quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Pastor Everaldo, Aécio Neves e o Risco Marina Silva

"Não tenho vergonha de mudar de ideia, porque não tenho vergonha de pensar" (Pascal)

Não há duvidas de que o Pastor Everaldo é o candidato que explicita os anseios dos eleitores conservadores ou liberais clássicos. Suas propostas apontam claramente para a redução do papel do Estado na economia (privatizações, corte de gastos públicos, e redução da carga tributária), aliadas a uma agenda conservadora em questões morais (contra o aborto, contra a liberação das drogas, e a favor do casamento tal qual especificado na Constituição).

Duas dúvidas sensatas pairam sobre a candidatura do Pastor Everaldo. Em primeiro lugar, são necessárias explicações acerca de seu passado de apoio a candidaturas de esquerda. Sim, é inegável que o Pastor Everaldo apoiou o PT no passado. Contudo, o argumento dele me pareceu honesto: para quem nasceu e foi criado numa favela o discurso de esquerda parecia fazer mais sentido. Sejamos francos, há muito tempo perdemos o diálogo com essa importante parcela da população. Não porque o liberalismo clássico seja ruim para os pobres, mas simplesmente porque a esquerda soube vender melhor seu discurso. Cabe a nós, e com o Pastor a nosso lado, mostrarmos que as políticas liberais são o melhor remédio contra a pobreza e a desigualdade social. Outro detalhe: FHC não deixou para trás uma série de ideias que tinha quando virou presidente? Lula também não fez o mesmo? Qual o problema do Pastor ter mudado de ideia? Acaso nenhum de nós aqui nunca flertou com ideias esquerdistas? Tão logo o Pastor teve assessores mais liberais a seu lado, foi apresentado a uma nova literatura, novos autores clássicos, que o convenceram de que o liberalismo é a melhor política para erradicar a pobreza, e gerar desenvolvimento econômico. Já dizia o sábio: "Não tenho vergonha de mudar de ideia, porque não tenho vergonha de pensar". Por fim, uso um argumento mais simples: entre votar em um candidato que ao menos professa defender ideias liberais e outro que nem isso faz, prefiro votar no primeiro.

A segunda dúvida refere-se ao risco Marina Silva. Eu mesmo já alertei nesse blog: nosso objetivo imediato é evitar um segundo turno entre Dilma e Marina. Assim, muitos tem argumentado que, apesar de preferirem o Pastor Everaldo, irão votar em Aécio Neves para evitar Marina no segundo turno. Sim, este é um risco real. Contudo, que tal darmos tempo ao tempo? Nas próximas pesquisas de opinião, no facebook, nas redes sociais, vamos apoiar o Pastor Everaldo (e vamos nos abster de criticar Aécio Neves). Se no final da campanha eleitoral a disputa estiver entre Marina e Aécio, votemos em Aécio. Mas até lá vamos dar um voto de confiança a candidatura do Pastor. Afinal, será que um candidato que prometeu privatizar a Petrobras no horário nobre do Jornal Nacional não merece um voto de confiança?

5 comentários:

Anônimo disse...

Finalmente uma ideia sensata. Mas ainda acho que ele não tem força pra chegar no segundo turno, portanto, votar em Aécio é fundamental pra evitar que a extrema esquerda chegue ao segundo turno.

Anônimo disse...

É exatamente isso que eu comento com amigos. Uma votação expressiva do pastor é algo importante, até para Aecio saber que Everaldo não está "pregando no deserto" e que tem muitos brasileiros que concordam com ele. Não votar no pastor agora , devido ao risco marina, é admitir a derrota sem nem mesmo ter ido para o jogo.

Unknown disse...

Excelente ponderação, Sachsida!

Anônimo disse...

Possivelmente o Pastor Everaldo tem chance de tirar alguns votos de Marina no primeiro turno, principalmente entre os evangélicos, mas é um tanto arriscado deixar de votar em Aécio para votar nele.
Acho bom divulgar as ideias do Pastor, mas não acho bom que as pessoas que já iriam votar no Aécio deixem de fazer para incentivar o Pastor, é trocar 6 por meia dúzia, pois assim Marina continua com seus tantos % com chance de chegar ao 2o turno (tomara que não).

Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=_SVmSNiKDeg&index=6&list=UUrtOL8bJsh-csozGS2aV77Q

Achei as ideias deste pastor muito boas no campo econômico, porém ele não soube vendê-las corretamente.

Acho que é um embrião de discurso econômico liberal que será aperfeiçoado pelo Partido Novo a partir do ano que vem.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email