segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Um Pedido de Desculpas a Aécio Neves

Em 2002, e depois em 2006 e 2010, critiquei severamente Aécio Neves. Reclamava de que ele fazia corpo mole em Minas Gerais nas eleições presidenciais. Em 2002, Aécio foi eleito governador de Minas (ainda no primeiro turno) com 57,7% dos votos válidos. Contudo, no segundo turno presidencial em Minas, o candidato tucano José Serra obteve apenas 33,5% dos votos contra 66,4% de Lula. Em 2006, Aécio foi reeleito governador de Minas, novamente no primeiro turno, com incríveis 77% dos votos válidos. Mas para presidente repetiu-se a derrota: Alckmin com 35% e Lula com 65%. Em 2010, Aécio se elegeu para o Senado, mas Serra (com 41% dos votos válidos) foi derrotado em Minas Gerais por Dilma (que obteve 58%). Em todas essas derrotas culpei Aécio Neves.

Nesses eleições aconteceu o impensável: Aécio que por duas vezes havia sido governador em Minas (ambas no primeiro turno), que saiu do governo com um índice de aprovação acima de 90%, foi derrotado em seu próprio estado por Dilma. Aécio recebeu 47,5% dos votos contra 52,4% recebidos por Dilma. Esses número deixam claro que Aécio não fez corpo mole, ele não foi desleal com seus colegas de partido. Infelizmente, para Presidente da República, Minas Gerais vota mesmo é no PT. Como mudar isso? Essa é uma pergunta importante, e que deve ser estudada com calma, para que ajustes sejam feitos na próxima eleição. Contudo, fica claro que a culpa da derrota tucana nas eleições presidenciais passadas não pode ser colocada nos ombros de Aécio Neves.

Deixo aqui, publicamente, meu pedido de desculpas ao Senador Aécio Neves. Desculpe-me por culpá-lo dos fracassos do PSDB em Minas nas eleições presidenciais passadas. Hoje resta evidente que o senhor atuou com lisura e respeito aos candidatos tucanos que foram derrotados nas eleições de 2002, 2006, e 2010.

6 comentários:

Anônimo disse...

É preciso dizer que Minas são muitas, havendo inclusive um "nordeste" brasileiro incrustado nas regiões norte e jequitinhoa. A mentalidade lá é muito semelhante a dos nordestinos com alguns lugares falando uma espécie de baianês e cultivando uma "vagabundes". Portanto Minas também está dividida entre os que trabalham para progredir e os que querem viver de bolsinha. Só para ressaltar na região metropolitana BH, Aécio ganhou como em São Paulo. Em BH o percentual foi de 64,27% contra 35,73% a favor do tucano.

abs
Não desistamos da luta!

Anônimo disse...

Prezado Adolfo Saschida, Minas Gerais é um estado muito heterogêneo, culturalmente, economicamente e socialmente. O estado pode ser dividido em umas 5 regiões: zona metropolitana de BH, Triângulo Mineiro, Zona da Mata, Sul de Minas e Norte de Minas. No Sul de Minas e região metropolitana de BH, Aécio ganhou com cerca de 6O% dos votos válidos. Mas no norte de Minas, muito populoso e mais pobre, mais dependente de programas assistenciais, a Dilma ganhou.Há de se ressaltar também que Minas é um dos estados que mais recebe recursos federais. Por exemplo, a maioria das rodovias são federais e grande parte passaram por obras. Minas é o estado da federação que mais tem universidades federais e Ifets.Os professores estaduais de Minas também não gostam do PSDB pois o salário não é bom (aliás como na maioria dos estados. Acho que até, que esta classe profissional deve ser, em todos os estados, avessa aos governos estaduais). Essa é a minha leitura sobre a derrota do Aécio aqui em Minas. Devo salientar que apesar de nele ter votado no segundo turno, não sou filiado a nenhum partido e portanto minha opinião é isenta de preconceito e doutrinas político-partidárias.

Leonardo Barros disse...

BOA PARTE DAS CIDADES RICAS E/OU GRANDES EM TODAS AS REGIÕES EM MINAS TAMBÉM NÃO VOTARAM NO AÉCIO MAJORITARIAMENTE. CULPAR O NORTE DE MINAS É PURA BOBAGEM, DISCRIMINAÇÃO E, PRINCIPALMENTE, NÃO RECONHECER QUE A REJEIÇÃO DE AÉCIO NO ESTADO ESTAVA ALTÍSSIMA. EU MESMO SÓ VOTEI EM AÉCIO PORQUE ERA O PT QUADRILHEIRO, AUTORITÁRIO E QUE NÃO TEM A MENOR CAPACIDADE PARA GOVERNAR. ALÉM DO MAIS FOI AÉCIO O GRANDE ARTÍFICE DE MINAS TER SE TORNADO UM ESTADO PETISTA, OU VAMOS ESQUECER O LULÉCIO?, O DILMASIA?, A "CONVERGÊNCIA?" - ONDE ELE SE UNIU A PIMENTEL PARA ELEGER MARCIO LACERDA.
Betim: Dilma 56.21%, Aécio 43.79%.
Uberlândia: Dilma 56.49%, Aécio 43.51%
Uberaba: Dilma 57.60%, Aécio 42.40%
Divinópolis: Dilma 55.49%, Aécio 44.51%
Montes Claros: Dilma 62.05%, Aécio 37.95%,
TEÓFILO OTONI: Dilma 57.51%, Aécio 42.49% (terra do pai do Aécio).
Juiz de Fora: Dilma: 63.34%, Aécio 36.66%
Ribeirão das Neves: Dilma 54.97%, Aécio 45.03%
Fonte mapa de votos por estado do Estadão http://bit.ly/Minas2014

Marcos Paulo disse...

Professor Adolfo, para a preservação da liberdade de expressão e opinião vc deveria repudiar o texto preconceituoso e de ódio do covarde anônimo do dia 27/10 as 18:27.

Todos sabem que vc é um crítico ácido do governo atual governo, entretanto é um defensor maior ainda das liberdades individuais.

Um texto odioso desse covarde lembramos do estado nazista e isso creio que os seguidores desse blog repudiam.

Anônimo disse...

Ou... se Aécio tivesse combatido o "Lulécio" em 2006 e o "Dilmasia" em 2010, podia ter ganho do PT em 2014.

Ou perdido já em 2006, vai saber, também de nada adianta a conjectura.

Mas que bonito o filho da puta aí falar de "vagabundês"... no anonimato é sempre fácil, né? Quero ver falar na cara!

Leonardo

Anônimo disse...

Por quê Minas vota no PSDB para governador e senador, mas no PT para presidente?

Primeiro, temos que desconsiderar essa última eleição, onde governador e presidente foram do PT...

Mas uma hipótese é que governador não ameaça bolsa-família; presidente, sim.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email