quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Uma nota de Protesto contra a Johnson & Johnson

Impressiona o pouco caso com que a Johnson & Johnson trata a figura do pai. Você vai ao cinema e lá está a Johnson & Johnson fazendo sua tradicional propaganda: várias mães cuidando de seus filhos. Você liga a televisão e lá está outra propaganda com o mesmo tema. No dia das mães então nem se fala. Neste domingo é dia dos pais, e nem uma única palavra da Johnson & Johnson sobre a importância do pai. Nas propagandas dessa empresa é virtualmente impossível ver um pai cuidando dos filhos. Pois bem, entrei hoje no site desta empresa, e nem uma única menção ao dia dos pais está lá. Pelo contrário!!! No site da empresa nem uma pífia foto de um pai cuidando do filho (a foto que está lá é da mãe cuidando da criança).

Por que a Johnson & Johnson odeia tanto a figura paterna? Por que nos odeia tanto a sequer ser capaz de dizer o óbvio: toda criança tem um pai. Eu tenho uma sugestão para a próxima campanha da Johnson & Johnson: “Toda MÃE também teve um PAI”.

Sempre que possível eu evito comprar produtos da Johnson & Johnson. É o que posso fazer para mostrar meu descontentamento com essa companhia. A figura materna é importantíssima para a criança, mas por acaso é diferente com o pai? Sou pai, me orgulho disso e repudio empresas que desprezam a importância do pai. Toda MÃE também teve um PAI.

10 comentários:

Urban Demographics disse...

também faça protesto contra a Lego, que passou décadas e décadas com bonequinho de homens apenas. Faça boicote com o Lego.

Anderson Oliveira disse...

Adolfo, sempre leio seu blog pelo rss, o que as vezes até dificulta vir comentar aqui no site, mas dessa vez não teve jeito...

Esse foi um posto "irônico"? Porque se não for...

Quanta bobagem!!! E daí se a J&J não mostra o pai, tem cota pra pai em propaganda agora? Parece esses pseudo conspiradores ai reclamando da capa da Veja sobre Avenida Brasil e não julgamento do Mensalão.


Bem, é isso, mas no geral gosto do seu blog.

Blog do Adolfo disse...

Urban,

Dessa idade e ainda brincando de Lego.... ta na hora de crescer hein!!!!

Blog do Adolfo disse...

Caro Anderson,

Numa economia de mercado as pessoas tem direito de protestar.

Meu protesto nao foi ironico, foi apenas uma constatacao de que tal empresa nao da valor a figura paterna.

Numa economia de mercado temos o direito de comprar bens das empresas que satisfacam nossas necessidades. Eu apenas ressaltei esse ponto.

Nao me parece que seja dificil de entender isso.

Anderson Oliveira disse...

OK, agora ta explicado!!! de toda forma continua sendo uma bobagem.

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=ybWR3LH4krc&feature=autoplay&list=PL3C18F15A86A88598&playnext=1

Prezados vejam isto.. Abs

Anônimo disse...

Eu entendo seu descontentamento... Toda mãe já teve um pai, mas nem todo pai sabe a diferença entre um creme para pentear cabelos crespos e um para condicioná-lo...entende porquê o alvo dessa empresa ser as mães??? Você é um excelente pai, o importantes é que seus filhos saibam amá-lo e repeitá-lo sempre. Foda-se a Johnson&johnson.

Urban Demographics disse...

concordo com o Anderson, vale o protesto, mas eh pura bobagem. Tao bobagem quanto o boicote ao Leo que eu te sugeri (em tom ironico). Seus posts de critica ao governo são melhores. hehe

vyctor gotardo disse...

Cara não sei se você não procurou direito tem aqui o link de um vídeo mostrando o carinho de um pai com sua filha.
http://www.youtube.com/watch?v=blvCyeuaizo&feature=BFa&list=PL3C18F15A86A88598

Anônimo disse...

Toda mãe teve um pai, mas nem todo pai segurou a barra. Aliás, aqui no Brasil temos inúmeros exemplos disso.
Por isso o apelo às mães da referida empresa. Como isso toca muito as mulheres, que ainda continuam sendo, em sua maioria, as cuidadoras dos menores, a companhia se aproxima de seu público de forma a garantir seu mercado. Mas isso muda, tão logo haja uma mudança cultural maciça.

Keep waiting

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email