segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Um Voto Faz Diferença?

Será que um voto pode fazer a diferença? Do ponto de vista prático não. As possibilidades estatísticas de um voto mudar o resultado de uma eleição são próximas de zero. Na teoria pode-se argumentar que se todos pensam assim, então ninguém irá votar, logo um voto fará a diferença. Modelos teóricos a parte, a importância de um voto não se limita a capacidade do mesmo definir um resultado eleitoral. Mas engloba o apoio que determinada ideia tem na sociedade.

Quando votamos em um candidato, outros políticos prestam a atenção nessa votação. Com base nesse resultado muitos decidem apoiar, ou não, determinado conjunto de ideias. Qundo um candidato a favor do porte de armas para civis perde uma eleição, isso não quer dizer que a ideia perdeu a eleição. Se o candidato foi bem votado nas próximas eleições outros se sentirão animados a defender a facilitação do porte de armas.

A real importância de se votar não está em se eleger seu candidato, mas sinalizar para o conjunto de ideias que se quer ver defendidas. Nesse sentido, acho estranho alguns grupos apoiarem o voto nulo. Basicamente o voto nulo sinaliza para o seguinte tema: sou contra a tudo que ai está. Contudo, não sinaliza para um conjunto de ideias que se quer defender. Isso é algo próximo do que ocorreu durante as manifestações de junho do ano passado. Do ponto de vista político, isso tende a favorecer grupos que estejam politicamente mais organizados.

Se você quer um país mais a direita, se quer um país mais liberal e com menos Estado, não adianta votar nulo. A próxima geração de políticos interpretará seu voto nulo como um repúdio a tudo que aí está, mas provavelmente entenderá que você quer algo ainda mais a esquerda (exatamente como ocorreu nos desdobramentos das manifestações de junho).

Não fuja da luta política, não abra mão dessa arena de batalha por medo de votar em Aécio Neves ou em Pastor Everaldo. Talvez eles não te representem, mas certamente Dilma, Lula ou Marina te representam menos ainda. Não deixe de votar em deputados e senadores que defendem ideias mais similares as suas, mesmo que eles não te representem totalmente, pois se você não votar neles outros mais a esquerda ainda vencerão.

Na vida nem sempre podemos optar pelo ótimo. As vezes temos que nos contentar com o bom, ou com o menos pior. Mas um fato é certo: ideias bem votadas serão cada vez mais defendidas por políticos, ideias menos votadas serão gradativamente abandonadas. Tem certeza que quer votar nulo?

Um comentário:

Lucas disse...

Votar nulo ou em branco é votar na Dilma e no PT...

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email