sábado, 29 de março de 2014

Mais sobre a pesquisa do IPEA

1) Um homem bêbado e desmaiado na praia tem mais chances de ser estuprado do que um homem sóbrio usando terno e gravata na igreja.

Respostas) Concorda Totalmente. Concorda Parcialmente. Neutro. Discorda Parcialmente. Discorda Totalmente.


2) Existem homens para casar e homens para farrear.

Respostas) Concorda Totalmente. Concorda Parcialmente. Neutro. Discorda Parcialmente. Discorda Totalmente.


Foi mais ou menos assim que andaram concluindo que a sociedade brasileira é machista... amigos, um homem bêbado e desmaiado na praia CERTAMENTE tem mais chances de ser estuprado do que um homem de terno e gravata na igreja. Isso não é machismo, isso não é atribuir à vítima a culpa pelo estupro. Isso é apenas um fato. É claro que o estupro é errado e deve ser punido. Mas a pergunta 1 acima não serve para se inferir nada a respeito do padrão moral de uma sociedade. Afinal, ela é uma simples constatação de bom senso.


A pergunta 2 é auto-evidente. Tal como existem homens para se farrear e homens para se casar, existem também mulheres para isso. Alguma mulher quer casar com um homem que não sai da farra, que passa todas as noites na gandaia, que é irresponsável? De maneira semelhante, homens também não querem casar com mulheres com esse perfil. Isso nada tem de machismo, é apenas uma constatação óbvia de que determinadas pessoas não estão procurando relações estáveis. Por que você iria querer se casar com quem NÃO QUER uma relação estável? Da pergunta 2 não cabem inferências sobre o padrão moral do indivíduo, pois é evidente que as pessoas procuram se casar com outros que QUEIRAM relações estáveis.


Digo isso pois a mídia tem repercutido duas perguntas que apareceram em estudo recente do IPEA.

a) “se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros”.

Resposta) Essa pergunta equivale a pergunta 1 acima. Dela não se podem fazer inferências morais. Se alterarmos o termo "mulheres" pelo termo "homens" a afirmação seria igualmente verdadeira. Se substituirmos o termo "estupro" por "assassinatos", idem. Isso NÃO SIGNIFICA responsabilizar a vítima pelo ato do criminoso, significa apenas que algumas condutas nos expõe mais ao perigo de marginais.

b) "Tem mulher que é pra casar, tem mulher que é pra cama".
Resposta) Essa pergunta equivale a pergunta 2. Novamente, dela não podemos fazer inferências morais.

A rigor existe uma única pergunta que realmente assusta.

c) "Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas".
Resposta) Lembrando que 66% das pessoas que responderam a pesquisa eram mulheres, causa estranheza que quase 43% dos entrevistados concordem totalmente com isso, e outros 22,4% concordem parcialmente. Isso sim é um indício perigoso. Certamente, ninguém merece ser agredido pela roupa que usa. Mas, honestamente, essa resposta esta em franca contradição com o restante da pesquisa. Nas outras 24 perguntas, não me parece que tenha sido essa a tendência das respostas. Vale a pena pesquisar mais sobre isso.

Por fim, alerto uma vez mais, a AMOSTRA DA PESQUISA NÃO PODE SER EXPANDIDA PARA O BRASIL. A amostra que baseou o estudo do IPEA (SIPS) sofre de viés de seleção amostral. Essa amostra NÃO serve para se fazer inferências para a população brasileira. Eu já fiz um vídeo explicando isso. A amostra da SIPS entrevista as pessoas em casa durante o horário comercial. Isso acaba tirando a aleatoriedade da mesma. Afinal, existe um padrão estatístico para pessoas que estão em casa, em dias de semana, no horário comercial diferente do padrão do restante da população. Te pergunto: durante a semana você esta em casa durante o horário comercial? Você verá que, numa ampla gama de casos, quem esta em casa nessa hora são empregadas domésticas, faxineiras, babas e afins. Ou seja, a pesquisa SIPS acaba sobrerepresentando pessoas com tal característica na amostra. Prova disso é que 66% dos entrevistados eram mulheres, participação feminina bem acima da participação delas na população geral.

VideoCast do Sachsida: Contraponto ao IPEA: Brasileiros desprezam a violência contra a mulher


Neste vídeo dou um olhar diferente a pesquisa do IPEA que conclui que a sociedade brasileira é machista. Minha leitura da pesquisa mostra o contrário: sociedade despreza a violência contra a mulher. Para assistir ao vídeo clique aqui.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Tudo que você sempre quis saber sobre o Foro de São Paulo, mas tinha vergonha de perguntar!!!!


Abaixo esta detalhado tudo que você sempre quis saber sobre o Foro de São Paulo, mas tinha vergonha de perguntar!!!!

Esse post é fundamental para compreender quem é nosso inimigo. Parabéns ao Felipe Moura Brasil pelo excelente trabalho. Para ler clique aqui.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Vai pintar o apartamento??? Agora precisa de laudo técnico e aprovação do síndico!!!


O Brasil é um país absurdo. Aqui, em vez de responsabilizarmos bandidos criamos normas para evitar que no futuro os bandidos voltem a desrespeitar as normas e não cometam crimes. Como, no futuro, os bandidos continuarão a desrespeitar normas, criaremos mais normas para, quem sabe dessa vez, os criminosos se corrigirem e seguirem-na. Assim, sucessivamente, vamos criando mais e mais regras. Tais regras continuam sem afetar ou incomodar os bandidos, mas atrapalham e muito a vida do cidadão de bem.

Vejam o recente caso da ABNT que agora criou normas para a reforma em apartamentos. A ideia da ABNT era coibir reformas que afetem a estrutura do imóvel, causando o desmoronamento do mesmo (tal como ocorrido no Edifício Liberdade no Rio de Janeiro). Pergunto: já não existem leis para isso? CLARO QUE SIM!!! Isto é, já temos leis no ordenamento jurídico que pune quem faz reformas que colocam em risco outros imóveis. Assim, bastava seguir a lei e punir os infratores.

Infelizmente optou-se pelo caminho errado: criar mais regras. Os desonestos continuarão a burlar tais regras, e os honestos terão agora que incorrer em mais custos para a reforma de sua casa. O absurdo é de tal monta que uma simples pintura no apartamento requer agora laudo técnico e aprovação do síndico.

