quinta-feira, 26 de setembro de 2013

O Aparentemente Excelente CV do Presidente do CADE

Estava lendo uma reportagem quando me deparei com o CV do Presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). Um detalhe me chamou a atenção: ele possui dois doutorados. Como sou da área sei muito bem que isso não é coisa fácil, então fui dar uma olhada mais de perto nesse detalhe intrigante.

De acordo com o cv Lattes, o Presidente do CADE, Vinícius Marques de Carvalho, possui dois doutorados:

1) 2004 - 2007: Doutorado em Direito Comparado. Université Paris 1 Pantheon-Sorbonne, PARIS 1, França.
com período co-tutela em Universidade de São Paulo (Orientador: Calixto Salomao Filho).
Título: L État et le Secteur Privé dans la Gestion des Services de l Eau: une analyse juridique à partir de l exemple français, Ano de obtenção: 2007.
Orientador: Gerard Marcou.

2) 2002 - 2007: Doutorado em Direito (Conceito CAPES 6). Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período co-tutela em Universidade de Paris I (Orientador: Gerard Marcou).
Título: ESTADO E SETOR PRIVADO NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL: UMA ANÁLISE JURÍDICA A PARTIR DO EXEMPLO FRANCÊS, Ano de obtenção: 2007.

Ou muito me engano ou os TÍTULOS são praticamente iguais... então fui até a internet para buscar o título da tese de doutorado que o presidente do CADE efetivamente defendeu em Paris. Encontrei um titulo um pouco diferente:

"L' État et le secteur privé dans la gestion des services de l'eau au Brésil : une analyse juridique à partir de l'exemple français". Título ainda mais parecido com o da tese defendida na USP... procurei então a tese defendida na USP, mas infelizmente não a encontrei disponível na internet. Mas, continuando as pesquisas encontrei o CV do Presidente do CADE enviado ao Senado Federal. Lá podemos ver que:

a) fev/2002 a jan/2003: trabalhava como administrador do condomínio Ed. Martinelli (parceria com BID)
b) fev/2003 a fev/2004: chefe de gabinete
c) fev/2005 a fev/2006: assessor legislativo no SENADO FEDERAL
d) ago/2006 a abr/2007: assessor da Presidência do CADE
e) abr/2007 a abr/2008: chefe de gabinete Secretaria Especial de Direitos Humanos Presidência da República

Dois detalhes chamam a atenção. Em primeiro lugar defendeu ambas as teses de doutorado NO MESMO DIA (31/08/2007). Ou seja, ao contrário do que se possa pensar isso NÃO CONFIGURA dois doutorados!!!!! Quando muito configura um doutorado com período de sanduiche no exterior (modalidade prevista na CAPES). Uma MESMA tese de doutorado não pode servir para dois títulos distintos de doutorado.

Em segundo lugar, é natural que alunos de mestrado/doutorado comecem o curso com dedicação exclusiva (isto é, sem trabalhar). Numa universidade de ponta como a USP isso seria o mais comum de se esperar, ainda mais para quem vai direto para o doutorado sem passar pelo mestrado (como foi o caso do Presidente do CADE). Note que nesse caso as normas da USP implicam na necessidade de se cursar 80 créditos (10 disciplinas). Como, aparentemente, ele estava em Paris durante o ano de 2004, resta concluir que ele cursou todas as 10 disciplinas requeridas entre 2002 e 2003, mesmo trabalhando como Chefe de Gabinete (ocupação longe de ser modesta). Não deixa de ser estranho notar que desde fevereiro de 2005 ele exerce atividades em Brasília!!! Isto é, ele era aluno de doutorado em São Paulo, em Paris, e trabalhava em Brasília.

Em minha modesta opinião esse é mais um exemplo da inflação dos CV´s que vem sendo causada pelo PT. Criam-se CV´s artificialmente bons, feitos como se o seu detentor beirasse a genialidade. Vale a pena ler o que escrevi sobre isso em 13/02/2012.

Por fim, uma dúvida: na página da CAPES o presidente do CADE figura como tendo RECEBIDO BOLSA (Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil). Ressalto que alunos que recebem bolsa integral são impedidos de trabalhar!!! Fiquei curioso em saber como o Presidente do CADE cursou um doutorado com Bolsa de Estudos e ainda assim continuou trabalhando. Claro que pode ser um erro da CAPES, pode ser um equivoco. Mas que fique claro, quem recebe bolsa integral para estudar não pode trabalhar (sob risco de perder a bolsa).

