quinta-feira, 15 de setembro de 2016

TRIBUTACAO E CRESCIMENTO ECONOMICO NUM PAÍS EM DESENVOLVIMENTO: O CASO DO BRASIL

Segue um resumo de um texto que acabei de escrever com meus co-autores Mario Jorge Cardoso de Mendonca e Tito B. Moreira.

O artigo faz uso de dados trimestrais para o periodo Jan/2002 a Junho/2015 para estimar o impacto da tributacao sobre o crescimento economico. Os resultados econometricos sugerem um efeito negativo, e estatisticamente significante, da carga tributaria sobre o PIB per capita. Na media, um aumento de 1% na carga tributaria diminui o PIB per capita em 0,3%. Este resultado é muito similar em magnitude aos apresentados por Heady et al. (2011).

Além disso, resultados econometricos adicionais sugerem que uma politica fiscal neutra do ponto de vista da arrecadacao (isto é, que nao altera a carga tributaria atual) que se concentre em impostos sobre o consumo e sobre a renda pessoal tem o potencial de estimular o crescimento economico. Por outro lado, o estudo recomenda fortemente contra impostos sobre o estoque de capital e sobre o imposto de renda das empresas.

3 comentários:

Rennan__Costa disse...

Professor,agradeço muito se o senhor tirar uma dúvida minha. Sendo o PIB formado por tudo que é produzido no país, e sendo a renda igual a produção que também é igual ao consumo pode se dizer que a renda é a mesma, ela apenas circula no pais, certo? Como então aumentar o PIB? Já que para aumentar a produção eu preciso aumentar o consumo e aumentar a renda para isso. Mas de onde vem a renda? Pelo o que entendi por mais que se estimule o consumo, a renda das pessoas sera a mesma. A renda que circula no país é a mesma, a não ser que esse aumento da renda venha de fora. Trazendo dinheiro para o pais. Mas analisando a nível mundial, como é possível aumentar a renda? Por meio da impressão de mais dinheiro? Sempre vai existir um pais rico, e outro pobre?

Rennan__Costa disse...

Professor,agradeço muito se o senhor tirar uma dúvida minha. Sendo o PIB formado por tudo que é produzido no país, e sendo a renda igual a produção que também é igual ao consumo pode se dizer que a renda é a mesma, ela apenas circula no pais, certo? Como então aumentar o PIB? Já que para aumentar a produção eu preciso aumentar o consumo e aumentar a renda para isso. Mas de onde vem a renda? Pelo o que entendi por mais que se estimule o consumo, a renda das pessoas sera a mesma. A renda que circula no país é a mesma, a não ser que esse aumento da renda venha de fora. Trazendo dinheiro para o pais. Mas analisando a nível mundial, como é possível aumentar a renda? Por meio da impressão de mais dinheiro? Sempre vai existir um pais rico, e outro pobre?

samuel disse...

Países com grande componente esquerdista será sempre pobre. Países sem essa praga (esquerda) tem condições de ficar rico.

Google+ Followers

Ocorreu um erro neste gadget

Follow by Email