E tem gente que acha que o problema do Brasil é a taxa de câmbio...

O Papelão da UFSC

Vexame total o que ocorreu na UFSC.

Deixa eu ver se entendi: a reitoria quer ser avisada pela polícia das operações policiais??? É isso mesmo?

A reitoria deveria ter se calado, ou deveria ter se desculpado pelo comportamento selvagem de alunos quebrando viaturas e pondo em risco a vida de policiais. Mas, não... a reitora preferiu reclamar da polícia... fim da picada.

Como sou um homem bondoso e sempre disposto a resolver conflitos, deixo aqui minha sugestão: que a polícia NUNCA mais vá ao campus da UFSC. Tenho certeza que existem outras áreas de Florianópolis que ficariam felizes em receber mais policiamento, se esse não é o caso da UFSC então deixemos a valente reitoria atual resolver pacificamente os problemas de lá.

Resta aqui uma pergunta: os bons valores da UFSC vão ficar calados? Vão permitir a polícia ser tratada dessa maneira pela reitoria?

"A única condição para o triunfo do mal é que os homens de bem nada façam" (Edmund Burke)

VideoCast do Sachsida: Pacto Federativo: Um Caminho para o Brasil

Nesse vídeo sugiro alterações no pacto federativo: mais poder e recursos para estados e municípios é um caminho promissor! Para assistir clique aqui.

Caso Pasadena: Erenice Guerra, braço direito de Dilma à época, fazia parte do Conselho Fiscal

No escândalo da compra da Refinaria de Pasadena, que causou um prejuízo de 1 BILHÃO DE DÓLARES a Petrobras, estou estranhando o silêncio a respeito do Conselho Fiscal. Notem que POR LEI o Conselho Fiscal deve checar as decisões do Conselho Administrativo (do qual a presidente Dilma Roussef era presidente à época). Quem estava lá? Quem fazia parte do conselho fiscal? ERENICE GUERRA, ela mesma, a pessoa que era o braço direito de Dilma.

Aqui você pode acessar a legislação a respeito.

Aqui você pode ver os componentes dos Conselhos Fiscais e Administrativo da Petrobras ao final de 2006 (apenas lembrando que o acordo de Pasadena ocorreu no começo e não no final de 2006).

Sim, a presidente Dilma deve satisfações sobre o caso. Mas, cá entre nós, ela não está sozinha nessa. Tem mais gente que deve justificar seu voto.

terça-feira, 25 de março de 2014

Polícia na Rua e Bandido na Cadeia: Receita de sucesso para combater a criminalidade


O óbvio é para poucos. Mas as vezes, mesmo para os imbecis, fica difícil ignorar o óbvio. Então vamos começar a repetir, antes que isso caia no esquecimento: colocar policiais nas ruas e bandidos na cadeia é uma fórmula de sucesso no combate ao crime. Ora, se isso é tão óbvio, por que ninguém diz???

Eu tenho estudos mostrando que prender bandidos e colocar mais policiais nas ruas diminui a taxa de homicídios. Infelizmente tais estudos não ganharam a divulgação que mereciam. Engraçado que estudos similares, mas apontando a discriminação como causa da violência, ganharam muito mais destaque.

Hoje existe uma forte agenda que tenta demonizar policiais. Tal agenda praticamente proíbe a menção ao óbvio: quando temos problemas ligamos para a polícia! Já cansei de ver progressistas metendo o pau na polícia. Adivinhem o que eles fazem quando se sentem em perigo??? Isso mesmo, ligam para a tão demonizada polícia. Gilberto de Carvalho, em recente pronunciamento, atribuiu a polícia a origem da confusão ocorrida com o MST em Brasília. Espero que, da próxima vez que o MST vier a Brasília, a polícia fique de fora e deixe Gilberto de Carvalho se entender diretamente com seus "pacifistas" do MST. De minha parte digo: fosse eu o secretário de segurança, e esses arruaceiros que feriram 30 policiais iriam dormir na cadeia, e estariam respondendo processo judicial.

Falar mal da polícia da status para os progressistas. Assim, trabalhos que dizem que mais policiais combatem a criminalidade são praticamente ignorados. Defender sanções duras para menores de idade que assassinam, estupram, e roubam também está fora de cogitação para os progressistas. Para alguns deles, as pessoas não respondem a incentivos. Toda a evidência teórica e empírica acumulada mostra que tal argumento é falha. As pessoas respondem SIM a incentivos. Mas os progressistas não estão interessados em fatos, estão interessados em agendas. E, na agenda progressista, defender que a pena de prisão é importante para combater o crime não dá status de intelectual.

A criminalidade esta tomando proporções gigantescas no Brasil. O cidadão de bem esta cada vez mais acuado. A demonização da polícia, e a censura dos intelectuais a pena de prisão, muito contribuíram para a situação atual. Certamente existem várias maneiras de se combater a criminalidade. Contudo, é ilusão acreditar que só podemos combater a criminalidade no longo prazo com distribuição de renda e educação. NEGATIVO!!! Podemos fazer muito no combate à criminalidade no curto prazo. Para tanto, precisamos de mais policias nas ruas, e não devemos nos envergonhar de colocar bandidos atrás das grades.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Congresso de Direito da UFSC, texto escrito por Rodrigo Braz Barbosa Coelho

Texto escrito por Rodrigo Braz Barbosa Coelho.

O Congresso de Direito da UFSC, hoje em sua nona edição, é o maior evento jurídico organizado inteiramente por estudantes no estado de Santa Catarina.

Conta com inúmeros juristas em nível de excelência, entre eles o liberal Cristiano Rosa de Carvalho, Professor Livre-Docente de Direito Tributário da Universidade de São Paulo (USP), Mestre e Doutor em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com pós-doutorado realizado em Direito e Economia na Boalt Hall School of Law (Law and Economics Program), University of California, Berkeley (Estados Unidos).

Esse ano o evento acontecerá nos dias 22, 23, 24 e 25 de abril, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do site www.congressodireitoufsc.com.br.

sábado, 22 de março de 2014

Inflação que a população sente no bolso é maior que a oficial, artigo para o UOL

Abaixo segue meu artigo publicado no UOL.

