terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

O Sustentáculo do Poder dos Ditadores

Como um ditador se mantém no poder? Evidentemente, não é apenas devido ao uso da força bruta. Em qualquer ditadura do mundo, os ditadores são auxiliados por pessoas normais, daquelas que tomam cafezinho contigo e contam piadas. Contudo, muitos desses indivíduos, inofensivos em ambientes normais, assumem posturas agressivas e perigosas numa ditadura. O exemplo mais óbvio é representado por uma parcela dos burocratas a serviço do governo.

Os burocratas nazistas foram um importante sustentáculo de Hitler no passado. Atualmente, funcionários públicos ávidos por poder, ou se corrompendo em troca de uma simples gratificação salarial, ajudam Nicolas Maduro a incrementar ainda mais o regime bolivariano na Venezuela. Tudo isso sob o silêncio covarde de muitos observadores externos.

No Brasil, diversos burocratas justificam a ditadura bolivariana na Venezuela. Ou são cegos ou apenas querem o óbvio: sua gratificação. Protestar contra tal ditadura é perigoso mesmo no Brasil. Funcionários públicos que se posicionam publicamente contra essa afronta são marcados no serviço público. Outros burocratas chegam a escrever para jornais elogiando a “democracia” venezuelana.

Tal como apontou brilhantemente Edmund Burke “A única condição para o triunfo do mal é que os homens de bem não façam nada”. Neste texto nós cobramos dos burocratas brasileiros uma condenação firme e veemente da ditadura venezuelana. Como pesquisadores, como intelectuais, como cidadãos de bem exigimos que a ditadura bolivariana instalada na Venezuela seja denunciada.

O recente episódio da prisão arbitrária e imoral do prefeito da região metropolitana de Caracas é apenas mais um episódio desta triste história. Sabe como Hitler controlava os alemães? Ele os controlava por meio de conselhos (conselho de ética, conselho de cidadãos, etc.). Era assim que a máquina nazista enquadrava e perseguia os inimigos do regime. No Brasil estamos caminhando para situação idêntica.

Os cidadãos venezuelanos já são obrigados a combater uma tirania, não é necessário que sejam também obrigados a sofrerem com o apoio de burocratas brasileiros que apoiam esse regime. Você apoia Nicolas Maduro? Então saiba que apoias um ditador, um criminoso, um inimigo dos direitos humanos e da liberdade individual. E a história tem um nome para você: crápula.

Adolfo Sachsida
Roberto Ellery Jr.
Rodrigo Saraiva Marinho

5 comentários:

Bizerra disse...

Calma. Quando todas as empresas estrangeiras forem nacionalizadas, será instituido o BOLSA BRASIL, para todos os cidadãos, indistintamente, exclusive os governantos e governantas.

André disse...

Ortega y Gassey mostrou bem como é a formação do pensamento do homem-massa, também um dos grandes sustentáculos das ditaduras. Um resumo aqui: http://www.viagemlenta.com/2015/02/a-rebeliao-das-massas-de-jose-ortega-y-gasset-e-o-homem-massa.html

Anônimo disse...

Endosso cada linha, Adolfo. É preciso colocar o dedo nessa ferida. Estou há 10 anos no serviço público federal e entendo bem como é o dia-a-dia de quem se posiciona claramente em favor da economia de mercado e contra o petismo. Há mais ou menos sete anos oscilo entre o ostracismo e a chacota, basicamente. Para um homem de trinta e poucos anos isso não é lá muito divertido, mas é o preço por abraçar determinadas idéias que não estão na moda. Vejo todos os dias gente muito capacitada, com títulos e títulos acadêmicos, apoiarem todo tipo de propostas ditatorial e centralizadora vindas das "cabeças" do partido oficial. Regulação da internet, regulação da mídia (para ficar no meu métier)... tudo isso será levado a cabo por essa burocracia amoral e oportunista, que enxerga na manutenção de seu feudo, de seu cargo comissionado e de sua vaga na garagem as maiores conquistas profissionais que existem. E talvez, para a maioria, seja mesmo. O estatismo é assim, oferece a glória aos medíocres.

Daniel Mch.

Dawran Numida disse...

Olha, concordo plenamente com o texto e como o conteúdo exalado.
Nenhum brasileiro deveria tomar partido favorável a governo venezuelano, notadamente em suas medidas maia autoritárias, eivadas com algo que tem um gosto horrível de vingança e repressão. Assusta que no Brasil apenas uns poucos ousam ir de chofre contra um governo que parece inventar inimigos para esconder o principal inimigo da Venezuela: o próprio governo e sua incapacidade de governar. A posição brasileira é nociva frente ao que ocorre no vizinho e parceiro.

Anônimo disse...

kd vc sachsida?
Conseguiram te calar?

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email