sábado, 8 de setembro de 2012

UnB e PT, texto escrito por Roberto Ellery

Este texto foi escrito pelo Professor Dr. Roberto Ellery. O Sachsida apoia integralmente esse texto.

O episódio envolvendo o apoio institucional do PT aos professores Márcia Abrahão e Marcelo Bizerril revela menos sobre a disputa da UnB do que sobre a natureza do PT. Como muitos partidos que surgem das lutas de movimentos de esquerda contra regimes autoritários o PT aglutina várias correntes de pensamento. Dentre estas algumas que não se livraram das propostas totalitárias típicas de socialistas de direita e de esquerda. É aí que entra o apoio que foi revelado pelo Prof. Marcelo Hermes (http://cienciabrasil.blogspot.com.br/2012/09/e-mail-do-presidente-do-pt-local-onde.html).

Uma característica de movimentos totalitários é que eles nãos se contentam em disputar o poder formal. Eleger presidentes, governadores, prefeitos e obter maioria nas casas legislativas não bastam aos totalitários. É preciso controlar toda a esfera de vida social. Universidades, sindicatos, igrejas, grêmios estudantis, nada escapa ao desejo de controle. Um movimento totalitário não pode parar nunca, do contrário morre. Cada conquista de um espaço é o prenúncio da conquista de um novo espaço.

Imagino que exista uma disputa interna entre correntes democráticas e correntes totalitárias do PT. Vejo o lado democrático ganhando quando pessoas sem vínculo com o partido são indicadas para postos chaves da república, como o Banco Central ou a Procuradoria Geral da República. Vejo o lado totalitário do PT quando pessoas ligadas ao partido são indicadas para o STF ou quando quadros do partido denunciam a oposição e a imprensa de golpistas ou inimigos da pátria pelo crime supremo de não concordarem com o governo encabeçado pelo partido.

A intromissão na eleição para reitor da UnB definitivamente mostra o lado totalitário do PT de Brasília. Ao fazer isto este setor do partido que governa o Brasil a mais de dez anos mostrou que não basta controlar a Presidência da República e o Governo do DF, é preciso também ter a Universidade de Brasília e sabe-se mais o que. Isto é grave porque o PT não é um partido inexpressivo e sem representatividade, pelo contrário é o partido mais poderoso do Brasil. Repudiar o comportamento totalitário é dever de todos os que prezam a nossa democracia, principalmente quando o comportamento está tão próximo do poder.

Não se trata de coibir que pessoas filiadas a partido se manifestem e disputem cargos na UnB, nada mais longe disto, a questão é resistir à tentativa de qualquer partido interferir na academia e nos demais espaços da sociedade organizada. Aliás, não custa perguntar, a troco de que esta intromissão? Espero que os professores apoiados deixem claro sua posição sobre este episódio, mas confesso que espero mais ainda que este episódio não seja representativo do atual equilíbrio de forças no PT.

8 comentários:

nilo disse...

Por isso que no dia 11 estarei votando no Prof. Ivan Camargo!!!

Anônimo disse...

Ivan camargo representa o que há de pior na Unb. Um grupo de clientelistas responsável pela maior crise de gestão de uma universidade pública federal já vista. Macularam a universidade com suas malversações que levavam a Unb todos os dias as páginas policiais de jornais de grande cirrculação. Ivan foi Decano de Graduação do Lauro, quando o Timothy era seu vice. Lauro foi denuniado por Peculad e Timothy por Improbridade. Isso que sabemos. Eu que pergunto. O que esses espertalhões que adoram o dinheiro público querem agora? Sei o que Márcia quer e por isso vou votar na Chapa 80 para juntos contruirmos a Unb que sonhamos para todos. Esse bando não pode voltar ao poder. Seria um retrocesso e o caos na Unb.

Anônimo disse...

Fora PT, PSTU, PSOL, Pssss

Anônimo disse...

Dos quatro concorrentes a reitor e vice-reitor só o vice da Márcia foi indicado a algum cargo pelo Timothy.

Anônimo disse...

Sou membro da executiva, mas nao aceito o que esta ocorrendo. A UNB esta financiando, CAIXA 2, o PT-DF.

Esse nao é o PT qie pertenco, prefiro perder a UNB a perder a etica

Nao vou me identificar por motivos claros.

Ciência Brasil disse...

O comentário acima tras uma denuncia gravíssima! meu deus!

Marina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email