quarta-feira, 18 de abril de 2012

BACEN continua fazendo sua parte para implodir o país

O Banco Central reduziu a taxa de juros básica de 9,75% para 9% ao ano. Há mais de um ano este blog vem alertando que o BACEN já descartou o sistema de metas de inflação. A cada dia fica mais óbvio que tal sistema inexiste no país.

Ainda nesta semana, o BACEN atuou fortemente no mercado cambial. A atuação do BACEN deixou evidente seu propósito: desvalorizar o real. Isto é, o BACEN também está tentando bicar para escanteio a taxa de câmbio flutuante. Isto é, dos três pilares macroeconômicos que sustentaram a economia brasileira nos últimos 10 anos (taxa de câmbio flutuante, sistema de metas de inflação, e responsabilidade fiscal), o BACEN está prestes a destruir dois deles.

Do lado fiscal, o governo tem feito sua parte para desequilibrar ainda mais a situação das contas públicas. Em resumo: em menos de 1 ano e meio o governo Dilma já descartou a fórmula que garantiu a precária estabilidade brasileira nos últimos anos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Levando em conta sugestões como essa do texto

http://www.imf.org/external/pubs/ft/sdn/2012/sdn1201.pdf

A postura do BC brasileira não parece incoerente com o sistema de metas.

Dawran Numida disse...

Não seria incoerente, Anônimo-19 de abril de 2012 10:46. Já deixou a incoerência para trás, por ter detonado com o sistema de metas de inflação.

E isso sem nada de institucional que tivesse alterado tal mandado. O que piora muito as coisas. Fica parecendo puro voluntarismo político. Quem teria dado mandado para o BC descumprir o sistema de metas de inflação?

Aparentemente, estão tentando seguir por uma seara de "metas de crescimento". Se for assim, explicar-se-ia a forte liquidez que sustenta crédito de bens duráveis de consumo, as pressão baixista nos juros, via bancos federais etc.

Se tal "modelo" estiver assentado numa piora da economia na Europa e nos EUA e tal aspecto não ocorrer, como sustentar-se-á tal "modelo"?
É bem provável que exploda por pressões inflacionárias e pela elevação dos juros.
Ou imploda pela arrogância.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email