A inflação de 2013, de acordo com o IPCA, foi de 5,91%. Ou, de maneira mais simples, quem não teve seu salário reajustado ficou quase 6% mais pobre. A inflação mede a evolução do custo de vida, e uma inflação alta sinaliza dificuldade na manutenção do padrão de consumo.

Toda vez que a inflação, medida pelo IPCA, é anunciada, sempre aparece um velhinho (ou uma dona de casa) dizendo que o índice é mentira, e que os preços estão subindo bem mais. Será que ele tem razão? Para continuar lendo clique aqui.

sexta-feira, 21 de março de 2014

O que diz a lei sobre as Responsabilidades dos Conselhos de Administração?

Bom, a história da refinaria de Pasadena esta cada vez mais complicada. No último post estão nomeados os membros dos conselhos de administração e fiscal da Petrobras em 2006. Neste post esclareço quais são as responsabilidades legais de cada um desses conselhos. Os Conselhos de Administração e Fiscal tem suas diretrizes estabelecidas pela Lei 6.404/76 - Sociedades Anônimas.

Conselho de Administração (artigos 140 a 160 da lei):

No artigo 142, incisos II, III e VI podemos ler:

Art. 142. Compete ao conselho de administração:

II - eleger e destituir os diretores da companhia e fixar-lhes as atribuições, observado o que a respeito dispuser o estatuto;

III - fiscalizar a gestão dos diretores, examinar, a qualquer tempo, os livros e papéis da companhia, solicitar informações sobre contratos celebrados ou em via de celebração, e quaisquer outros atos;

VI - manifestar-se previamente sobre atos ou contratos, quando o estatuto assim o exigir;


O inciso II dá poderes ao Conselho de Administração (CA) para destituir diretores. Então, dado que a presidente Dilma culpou o diretor da área internacional por um documento mal elaborado, pergunto: por que o Conselho de Administração não destituiu o diretor responsável pelo mau negócio?

Os incisos III e VI são claros: cabe ao Conselho de Administração solicitar informações sobre contratos. Pergunta-se: o que o Conselho de Administração fez para se informar sobre um contrato de mais de 300 milhões de dólares??? Se baseou única e exclusivamente num resumo executivo??? Ninguém pediu um parecer jurídico? Ninguém perguntou sobre os riscos jurídicos do contrato? Se uma das funções do CA é fiscalizar os diretores, exatamente por que confiar as cegas num relatório feito por um diretor? Não seria razoável alguém ter checado o contrato antes???

O artigo 153, que TAMBÉM se aplica ao Conselho de Administração (CA) diz:

Art. 153. O administrador da companhia deve empregar, no exercício de suas funções, o cuidado e diligência que todo homem ativo e probo costuma empregar na administração dos seus próprios negócios.

Dois dos membros do CA da Petrobras, à época da aquisição da Refinaria de Pasadena, são executivos de renome. Agiriam em suas respectivas empresas como agiram nesse caso?

Agora vejam só o que esta escrito no artigo 158, e que TAMBÉM se aplica ao Conselho de Administração:

Art. 158. O administrador não é pessoalmente responsável pelas obrigações que contrair em nome da sociedade e em virtude de ato regular de gestão; responde, porém, civilmente, pelos prejuízos que causar, quando proceder:

I - dentro de suas atribuições ou poderes, com culpa ou dolo;

II - com violação da lei ou do estatuto.

§ 1º O administrador não é responsável por atos ilícitos de outros administradores, salvo se com eles for conivente, se negligenciar em descobri-los ou se, deles tendo conhecimento, deixar de agir para impedir a sua prática. Exime-se de responsabilidade o administrador dissidente que faça consignar sua divergência em ata de reunião do órgão de administração ou, não sendo possível, dela dê ciência imediata e por escrito ao órgão da administração, no conselho fiscal, se em funcionamento, ou à assembléia-geral.

§ 2º Os administradores são solidariamente responsáveis pelos prejuízos causados em virtude do não cumprimento dos deveres impostos por lei para assegurar o funcionamento normal da companhia, ainda que, pelo estatuto, tais deveres não caibam a todos eles.

§ 3º Nas companhias abertas, a responsabilidade de que trata o § 2º ficará restrita, ressalvado o disposto no § 4º, aos administradores que, por disposição do estatuto, tenham atribuição específica de dar cumprimento àqueles deveres.

§ 4º O administrador que, tendo conhecimento do não cumprimento desses deveres por seu predecessor, ou pelo administrador competente nos termos do § 3º, deixar de comunicar o fato a assembléia-geral, tornar-se-á por ele solidariamente responsável.

§ 5º Responderá solidariamente com o administrador quem, com o fim de obter vantagem para si ou para outrem, concorrer para a prática de ato com violação da lei ou do estatuto.


É meus amigos, esse artigo pode dar muita dor de cabeça para quem pertencia ao CA à época do negócio. Notem que o parágrafo primeiro imputa responsabilidade a quem não consignou sua divergência em ata. De acordo com o Jornal Nacional de hoje, o resumo executivo encaminhado ao CA não continha duas cláusulas obrigacionais presentes no contrato original. Isso foi comunicado a Assembléia Geral (tal como exigido pelo parágrafo quarto)? Quais foram as medidas tomadas pelos membros do CA quando descobriram esse fato? Como já é de conhecimento público, o diretor responsável por tal relatório não foi demitido.

Mas vamos agora passar ao Conselho Fiscal. Os artigos 161 a 165-A dessa lei regulam seu funcionamento. O artigo 163 estabelece sua competência, nos incisos I, II e IV lê-se:

Art. 163. Compete ao conselho fiscal:

I - fiscalizar, por qualquer de seus membros, os atos dos administradores e verificar o cumprimento dos seus deveres legais e estatutários; (Redação dada pela Lei nº 10.303, de 2001)

II - opinar sobre o relatório anual da administração, fazendo constar do seu parecer as informações complementares que julgar necessárias ou úteis à deliberação da assembléia-geral;

IV - denunciar, por qualquer de seus membros, aos órgãos de administração e, se estes não tomarem as providências necessárias para a proteção dos interesses da companhia, à assembléia-geral, os erros, fraudes ou crimes que descobrirem, e sugerir providências úteis à companhia;


Pergunto: o Conselho Fiscal (CF) não encontrou nenhuma irregularidade na operação? O CF não encontrou erro nenhum? Até a Presidente Dilma já admitiu que o relatório executivo estava incompleto, e que, caso ela soubesse das cláusulas contratuais omitidas nunca teria aceitado o negócio. O que o CF comunicou à Assembléia Geral sobre a Refinaria de Pasadena?

