sábado, 9 de junho de 2018

Seu mérito é mais seu do que os outros pensam. A lição de Forrest Gump

Meus amigos do "Por Quê? Economês em bom português" escreveram um belo artigo: "Seu mérito é menos seu do que você pensa". Concordo com os pontos levantados por eles, e creio que eles também concordam com o texto abaixo. O objetivo desse post é apenas deixar mais claro que mérito individual é importante (e o texto de meus amigos diz isso, mas achei importante reforçar o ponto).

Sim, é verdade que nascemos com uma série de características e em ambientes que podem impactar positivamente nossa vida. Uma pessoa que nasce nos Estados Unidos tem mais chances de ter um padrão de vida elevado do que uma que nasce em Serra Leoa. Da mesma forma, um brasileiro que nasce numa família rica tem muito mais chances de sucesso do que outro que nasce pobre. De maneira similar, uma pessoa que nasce extremamente inteligente tem maiores chances de sucesso do que alguém limitado intelectualmente. Tudo isso ajuda no sucesso da pessoa sem ter relação direta com o esforço individual. Esse é o ponto corretamente levantado por meu amigo do Por Quê?

Por mais que características de nascimento importem devemos lembrar que para estabelecermos a importância de determinada variável sobre o sucesso devemos comparar grupos similares com e sem a característica que pretendemos avaliar. Em outras palavras, vamos aplicar aqui uma ideia similar a de avaliação de políticas públicas.

Para verificar a importância do esforço individual (mérito) no sucesso devemos separar as populações da forma mais homogênea possível. Dentro da população pobre, quem tem maior probabilidade de sucesso? Quem se esforça mais ou quem se esforça menos? Dentro da população rica quem se esforça mais terá mais chance de sucesso? Entre os intelectualmente privilegiados o sucesso virá com maior probabilidade para quem se esforça mais ou menos? É com esse procedimento (e não comparando populações com características extremamente distintas) que se verifica a importância do mérito individual na probabilidade de sucesso de alguém.

Claro que o ambiente e as características iniciais importam, mas isso por si só não pode ser utilizado para diminuir a importância do mérito individual na trajetória de um indivíduo. O que é incorreto é dizer que alguém de sucesso obteve o sucesso exclusivamente por ter se esforçado mais do que alguém que fracassou. Essa afirmação está incorreta, pois não é possível fazer tal comparação para indivíduos vindos de distribuição inicial de características muito distintas. Tal afirmação só faz algum sentido quando comparamos pessoas com características similares. Uma criança rica provavelmente terá notas mais altas no ENEM do que crianças que vivem na miséria, essa diferença não pode ser atribuída a esforço.

Em outras palavras, na vida existem uma série de características que não estão em nosso controle (tais como nosso local de nascimento, nossas habilidades inatas, etc.), mas o grau de esforço individual é sim uma variável que está sob nosso controle. Dadas nossas características iniciais, me parece correto afirmar que se esforçar, trabalhar duro, estudar duro, sempre acreditar em você mesmo, parece ser uma estratégia de sucesso superior a de escolher não se esforçar.

Resumindo, dadas suas características iniciais, o esforço individual importa muito. Essa é a grande lição de Deus: onde se fecha uma porta, abre-se uma janela. Lição brilhantemente explorada no filme Forrest Gump. Forrest nasce pobre, feio, intelectualmente limitado, fisicamente debilitado, e mesmo assim acaba o filme rico e casando-se com o amor de sua vida. Tudo graças a seu esforço individual*.

Se você é um ateu, e não acredita na infinita sabedoria e bondade Divina, então use a boa teoria econômica: as pessoas sempre querem mais, nunca estão saciadas (localmente). Isto é, ninguém está satisfeito com sua dotação inicial, sempre quer mais. Nessa busca por mais, é razoável assumir que seu esforço individual importa para seu sucesso. Ou em outras palavras: se existisse um universo paralelo onde você não se esforçasse, a probabilidade sua de sucesso naquele universo seria menor do que no universo onde você trabalha duro e se esforça.

Da mesma maneira que meus amigos do "Por quê" terminam o texto sugerindo corretamente que transferências de renda (tal como o programa Bolsa Família) fazem sentido, termino também com uma sugestão: seu mérito é mais seu do que os outros pensam. Ninguém sabe pelo que você passou para chegar até aqui. Espero que isso convença muitos de nós a abandonar a ideia de taxar mais o sucesso dos indivíduos. Por que alguém que batalhou duro deve pagar proporcionalmente mais impostos do que sua contraparte que ficou em casa tomando cerveja? Por que uma pessoa que nasceu pobre, batalhou e ficou rica deve pagar impostos desproporcionalmente mais altos sobre sua herança?

Será mesmo que devemos taxar pesadamente pessoas simplesmente por elas terem tido sucesso na vida? Isso não geraria um desestímulo ao esforço no longo prazo? Claro que existem situações e situações, claro que essa minha pergunta é retórica. Na prática não é possível tal distinção. Minha pergunta foi apenas para que você reflita um pouco: nem todos os ricos nasceram ricos, muitos tiveram que batalhar muito. Será mesmo correto cobrar impostos proporcionalmente mais altos dessas pessoas?

* OBS: Aqui tem certa esperteza de minha parte. Um observador atento poderia contra argumentar que o sucesso de Forrest Gump deve-se a sua mãe (que com amor, carinho e muita paciência o preparou corretamente para a vida), e não ao seu mérito individual. Você poderia ir além e citar Jane (menina linda e inteligente) para ressaltar a importância de pais amorosos no sucesso de seus filhos. Fica o registro. Pessoalmente prefiro acreditar na minha justificativa :)


Um comentário:

Dea disse...

Seu texto é brilhante e traz muita reflexão. Entre elas: não acredito que taxar ricos em proporções maiores que pobres irá impactar negativamente no esforço ou motivação deles, claro que depende da magnitude da taxa. A teoria da utilidade marginal decrescente explica isso.

Google+ Followers

Follow by Email