terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Os Números Oficiais da Economia Brasileira Já Não Servem para mais Nada

1) Qual foi o superávit primário oficial do Brasil nos últimos anos? Alguém ainda acredita nesses números? A contabilidade criativa adotada pelo governo federal, junto com o crescente aumento do gasto público, acabou com a credibilidade fiscal do governo.

2) Qual foi o resultado oficial da balança comercial brasileira? Dá para acreditar nesse número? Todos sabem que em 2012 parte do resultado foi obtida graças ao atraso no lançamento da importação de combustíveis. Já em 2013 o resultado ocorreu por uma exportação de plataformas da Petrobras que não foram exportadas...

3) Qual é o número oficial da taxa de desemprego? Esse número reflete a realidade a que se propõe? Num país em que mais de 10 milhões de pessoas não querem nem trabalhar e nem estudar, as estatísticas de desemprego perdem muito de seu apelo original.

4) Qual foi a inflação oficial dos últimos anos? Quando o governo congela preços administrados, ou usa política tributária para maquiar a inflação, resta evidente que esse número perdeu em muito o seu apelo original.

5) Quanto o governo investiu em infraestrutura nos últimos anos? Alguém consegue ler esse número sem desconfiar? Até porque o governo passou a incluir gastos do minha casa minha vida como investimento público (coisa que não ocorria há alguns anos atrás). Que outros itens foram inclusos nessa conta?

6) Quanto o governo gastou em 2013? Como confiar nesse número se os restos a pagar são uma incógnita que não para de crescer?

7) De que adianta olhar as estatísticas de matrículas escolares se a qualidade do ensino público não para de cair?

8) Qual foi o lucro/prejuízo das empresas estatais? O recente caso do balanço inflado da CEF nos mostra que tampouco podemos confiar nesses números.

Infelizmente, no cenário atual, os números oficiais sobre a economia brasileira não servem para mais nada. Quando economistas olham as estatísticas de inflação ou desemprego, isso ocorre pois tais números trazem informações embutidas. Quando o governo manipula esses dados tais informações embutidas se perdem, e junto com elas se perdem também o interesse econômico daquela estatística.

6 comentários:

Anônimo disse...

Já passou da hora desta trupe de comediantes ser demovida do poder.

Estamos sendo governados por IDIOTAS.

paulo leitao disse...

Sachisida
Como faço para saber mais sobre o perfil dos 10 milhões de pessoas em idade ativa que não querem trabalhar? busquei no site do IBGE mas não achei nenhum tipo de informação ou série histórica a este respeito. Você tem algum dado ou informação ou suposição a respeito desse indicador?

Adolfo Sachsida disse...

Oi Paulo,

Basta você selecionar pessoas que não procuraram trabalho e que nem estudam.

Anônimo disse...

Brargentina...

amauri disse...

Bom dia Adolfo!
Podemos confiar nos numeros do PIB?

Lucas Gois disse...

Muito fraco o conteúdo desse blog.
Não sou PTista de merda nem Tucano safado, acho que esses partidários são todos uns acéfalos, que só querem carreira política.
Mas você não tem fontes nem embasamento concreto do que fala.
Os números do governo estão certos? A minoria, mas se eu criar um blog terei que citar fontes, dar outras oportunidades de pesquisa.
Você poderia ter feito isso na parte da balança comercial.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email