No artigo 165 parágrafo terceiro lê-se:

§ 3o A responsabilidade dos membros do conselho fiscal por omissão no cumprimento de seus deveres é solidária, mas dela se exime o membro dissidente que fizer consignar sua divergência em ata da reunião do órgão e a comunicar aos órgãos da administração e à assembléia-geral.

Pois é, até agora, tirando a CVM, estão todos escandalizados com o que tem ocorrido na Petrobras. Aliás, quando é que a CVM vai tomar alguma atitude a respeito da Petrobras?

Dando Nome aos Bois: Quem Fazia Parte dos Conselhos da Petrobras em 2006?

Abaixo seguem os nomes dos integrantes do conselho de administração da Petrobras em 2006. Talvez eles possam explicar porque votaram pela compra da Refinaria de Pasadena, compra esta que resultou num prejuízo de U$ 1 BILHÃO DE DÓLARES!!!!

Conselho de Administração da Petrobras em 2006
Presidente: Dilma Vana Rousseff

Conselheiros
1) Silas Rondeau Cavalcanti Silva
2) Guido Mantega
3) José Sergio Gabrielli de Azevedo
4) Gleuber Vieira
5) Arthur Antonio Sendas
6) Roger Agnelli
7) Fábio Colletti Barbosa
8) Jorge Gerdau Johannpeter
9) esta faltando um nome (não tenho esse nome no documento que tenho comigo)

Mas por que parar por aqui? De acordo com o organograma da Petrobras o Conselho Fiscal esta acima do Conselho de Administração. Então me parece que os mesmos talvez possam contribuir para o debate. Seguem então os componentes do Conselho Fiscal:

Conselho Fiscal da Petrobras em 2006

Titulares
1) Maria Lúcia de Oliveira Falcón
2) Nelson Rocha Augusto
3) Túlio Luiz Zamin
4) Erenice Alves Guerra
5) Marcus Pereira Aucélio

Suplentes
1) Celso Barreto Neto
2) Maria Auxiliadora Alves da Silva
3) Marcelo Cruz
4) Edison Freitas de Oliveira (também é suplente no Conselho Fiscal de 2014)
5) Eduardo Coutinho Guerra

Mas vamos continuar a brincadeira. Quem faz parte do Conselho de Administração atual da Petrobras? Seguem os nomes:

Conselho de Administração da Petrobras em 2014

Presidente: Guido Mantega

Conselheiros
1) Maria das Graças Silva Foster
2) Luciano Galvão Coutinho
3) Francisco Roberto de Albuquerque
4) Márcio Pereira Zimmermann
5) Sérgio Franklin Quintella
6) Miriam Aparecida Belchior
7) Jorge Gerdau Johannpeter
8) Mauro Gentile Rodrigues da Cunha
9) José Maria Ferreira Rangel

Bom esta ai uma boa lista para começar a perguntar o que ocorreu. Só um último detalhe GUIDO MANTEGA e JORGE GERDAU JOHANNPETER faziam parte do Conselho de Administração em 2006, e estão no Conselho de Administração atual. Nada mais natural do que começar por eles com a simples pergunta: dado o prejuízo de 1 BILHÃO DE DÓLARES em decorrência do negócio, você ainda se considera qualificado para fazer parte desse conselho? Se sim, então de quem foi a culpa? E qual a punição que os culpados receberam? Ou será que uma vez mais a culpa foi de ninguém?

Em especial tenho uma pergunta para JORGE GERDAU JOHANNPETER: nas suas empresas você age com a mesma benevolência para com os que cometem erros de 1 BILHÃO DE DÓLARES?

quinta-feira, 20 de março de 2014

A Diferença entre Sexo e Gênero

Como muitos, eu imaginava que gênero e sexo fossem sinônimos. Em minhas pesquisas acadêmicas era comum alternar o uso do termo "sexo" e "gênero". Hoje eu noto o erro que cometi. Sexo e gênero não são sinônimos.

Sexo se refere a uma característica biológica, se nasce homem ou se nasce mulher. Não há outra alternativa. Gênero se refere a uma escolha, se escolhe ser homem, mulher, transexual, ou o que mais vier pela frente.

A rigor não teria problema algum essas definições, e acredito que a maior parte da sociedade também não se oporia. Então qual o problema? O problema é o velho truque dos inimigos da sociedade aberta de não se manifestarem claramente, de não aceitarem o debate honesto. Para eles a trapaça é sempre necessária. A prova disso foi a recente tentativa de implementação, dentro do Plano Nacional de Educação, da disciplina ideologia de gênero.

Querem que a escola ensine a nossos filhos que o sexo de um indivíduo é uma escolha. Como sabem que tal medida enfrentaria forte oposição, tentam evitar o debate aberto e honesto por meio de medidas dissimuladas. Trocam a palavra "sexo" pela palavra "gênero". Notem que esse não é um caso isolado. A questão do aborto sofre com os mesmos truques linguisticos. Nenhum abortista defende abertamente uma lei que aprove o aborto. Eles fogem do debate aberto e honesto, em seu lugar tentam criar subterfúgios, alterar definições, qualquer coisa é válida para aprovar sua proposta. Se os abortistas, ou os defensores da ideologia de gênero tem tanta certeza assim da superioridade de suas propostas, então que as defendam honesta e abertamente, e não por meio de subterfúgios.

