quarta-feira, 22 de junho de 2016

Se importar feijao é bom, que tal abrirmos a economia?

A manchete de diversos jornais estampa a decisão do governo de permitir a importação de feijão. O argumento é simples: a importação de feijão irá diminuir o preco do feijão. Sim, o argumento esta correto. Contudo, ele nos leva a uma pergunta óbvia: se importar feijão é bom, então por que outras importações seriam ruins?

Ora, a importação aumenta a competição no mercado nacional. Isso implica em mais opções para o consumidor, que por sua vez se traduz em produtos de melhor qualidade a preços mais baixos. Tao bom quanto importar feijão é importar carros, importar computadores, importar roupas, e deixar que o consumidor escolha de quem e de onde comprar.

Abrir a economia é um poderoso estímulo ao aumento da competitividade e da produtividade. A longo prazo a abertura econômica dinamiza o crescimento econômico. Em outras palavras, economias mais abertas são também mais ricas. Mais que isso, são os mais pobres os que mais se beneficiam dessa abertura. Ao tornar os produtos mais baratos os mais pobres tem seu poder de compra aumentado.

Importar feijão melhora a situação dos consumidores, mas melhora ainda mais a situação dos consumidores mais pobres. O mesmo vale para a importação de carros, computadores, e outros produtos. Abaixar o imposto de importação, e diminuir outras restrições não tarifárias, é um poderoso instrumento para melhorar a condição de vida dos mais pobres.

Abre a economia Temer! A abertura econômica precisa entrar na agenda prioritária das reformas de que o Brasil precisa.

Um comentário:

samuel disse...

ANTES DE ABRIR É PRECISO DESBUROCRATIZAR, dar ao empreendedor brasileiro condições de competir. A seguir vem a lei de venda de terras pra estrangeiros. Não que eu seja contra. Entra nessa categoria de DESBUROCRATIZAÇÃO, mas é ir por outro caminho: Vender tudo para sustentar essa gosma de leis estúpidas. Assim o povo fica pobre, miserável, sem ser dono da própria terra em que pisa. A SOLUÇÃO É OUTRA: ACABEM COM ESSAS LEIS ABSURDAS QUE IMPEDEM O BRASILEIRO DE EMPREENDER, acabem com a Justiça do Trabalho, impostos escorchantes, burocracia estúpida, governo super DIMENSIONADO, estatais para qq coisa, etc... COM AS LEIS QUE TEM O BRASIL NÃO É VIÁVEL...A cultura do advogado é bem responsável por essa gosma. Advogado não é curso superior, não deve servir para ocupar cargos que necessitem esse requisito, etc... SÃO MEROS AMANUENSES DA BUROCRACIA LEGAL.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email