13 comentários:

Anônimo disse...

Adolfo,

Belo post. Merece um podcast. Esses caras estão indo longe demais.

Bom que haja pessoas como V. dando trabalho a eles.

Anônimo disse...

Adolfo, um enorme PARABÉNS por esse post.

Essa gente não tem limite, nem moral nem legal. Já foram longe demais e precisam responder criminalmente (judicialmente) por cada uma dessas falcatruas.

atte.,

Daniel

Anônimo disse...

Pô! Excelente! Parabéns!

Inovou e virou reporter investigativo?

Uma dúvida, pq a imprensa (que é tratada como golpista pelos seguidores da seita PT) não se deu o trabalho de fazer o mesmo tipo de investigação que o Sr. fez?

Abs.,

Igor

Anônimo disse...

Professor,

Naquela época não podia trabalhar. Hoje pode. A CAPES mudou a regra. Então, hoje bosista pode "acumular" o rendimento com o salário.

Anônimo disse...

Se a própria presidente pode mentir a respeito de ter um mestrado e um doutorado, porque ele não pode mentir dizendo que tem 2 doutorados? rs

Anônimo disse...

Adolfo, ele consta na Capes como tendo recebido a bolsa de doutorado no país?

A Capes contabiliza como bolsista até quem recebeu auxílio deslocamento para o exterior para fazer sanduíche.

samuel disse...

PT é o partido em que os que são analfabetos se orgulham disso e os que tem instruçao ou doutorado, MENTEM.
Uma enxadada, uma minhoca: Dilma mentiu quanto ao seu doutorado. Gabrieli disse que tinha diploma da London School of economics e foi desmentido públicamente, Mercadante que teve um doutorado sobre as orientações científicas daquele que se gaba de sua ignorancia. Doutorado pela Unicamp é a mesma coisa que falso?

Anônimo disse...

lamentável

Anônimo disse...

Parabéns pela pesquisa curricular!

Anônimo disse...

Ótimo artigo e concordo plenamente com você plenamente com você sobre o PT e a vergonha que é ficar inflancionando o CV.

Entretanto gostaria apenas de acrescentar um ponto importante a discussão.
Algumas universidades francesas concedem o título de doutor para alunos que fizeram parte do doutorado nela. Para isto basta que o aluno tenha cumprido alguns créditos e o orientador frances aprove além é claro que ele participe da defesa realizada no Brasil. Não sei se este é o caso.

Mas de qualquer forma o presidente do CADE inflacionou bem o CV, pois se o caso mencionado por mim for verdade, ele não possui dois doutorados e sim 1 título dado por duas instituições diferentes par ao mesmo trabalho.

PFA disse...

Até onde eu sei, foi um doutorado em Co-Tutele, em convêncio Capes-Cofecub. Neste convênio a titulação é dupla (o chamado double-degree), como ocorre também em algumas graduações. A FGV, por exemplo, tem dupla titulação em Direito e Economia. Nesses casos, Adolfo, ao contrário do que você afirmou, uma mesma tese serve a dois títulos. É o princípio dos acordos em co-tutele. Cuidado para não cometer uma injustiça desavisadamente.

Adolfo Sachsida disse...

PFA,

Você pode jurar de pe junto, mas um detalhe eh simples: UMA tese implica num único titulo!!!! NÃO em dois!!!!

Sim, eu conheço essa modalidade. E ninguém que a fez diz que tem DOIS doutorados!!!

Adolfo

Anônimo disse...

Adolfo, isso se chama cotutela com dupla-titulação - não é um sanduíche. Ambas universidades emitem o título, com referência a outra, mas as vezes os títulos são distintos (nesse caso, um em direito e o outro em direito constitucional). O problema é que o lattes não permite que você coloque os dois títulos diferentes em apenas um parágrafo. Então, o doutor se vê obrigado a abdicar de um dos títulos (que as vezes podem ser em áreas ainda mais distintas, como história e comunicação, por exemplo) ou criar uma segunda ocorrência de doutorado na plataforma lattes, deixando implícito -- com as datas, nome dos professores e referências às duas universidades, etc-- que não se trata de dois doutorados distintos, mas sim uma dupla-titução (que, repito, não é um sanduíche).

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email