A questão mais importante para a existência do debate é a honestidade. Quando um dos lados começa se valer de truques para vencer a discussão o debate franco e produtivo deixa de existir. Reforço meu ponto: todos tem direito de defenderem suas ideias, mas tal defesa deve ser feita de maneira clara e honesta. Usar truques de linguagem, alterando o significado de termos consagrados, para ludibriar a sociedade, fazendo com que determinadas ideias recebem um suporte que nunca receberiam, é a maneira de, a longo prazo, sacrificar os ganhos do debate franco numa sociedade. Pior: é o caminho para o impedimento da transmissão de ideias, e consequente estagnação da sociedade.

quarta-feira, 19 de março de 2014

A GUERRA ACABOU MAS A PAZ NÃO INTERESSA, texto escrito por Catarina Linhares

O texto abaixo foi escrito por Catarina Linhares, advogada em Belo Horizonte.

A propósito do último dia 8 de março e das comemorações do “Dia da Mulher”, era oportuno dedicar um pouco de tempo para pensar a respeito. Quanto ao significado, à homenagem, à realidade, às perspectivas. De se notar que, em sua maioria, os festejos relativos à data não contemplaram aquilo que realmente se deveria celebrar.

Explica-se. Ser mulher é maravilhoso. Não era bem assim há alguns anos, por isso mulheres corajosas enfrentaram situações difíceis a fim de serem respeitadas e, mais que isso, ouvidas. E isso deve ser lembrado e comemorado. Talvez não necessariamente no dia 8 de março, mas em todos os dias. É em honra de todas as mulheres corajosas do passado – e não apenas das mulheres que trabalhavam fora, que se pode celebrar o Dia Internacional da Mulher. Muito se fala das mulheres operárias, que buscavam um lugar no mercado de trabalho e eram discriminadas. Por isso lutaram, e foram vitoriosas. Mas pouco se fala das mulheres que buscavam um lugar na família, que queriam ser importantes e respeitadas como mães e educadoras. Elas também lutaram, e contra um sistema talvez até mais cruel, pois ao contrário daquelas que tentavam desbravar o mercado, essas enfrentavam preconceitos velados e ocultos no silêncio dos lares, tratadas como seres humanos menos importantes que seus maridos. De toda sorte, havia uma justa batalha, que se desenrolava ou contra um patrão opressor, ou contra um marido opressor. A guerra dos sexos estava deflagrada para que as mulheres não sofressem mais discriminação e violência.


A guerra acabou. Isso é o que deveria ser celebrado atualmente. Mas não é o que acontece porque a maioria das mulheres se recusa a aceitar que hoje reina a paz entre os sexos. Parece que, ao abrirem mão da “luta”, tais mulheres perderiam motivação na vida, pois que sua existência teria passado a girar em torno de uma causa – com todo o respeito, obsoleta – o feminismo.

Atualmente – exceto em alguns países, por costumes religiosos e culturais que podem ser considerados criminosos, e de crimes assim já tipificados em nosso mundo ocidental -, não há mais a discriminação contra as mulheres. E quando isso ocorre, está expresso na lei que é crime, e assim é encarado pela sociedade. Não são mais as mulheres cidadãs de segunda categoria, escravas com anuência do sistema, meros objetos de uso e descarte alheios. As que assim se colocam o fazem, na maioria das vezes, por opção. E toda opção tem seu custo e seus ganhos, objetivos, subjetivos, primários, secundários, mas isso é tema para longa conversa psicanalítica.

É muito bom ser mulher nos nossos dias. Só as mulheres sabem como pode ser gratificante a emoção, a sensibilidade, a delicadeza, a alma feminina. Há, por certo, prós e contras, momentos de poder incomparável que se contrapõem a períodos de extrema fragilidade. Mas ser mulher é assim, nada perfeito, não há perfeição neste mundo. Não sofrem mais as mulheres – em situações consideradas normais - violência, assédio, preconceito, desrespeito. Podem hoje em dia fazer suas escolhas e devem arcar com o resultado delas. Mas, se sofrerem alguma violência, assédio, preconceito, desrespeito, terão ferramentas suficientes – e ao alcance de todas, com menor ou maior esforço; em maior ou menor tempo, não importa - para fazerem cessar tudo isso. Por causa delas, as primeiras, as mulheres – operárias ou donas-de-casa - a quem devemos homenagens. Aquelas que nos deram voz e vez.

Daí para frente, não há mais que se falar em luta. Há que se falar em justiça, quando crimes são praticados; há que se falar em apoio e suporte, quando há mulheres com dificuldade de acesso à justiça. Mas não há que se falar em igualdade, pois o que é a igualdade senão “tratar desigualmente os desiguais” ? As mulheres não podem querer ser iguais aos homens – e nem vice-versa, obviamente – pois senão deixariam de ser mulheres. Jamais seriam homens – por limitações claríssimas e de caráter biológico inclusive (a psique, então nem se fale) – e se tornariam espectros de si mesmas, sem identidade, perdidas, inseguras, desconfortáveis em sua própria pele. Assim, sem referência de si próprias, passariam a agredir a tudo e a todos – a melhor defesa é o ataque – e a agressão pior que perpetrariam seria à sua própria natureza. Este filme está acontecendo ? Pois é. Não se delongará sobre isto aqui, dá uma tese...

Voltando ao início da conversa, a guerra acabou. Mas muita gente continua se debatendo, gritando palavras de ordem, esperneando, ferindo. Por que tanta dificuldade em se usufruir da paz, dádiva esta conquistada com tanto esforço por aquelas que nos antecederam ? Sim, ser mulher é maravilhoso. É incrível ter tantas sensações ao mesmo tempo, tantas tarefas infindáveis, tanta força interior, tanto cansaço, tanto riso, tanto choro. É muito rico. É muito bom. É indescritivelmente sublime ser a fonte da vida. É sagrado ser mãe. E, nesse passo, certamente uma das principais alegrias em ser mulher é poder ser o amor de um homem. Não há sentido em ser mulher se não for, também, para exercer o afortunado papel de ser muito amada por um homem, aqueles para quem fomos predestinadas companheiras, e que desde o início dos tempos assim também o foram para nós.

Está passando da hora de vermos hasteada a bandeira branca nessa tal “guerra dos sexos”. A quem interessa acirrar os ânimos, fomentar antagonismos, incitar ódios e rancores ? A humanidade caminhará melhor unida e em harmonia, respeitando sempre as diferenças, pois assim fomos criados – diferentes – homens e mulheres. Esta a melhor homenagem àquelas que abriram os caminhos: sermos felizes.

segunda-feira, 17 de março de 2014

O que está acontecendo com os economistas? Será que os prêmio nobel estão emburrecendo???


