domingo, 28 de outubro de 2012

Onde a oposição rugiu levou, onde miou perdeu

A pior notícia dessa eleição foi a vitória do PT em São Paulo, a melhor notícia dessa eleição foi a derrota de Serra em São Paulo. Serra representa tudo que a oposição não deve ser. Ele confunde apatia com elegância, arrogância com inteligência, centralização com responsabilidade. Foi graças a essa postura que o PT deitou e rolou em cima do PSDB nas últimas 3 eleições presidenciais.

Quem sabe com a aposentadoria de Serra, e com a péssima liderança de Alkimin, surja uma oposição de verdade. Não podemos contar com FHC e nem com Aécio Neves. Esses já mostraram que oposição não é a praia deles. Eduardo Campos também não pretende ir pro campo da oposição. Mas, quem diria, o Democratas ainda está vivo. A vitória em Salvador dá fôlego para o partido. Demonstrando que quando o PT é combatido com força e coragem ele pode ser batido.

As eleições municipais deixaram uma lição: quando a oposição rugiu, e se comportou como um leão, venceu. Onde a oposição decidiu miar, e se comportar como gatinho, perdeu. Seja Arthur Virgílio em Manaus, seja ACM Neto em Salvador, onde a oposição foi para o embate venceu. O PT não é imbatível, pelo contrário, é um amontoado de pessoas que são mais desunidas do que parece a primeira vista. É um partido sem moral, pois não irá expulsar de seus quadros 3 condenados de CORRUPÇÃO e FORMAÇÃO DE QUADRILHA. José Genuino, José Dirceu e Delúbio Soares foram condenados pelo STF, mas contam com o apoio do PT. Partido assim não tem moral, isso enfraquece a militância, e em última instância diminui seu poder de mobilização. A oposição tem que bater nessa tecla sem cessar, temos que fazer disso um mote: “O STF CONDENOU, O PT PERDOOU”.

O PSDB irá de Aécio em 2014. Irá perder de novo. O que fazer então? Existe uma solução, uma dobradinha DEMOCRATAS-PMDB para lançar uma chapa em 2014. O PMDB está sendo chutado por Dilma, uma aliança ali é possível. Se Dilma fortalecer o PMDB, então a dobradinha pode ser DEMOCRATAS-PSB para 2014. Esse é o caminho para a oposição: ficar longe do PSDB. Existem opções, basta trabalhar para viabilizá-las. O PSD é outro partido que pode tentar algo também, enquanto ficar longe do PSDB terá uma chance. O problema do PSDB é que sua desunião, e falta de liderança, está comprometendo toda oposição no Brasil. O PSDB tem quadros de respeito, mas antes de liderar o Brasil precisa se reencontrar.

Fica a lição: não se vence um dragão se comportando como um gatinho.

9 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com tudo, exceto com a possibilidade de uma dobradinha "DEM-PMDB". A Dilma deve reforçar os laços com o PMDB na reforma ministerial a ser anunciada nos próximos dias, além de já ter praticamente garantido que seu vice em 2014 será Michel Temer.

Anônimo disse...

Que dó ver um economista com sérias publicações fazer o que você faz.
Parcimônia, aquela hipótese tão esquecida...

Anônimo disse...

Pelo menos seu antigo chefe não ganhou em Campinas.

Anônimo disse...

Caro anônimo, creio que está bem claro que este blog se trata das opiniões do Adolfo. Aqui é o espaço onde ele aborda qualquer assunto e expressa sua opinião. É um direito dele utilizar-se deste espaço para expor suas opiniões. O pesquisador Adolfo aqui só entra quando ele desejar.

