quarta-feira, 7 de março de 2012

BACEN reduz SELIC para 9,75%

O Banco Central reduziu a taxa SELIC para 9,75%. Como esse blog já alertou desde o começo do ano passado, fica evidente que o BACEN desistiu do regime de metas de inflação.

Nada contra o BACEN reduzir a taxa SELIC, mas acredito que a sociedade brasileira tem o direito de saber que o BACEN abandonou o regime de metas de inflação. Como tal sistema faz parte do ordenamento jurídico que se refere ao BACEN, cabe a pergunta: quem autorizou o Banco Central brasileiro abandonar o regime de metas de inflação?

Não adianta culpar a Dilma, nem o Mantega, e nem nenhuma pressão política. Quem deve ser responsabilizado por isso é a alta cúpula do BACEN. Em última instância foram eles que decidiram por esse caminho.

Repito: pode-ser argumentar a favor da redução da SELIC. Contudo, dentro do sistema de metas de inflação, é improvável que uma redução de 0,75 pontos percentuais venha trazer a inflação para o centro da meta. Desde o ano passado o BACEN está empurrando o combate a inflação com a barriga. Em 2011 o BACEN, em momento algum, tentou trazer a inflação para o centro da meta (como era sua obrigação de acordo com o regime de metas). Em 2012 o BACEN age de maneira igualmente displicente.

Novamente esse blog pergunta: quem autorizou o BACEN a abandonar o regime de metas de inflação?

8 comentários:

Anônimo disse...

Uma pista é procurar por quem anunciou a decisão antes do COMPOM. Lembro do Marco Aurélio Garcia e do Mantega, mais alguém?

Anônimo disse...

Seria o caso de relembrar quem, a partir de 2003, passou a questionar a LRF, o TCU, as Comissões do Congresso.

E mais recentemente, quem chamou de marola a crise de 2008, depois passou a chamá-la de a maior crise desde a dos anos 30.

E na sequência, ou concomitantemente, abriu os cofres, chamando os gastos de anticíclicos. Só que os gastos já vinham em crescente, bem antes do ciclo.

E ainda, durante a última campanha eleitoral quem criticou o candidato das oposições como discordante da autonomia operacional do BC.

E quem pretende deitar regras para os EUA, Europa e Zona do Euro saírem da crise.

Com essas dicas pode ficar mais fácil descobrir quem teria autorizado o abandono do sistema de metas.

Podem ser os mesmos que chamam inflação acima do PIB de crescimento estável.

Anônimo disse...

Sem contar a "manutenção" dos preços prá lá de defasados dos combustíveis.
Uma assumidade!
Brados
Martins

Lucas disse...

Para aqueles que se interessam nas razões técnicas do porque da queda da SELIC. Segue link para matéria no Valor sobre a estratégia do BCB, baseado em estudos internos da instituição.

http://www.valor.com.br/valor-investe/casa-das-caldeiras/2557424/estrategia-do-banco-central

Lucas disse...

Para aqueles que se interessam nas razões técnicas do porque da queda da SELIC. Segue link para matéria no Valor sobre a estratégia do BCB, baseado em estudos internos da instituição.

http://www.valor.com.br/valor-investe/casa-das-caldeiras/2557424/estrategia-do-banco-central

Anônimo disse...

Razões técnicas... Está no texto do link:

"Segundo o trabalho divulgado pelo BC, a utilização da regulação bancária como instrumento de gestão de política de curto prazo pode atrapalhar a ancoragem das expectativas de inflação na medida em que eleva as já naturais dificuldades em se projetar a inflação. Sem saber com segurança quais instrumentos podem ser utilizados, em que momento e com que intensidade, os analistas dificilmente poderão estimar o comportamento da inflação."

Nada de novo no front. Políticas monetárias criativas podem estabilizar a economia no curto prazo mas perdem efeito no longo prazo deixando o BC sem credibilidade.

O custo da perda de credibilidade pode ser inflação alta e difícil de reduzir. O modelo DSGE pode ser interessante (deve ser) para os que trabalham na área, para um público mais geral basta ler Friedman.

Anônimo disse...

O resumo do "Sudden floods, macroprudention regulation and stability in an open economy" é um arraso. Muito parecido com a "Banda Diagonal Endógena", do Chico Lopes: fala muito e diz nada.

Blog do Adolfo disse...

Anonimo,

Estou contigo... esse resumo eh o jaba do jaba.... conversa dificil pra esconder que o BACEN ta bicando o sistema de metas...

Adolfo

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email