Uma das coisas chocantes do meio acadêmico é que vários dos ilustres acadêmicos pregam uma coisa na academia, e outra na prática. Friedman já alertava que alguns pesquisadores, tão zelosos da importância da liberdade na academia, eram os primeiros a quererem cercear a liberdade quando iam trabalhar para o governo.

Krugman é o exemplo mais famoso do comportamento acima, mas não é o único. O Bernanke professor de universidade provavelmente teria reprovado o Bernanke presidente do Banco Central americano (FED). Dificilmente o acadêmico Bernanke teria aprovado o quantitative easing do Bernanke presidente do FED.

No passado, um grupo de economistas assinou uma carta absurda contra a política econômica de Thatcher. Essa carta quase pôs a perder as reformas de Lady Thatcher. Quando ficou evidente que esses "gênios" tinham errado, nenhuma palavra de desculpas. Samuelson é outro que, apesar de sua genialidade, era incapaz de compreender o mecanismo de preços. Chegando a dizer que o PIB da União Soviética ultrapassaria o dos Estados Unidos em 1990. Solow, outro gênio, em conjunto com Samuelson, apoiou o congelamento de preços do governo Kennedy.

Quando você pensa que isso ficou para trás, adivinhem o que acontece? Sete prêmios nobel de economia apoiam o aumento do salário mínimo nos Estados Unidos. Desnecessário dizer que Solow está entre eles... tudo que eles ensinam na academia parece ser posto de lado novamente. O aumento proposto de salário mínimo, de US 7.25 para US$ 10.10 até 2016 é digna de economistas do calibre de Guido Mantega.

O pior é que em sala de aula todos são unânimes em afirmar que o governo não deve tentar controlar preços... eu entenderia economistas pós-keynesianos defendendo esse tipo de ideia (afinal, dentro de sala de aula, eles sugerem modelos condizentes com isso). Minha crítica aqui se refere a contradição de se ensinar uma coisa e fazer outra.

Em sala de aula os prêmio nobel ensinam o óbvio: aumentar o salário mínimo aumenta o desemprego entre os menos qualificados e os mais jovens. Isto é, o aumento do salário mínimo piora a situação das pessoas mais vulneráveis da economia. E é exatamente isso que esse aumento de salário mínimo fará: piorará a situação dos mais necessitados.

 

sexta-feira, 14 de março de 2014

Serra, por que não te calas?

Existe um momento na vida de um Homem que ele deve compreender quais são os valores que defende, e quais seus principais oponentes. Nesse momento - adquirido junto com a experiência, o trabalho árduo, a maturidade e a sabedoria -, ele deve fazer uma escolha: lutar por seus valores ou se calar. Acredito que Serra já passou desse momento. Caso Serra tenha algum bom amigo, é o momento desse amigo lhe confidenciar: "Serra, vai pescar".

José Serra é um péssimo economista, certamente pior do que Dilma, e provavelmente pior do que Guido Mantega. Mas, nos últimos anos, tem se destacado também por ser mau político. Mau não no sentido de ruim (maldoso), mas no sentido de inapto. Hoje o grande líder da oposição, e do PSDB, é Aécio Neves. É Aécio quem deve receber os holofotes, é ele quem deve aparecer na mídia. Mas Serra não só não ajuda como atrapalha. Vejam abaixo trechos da entrevista de José Serra hoje ao Estadão:

Serra) "O Brasil não está à beira da insolvência fiscal ou de balanço de pagamentos, nem sob o risco de dar calote nos credores nacionais e externos, por mais que algumas agências internacionais de risco, em geral energúmenas, estejam prestes a sugeri-lo".
Sachsida) ERRADO!!! O Brasil está sim a beira de uma catástrofe fiscal. 2015 será um ano de ajustes fortes nas contas públicas. Na minha opinião, caso o PT vença novamente, esse ajuste se dará via inflação.

Serra) "Tampouco o Brasil está à beira de algum colapso inflacionário."
Sachsida) ERRADO!!! A inflação brasileira esta beirando os 6% ao ano, e só está nesse patamar porque o governo esta adotando medidas heterodoxas de controle de preços (congelamento do preço dos combustíveis, da energia, e dos preços administrados).

Serra) "A dívida líquida do setor público em relação ao PIB situa-se em torno de 35%, proporção bastante moderada no contexto internacional. Em 2002 era da ordem de 60%."
Sachsida) Entendi bem o que vai acima??? Ele esta dizendo que no governo FHC a situação fiscal era pior???? É isso mesmo Serra???? Serra esta a dizer que a situação fiscal do país melhorou, e hoje é mais confortável do que era no governo de FHC???? Além do mais, qualquer pessoa versada em contas públicas diria que hoje a dívida líquida (por causa dos truques do governo) não é mais a variável relevante. A variável relevante hoje é a dívida bruta e o perfil da dívida.

Serra) "Como lembrou Francisco Lopes, mesmo a dívida bruta, em geral apontada como em situação crítica, não é assustadora. Se dela excluirmos o equivalente às reservas de divisas, a proporção cai para 40% do PIB. Um quarto disso decorre das operações de crédito subsidiado do BNDES, um número alto, mas não apocalíptico, até porque nem tudo virará mico nas mãos do banco e do Tesouro".
Sachsida) Vamos por partes:

a) a referência de Serra é Francisco Lopes, para quem não se lembra, o criador da "banda diagonal endógena" para o câmbio. Eu discordo de Fancisco Lopes aqui. A situação da dívida bruta é assustadora por um motivo simples: os truques contábeis do governo estão criando esqueletos gigantescos nas contas públicas.

b) a que reservas Serra se refere? Segundo alguns cálculos hoje o Brasil é devedor líquido de divisas, e não credor. Tenho honestas dúvidas sobre o volume de divisas que o Brasil realmente tem.

c) BNDES: como bem se vê, Serra não acha estranho as operações Tesouro-BNDES.