Rafael Vilela disse...

concordo que o PSDB e sua desunião está atrapalhando o projeto de tirar o pt do poder, entretanto não se iluda com os partidos citados neste post. o DEM tem uma rejeição enorme em vários setores da sociedade, nunca ganhara uma disputa presidencial. o PMDB tem bons quadros e uma forte estrutura, mais seus nomes dificilmente serão apoiados por todos no partido. o PSB Num plano nacional so se sustenta no nome de Eduardo Campos , um politico de várias alianças e que ninguem sabe ao certo o que pensa. o PSD Adolfo é um erro de visão que você não costuma cometer, de todos esses é o que mais se assemelha ao PT, um partido feito de pessoas sem opinião, basta dizer que não e de centro direita nem de esquerda, feito para obter cargos, enfim tudo de ruim que há na politica brasileira. o PSDB apesar de todos seus problemas e o partido pra eleger um presidente pro Brasil, basta alinhar seu discurso com o que a população que ouvir e saber alinhar todos esses outros partidos num projeto eleitoral.

José Carneiro da Cunha disse...

Gênio Anônimo de 1:34, parcimônia é pricípio, não hipótese!
Estudo, aquela coisa tão ignorada...

José Carneiro

Porco Capitalista disse...

PSB é a mesma coisa que o PT. Os dois são socialistas e o PSB também faz parte do foro de São Paulo. Uma oposição do PSB não serviria pra nada e ver o DEM coligado com eles seria o fim da picada.

Acho que o PMDB abandonar o PT é totalmente improvável.

Acho o melhor cenário dentro dos possíveis cenários para 2014 seria o PSDB começar a cortejar demais o PSD, com medo de perdê-lo para o lado da situação (o que pode acontecer), colocar um vice do PSD e deixar o DEM totalmente em segundo plano.
Isso poderia deixar o DEM puto, que poderia tentar lançar uma chapa própria e nesse caso, acho mais provável que eles se aliem ao PV, aliança que deu certo na capital bahiana, e já que o PV agora já não conta mais com a figura forte da Marina Silva.
É possível também que recebam apoio do PR, que também vem sendo chutado pelo PT, que também diminuiu consideravelmente nessas eleições municipais, considerando que foram aliados no Rio de Janeiro e que o PR já foi um partido de direita, num passado muito remoto.

Anônimo disse...

- "PSB não é a mesma coisa que PT". Porco Capitalista. São diferentes. O PSB age mais como o PMDB.

- O PSDB, perdeu o ímpeto desde 2002. Agora, depois de perder a Prefeitura de São Paulo, pode perder o Estado.

- As pressões sobre o Governo Paulista, tendo como pano de fundo a "segurança pública", não encontra anteparo no PSDB.

- De repente, São Paulo pode até vir a aceitar a intervenção federal, a ocupação da força nacional de segurança e a implementação das UPPs. Este é o pior cenário e o melhor motivo para uma reação política, pois, eleitoralmente não vai dar mesmo.

- O PT está em situação muito pior, pois, tem de manter o poder federal. Não será fácil com a derrocada do poder de Lula, dado o mensalão. E já há tempos, vive de factóides reverberados pelos meio de comunicação como verdades. Isso lhe dá votos e poder. Mas, já não tanto como antes.

- Dizem que Lula poderá ser o candidato do PT em São Paulo, em 2014. Porém, com o processo e condenações do mensalão, não será mais tão fácil ter alianças fortes sem ter de perder nacos muito altos. Mas, pode ser que vença, mesmo com o mensalão, como ocorreu em 2006 e em 2010, só que será muito mais fraco.

- Por último, o PSDB poderia abrir as portas para que quem quiser sair que saia. Os que ficarem, poderão reconstruir o partido descobrindo o que quer afinal.

Anônimo disse...

O Lula o PT e a Dilma

O LULA, maior megalomaniaco que a historia ja viu, disse que as coisas positivas que aconteceram no governo foram obra dele. Ele esquece que as poucas coisas positivas de seu governo foram consequencias do Plano Real e do FHC.

De fato, o Lula so fez uma coisa positiva que foi nao tentar o terceiro mandato. A Dilma ainda tem chance de fazer algo positivo (ate agora nao fez nada e vamos precisar de 50 anos para limpar a bagunca que ela esta fazendo) que eh nao tentar se reeleger.

Dado o cenario escuro e federento que enfrentamos sugiro que cunhemos um novo termo para descrever amigos e amigados do PT. Os Petostas= PT + Bosta.

O mesmo vale para os Esquerdinhas => Os Esquerdostas=Esquerda+ Bosta.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email