião sobre o progama do governo Minha casa Mnha vida, acha que do ponto de vista economico isto esta sendo benefico ? Alguns especialistas dizem que estamos entrando em uma "Bolha" o governo não tem como financiar todos esses emprestimos e subsidios e não esta calculando o risco desse investimento, outros que este programa esta super inflacionando o mercado himobiliario, desde ja obrigado.

Sou um grande apreciador de suas palavras.


abçs

GAbriel Oliveira

Blog do Adolfo disse...

Caro Jones,

O melhor a fazer é comprar bens financiados com juros PRE-FIXADOS.

Ou então aplicar em operações financeiras PÓS-FIXADAS.

Adolfo

Blog do Adolfo disse...

Caro Gabriel,

Em vários posts passados eu já me manifestei CONTRA o programa minha casa minha vida (justamente pelas razões levantadas por voce).

Adolfo

Anônimo disse...

Adolfo,

Estávamos com saudades de você. Que bom que você está de volta. O problema com essas suas propostas de juros pré e pós é que o mercado de crédito já está se ajustando. Apesar da turma no governo ser analfabeta, o setor privado não é tanto assim. Acho que vamos amargar um período de Grécia daqui a alguns anos. O problema é que aqui não temos a Alemanha para nos ajudar. Para quem gosta de um flashback, vamos estar back to the 80's em breve. Uma sugestão adicional é tentar poupar agora que estamos em período de vacas gordas.

Anônimo disse...

hj vc tirou o dia para ser Cavaleiro do Apocalipse...

O bom de ser pessimista é que mais cedo ou mais tarde vai acontecer uma m... Aí vc pode falar que sempre esteve certo! Estilo Nouriel Roubini.

Blog do Adolfo disse...

Caro Anonimo das 6:25,

Acho que voce nem sequer sabe quem eh o Roubini. Mas fique tranquilo, ja ja voce vai saber....

Adolfo

Erik Figueiredo disse...

[OFF] Você fez parte do processo da avaliação?
Abraços,
Erik

Leo disse...

Eu recomendo LFT e NTN-B principal.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email