Serra) "Esta é a questão essencial: não houvesse a possibilidade constitucional da reeleição, tais agentes estariam muito mais tranquilos, mesmo que o PT fosse o favorito".
Sachsida) Quem instituiu a reeleição foi o governo do PSDB. Resumindo, para Serra, o problema essencial do país vem de uma medida aprovada e bancada por seu próprio partido.

O discurso acima é de alguém que apoia o governo atual, não de alguém da oposição. De maneira alguma sugiro que as evoluções, e as melhoras, geradas pelo governo de adversários sejam denegridas (isso é coisa do PT). Pelo contrário, temos mesmo que aplaudir o que é certo, e consertar o que está errado. Mas, fazer como Serra faz é aplaudir o que está errado... só espero que num próximo artigo ele não tente corrigir o que está certo.

quarta-feira, 12 de março de 2014

Inflação, a culpa é do Banco Central e não do tomate!!!!


Saiu o resultado da inflação, medida pelo IPCA, de fevereiro: 0,69%, o que implica numa inflação acumulada em 12 meses da ordem de 5,68%. Apenas nos dois primeiros meses do ano a inflação atingiu a "modesta" marca de 1,24%.

Até agora a imprensa já culpou o tomate e a batata... por um breve período o feijão carioquinha também foi suspeito... CHEGA!!! A culpa da alta da inflação é do Banco Central com sua desastrada política monetária. Aquela política monetária que previa um comportamento neutro da política fiscal no longo prazo...

Tudo bem, podemos culpar também a péssima qualidade da política fiscal. Ok, certamente os gastos públicos em alta contribuem para o ambiente inflacionário. Mas, cá entre nós, quem dizia que a política fiscal seria neutra no longo prazo era o próprio BACEN!!! Aliás, poucas vezes se viu tamanho servilismo no BACEN quando daquela fatídica ata do COPOM que previa politica fiscal neutra para o horizonte relevante de análise. Tudo bem que dizer que a inflação convergiria para a meta de maneira não-linear já era um abuso, mas aparentemente não há fim para o estoque de besteiras que a diretoria atual do BACEN é capaz de produzir.

Alguém se lembra da última vez que a inflação acumulada em 12 meses ficou no centro da meta de 4,5% (que aliás já é um centro bem elevado para os padrões civilizados)? Se não se lembra, deixa eu te contar, isso ocorreu pela última vez em agosto de 2010 (IPCA acumulado de 12 meses de 4,48%). Isso mesmo, iremos para o quarto ano consecutivo de inflação acima da meta. E, friso novamente, a meta de inflação brasileira é alta para padrões civilizados!!! Ou seja, o BACEN promete que vai perder o jogo de apenas 3 a 0 (pois uma meta de inflação de 4,5% é mais ou menos o equivalente a isso), mas mesmo assim consegue se sair pior!!!

Sim, não vamos esquecer que a política fiscal não esta ajudando. Sim, não vamos esquecer que os gastos públicos pressionam a inflação (medida pelo IPCA) para cima. Contudo, no final do dia, não tem como não dar cartão vermelho para a atual diretoria do BACEN: um bando de pernas de pau que trouxeram a inflação de volta a realidade brasileira.

Para finalizar, você pode estar pensando: "mas o BACEN está tentando trazer a inflação de volta a meta..." NÃO, o BACEN hoje está feliz da vida com uma inflação abaixo de 6%. Tanto é verdade que as expectativas de inflação para 2015 estão ao redor de 5,8%, ou seja, iremos para o quinto ano com uma inflação próxima do teto, e sob aplausos e cumprimentos da diretoria do BACEN.

Querem saber a verdade? A verdade é que, tal como eu afirmei várias vezes antes, o BACEN chutou para escanteio o sistema de metas de inflação. Claro que uma pessoa bem intencionada pode argumentar que o BACEN não abandonou o regime de metas, mas ele apenas alterou o centro da meta. Assim, o centro da meta passaria a ser 5,5% (e não mais os 4,5%). Pode ser verdade isso? Sim, pode ser verdade. Mas, nesse caso, o BACEN deve explicações a sociedade.

terça-feira, 11 de março de 2014

A Contabilidade Criativa da Petrobras

Amigos, eu já avisei e vou avisar de novo. A contabilidade criativa do governo está fazendo escola.

Primeiro foram as contas públicas. O governo transformou débito em crédito, usou e abusou do "restos a pagar", fez truques contábeis e o resultado é que hoje ninguém mais confia nas contas do governo (nem o próprio governo).

Depois foi a vez do Banco Central. Com seu truques insistindo em não combater a inflação.

Depois foi a vez do FGTS. Já já vão descobrir que os recursos desse fundo estão indo pelo ralo.

Depois foi a vez da Caixa Econômica Federal. A CEF se apropriou de recursos em contas de poupança sem movimentação e incorporou isso a seu lucro. Um verdadeiro caso de polícia que responde no mínimo por apropriação indébita.

Agora é a vez da Petrobras. Já alertei antes e alerto novamente, a contabilidade da Petrobras esta estranha. Ao detalhar seu plano de negócios em março de 2013 a Petrobras faz a seguinte afirmação: "A taxa de câmbio média (R$/US$) utilizada para o plano é de R$ 2 em 2013, chegando a R$ 1,85 no longo prazo". Viram bem sua previsão de taxa de câmbio de longo prazo???? Isso mesmo, em 2013 a Petrobras previa um câmbio de 1,85 no longo prazo. Agora vejam a projeção cambial da Petrobras para 2014: "A taxa de câmbio média é de R$ 2,23 em 2014, valorizando para R$1,92 no longo prazo".

O parágrafo acima é um escândalo, um verdadeiro caso de polícia. Prever o câmbio nesse patamar é uma maneira artificial de tornar economicamente viável negócios que são inviáveis do ponto de vista econômico. Agora leiam essa notícia: Petrobras atrasa impostos para maquiar lucro.

Existe uma verdadeira caixa preta na Petrobras. Cedo ou tarde esse passivo vai vir a público e causar sérias perdas aos acionistas. Só por curiosidade, CADÊ A CVM????

Hoje para investir numa empresa estatal a pessoal tem que ter muita fé, pois a contabilidade das empresas em que o governo participa como majoritário estão comprometidas. A confiança no balanço dessas empresas é arriscada!!!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Olavo de Carvalho, Bruna Luiza, .... até quando os covardes vão abusar do anonimato e o que fazer para combatê-los?

Semana passada foi o perfil de Olavo de Carvalho que foi tirado do ar no facebook. Essa semana foi a vez do perfil de Bruna Luiza ficar fora do ar. O motivo é o mesmo: covardes escrevem para o facebook denunciando o perfil que querem derrubar. Inventam as mentiras de sempre, e o facebook se encarrega do resto.

O facebook é uma rede privada, tem liberdade para fazer isso. A pergunta relevante é outra: como combater tal movimento de covardes? Em primeiro lugar, sou contra a agirmos da mesma maneira. Não faz sentido uma pessoa decente mentir para derrubar o perfil alheio. Isso é coisa dos canalhas, não de pessoas decentes. Isso dá uma vantagem operacional aos esquerdistas, que não se importam muito em mentir pela causa. Mas podemos contra-atacar.

Nosso primeiro objetivo deve ser encontrar provas materias da origem das denúncias falsas. De posse de tais provas devemos ingressar na justiça contra os caluniadores. Em segundo lugar devemos tentar montar um cadastro de caluniadores, expondo o procedimento e os nomes dos mesmos na internet. Desmascarar os esquerdistas é fundamental. Por fim, temos que ter uma interlocução melhor com o facebook e com outras redes para tentar evitar esses acontecimentos.

Esses ataques covardes não são isentos de perigo, pois deixam claro como nosso rede de comunicação é fraca e vulnerável. Precisamos ter redes alternativas de comunicação. No hangout do Lobão com o Olavo e o Rodrigo Constantino também tentaram derrubar o programa. Esse pessoal não brinca em serviço.

Por fim, espero que esses ataques sirvam de alerta para os que insistem em brigas locais. Espero que tais ataques sirvam de alerta para notar o perigo que corremos. Chega de picuinhas entre liberais, libertários, conservadores e direitistas. Hoje o que está em jogo é muito mais do que nossas desavenças. Deixemos nossas brigas para o futuro, o presente demanda união!!!

OBS: se você tem sugestões operacionais para combatermos essas denúncias falsas em redes sociais, por favor envie para meu e-mail.

sábado, 8 de março de 2014

Prêmio Sachsida de Mulher do Ano: Bruna Luíza

Para celebrar o dia internacional da mulher, o Sachsida instituiu o prêmio mulher do ano. Pela sua inteligência, coragem, e trabalho duro, esse ano o prêmio vai para Bruna Luíza.

Bruna Luíza é autora do Blog Garotas Direitas. Ela se destaca por sua coragem e liderança, diz as coisas de maneiras claras e diretas. Não tem medo de ir contra o politicamente correto, e muito menos se encolhe frente aos insultos recebidos. Sua contribuição para a causa da liberdade é marcante.

Já disse antes e repito, o Sachsida é fã do Garotas Direitas. Parabéns Bruna Luíza, sua liderança e exemplo são inspiradores.

sexta-feira, 7 de março de 2014

Hangout do Sachsida: Entrevista com Roberto Ellery e Mario Jorge Cardoso de Mendonça

Entrevista com dois dos melhores macroeconomistas brasileiros: Roberto Ellery Jr. e Mario Jorge Cardoso de Mendonça: crescimento econômico, inflação, política econômica e as perspectivas para a sociedade brasileira. Para assistir clique aqui.

Hangout: Entrevista com Rodrigo Souza e Paulo Kogos

Entrevista com Rodrigo Souza e Paulo Kogos: bitcoin, drogas, e liberdade de expressão. Dois jovens líderes mostrando suas opiniões de maneira direta e corajosa. Para assistir clique aqui.

quarta-feira, 5 de março de 2014

VideoCast do Sachsida: Por que sou um Liberal Clássico?

Nesse vídeo explico minhas razões por defender um conjunto de ideias comumente associadas ao liberalismo clássico: valores liberais na esfera econômica e valores conservadores na esfera moral. Clique aqui para assistir.

domingo, 2 de março de 2014

Agora querem calar a internet!!! Olavo de Carvalho, perseguido político das milícias petistas, tem sua conta bloqueada no Facebook!!!

O Sachsida deixa aqui registrada sua indignação contra o movimento esquerdista que caça e assassina reputações. Dessa vez, a vítima é Olavo de Carvalho. O Sachsida deixa aqui seu modesto apoio a esse paladino da luta pela liberdade.

Reproduzo abaixo a carta de Olavo de Carvalho enviada a Reinaldo Azevedo:

Prezado Reinaldo,

Tão logo o deputado Marco Feliciano denunciou na Câmara a campanha de assassinato de reputação que eu vinha sofrendo (vídeo aqui), a militância do crime, decerto mobilizada por alguma Excelência em pânico, mudou de tática e passou a tentar bloquear a minha conta no Facebook para que, diante do assalto multitudinário à minha pessoa e à minha honra, não me restasse nem mesmo este miserável e último recurso de defesa que é espernear na internet.

O ardil consiste simplesmente em entrar na minha conta desde um IP qualquer que não seja o meu, acionando automaticamente o Facebook para que bloqueie a conta e inicie um procedimento de verificação.

Tentaram isso ontem usando um IP registrado numa cidade da Índia.

Como eu consegui restaurar a conta, aperfeiçoaram o sistema. Fornecem ao Facebook, não sei como, um número de telefone falso ou imaginário (hoje foi +33 7 87 16 56 82), de modo que o código para restauração da conta é enviado a esse número e não chega jamais a mim. Assim, torna-se impossível reativar o acesso à minha página.

A coisa é de uma sordidez que desafia a imaginação. Se quer saber, nem mesmo me surpreende que apelem a esse recurso, ou talvez, mais tarde, a outros mais abjetos ainda. A mentalidade dessa gente faria os porcos vomitarem, se lhes fosse servida no cocho.

Ainda não sei bem o que fazer diante desse descalabro, mas creio que solicitar um inquérito à Polícia Federal não seria má ideia. Tentarei fazer isso.

Se você puder divulgar o episódio pela sua coluna, ficarei grato. Estou pedindo o mesmo a outros articulistas.

Obrigado desde já e um abraço do

Olavo

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email