domingo, 27 de julho de 2008

Impressões de Natal – RN

Tive o prazer de passar alguns dias em Natal, tempo este em que fiz algumas observações. A mais importante delas foi sobre a localização: estivesse nos Estados Unidos seria Miami, estando no Brasil é Natal. Não quero com isso menosprezar essa linda cidade, mas apenas salientar a incrível inabilidade do Brasil em explorar suas vantagens comparativas. Tal como um garoto que é um excelente jogador de futebol mas insiste em ser campeão de peteca, o Brasil despreza suas vantagens para se lançar em empreitadas onde tem reconhecidamente pouca habilidade.

Apesar de praias lindas, Natal tem pelo menos três graves problemas: 1) falta um calçadão a beira-mar (está em construção); 2) existe uma perigosa avenida separando parte dos hotéis da praia e separando também parte dos hotéis dos restaurantes, assim um grande número de turistas precisam cruzar uma grande avenida para chegar a praia ou ir almoçar (não só não existem semáforos como também não existem passarelas); e 3) os guias turísticos estão longe de conhecer os fatos sobre a cidade (apesar de serem extremamente divertidos). Notem que nenhum desses problemas se refere a falta de recursos, se referem apenas a má alocação destes. Isto é, deve-se a más escolhas. Como uma cidade com mais de 400 anos, que depende do turismo, não possui um calçadão? Uma passarela facilitaria enormemente o cruzamento da avenida, qual a dificuldade de construí-la? Será tão difícil assim organizar um tour pelos fatos históricos da região?

Natal é mais um exemplo de como o Brasil utiliza mal seus recursos. Com um mínimo de bom senso pararíamos de subsidiar indústrias ineficientes, e projetos megalomaníacos, e construiríamos uma simples passarela. O Brasil não precisa de um PAC, precisa de uma passarela.

5 comentários:

Anônimo disse...

"O Brasil não precisa de um PAC, precisa de uma passarela."

Esta é uma frase que eu gostaria de ter escrito. Mandou muito bem Adolfo.

Roberto

Totti_ucb disse...

seria O PAC um Programa de Aceleração do Crescimento ou Um Programa de anti-crescimento??? eis a questão.
Mas Creio que Esta Resposta Todos nos ja sabemos. menos A grande massa da população, analfabeta e analfabetos funcionais, que ainda acreditam na politica do crescer o bolo pra depois dividir.

totti_ucb disse...

Caro Prof Adolfo.

Gostaria sugerir que vc fizesse um comentario sobre as Açoes Dos Ministros da Fazenda Brasileiros,
Delfin neto, Zelia Cardoso, Guido Mantega.
Os Tres Ao meu Ver são Exemplos a nao serem seguidos.
mas Aprendemos com os Erros dos outros então.
Um Abraço.

ts disse...

Precisa de uma passarela e de um governo razoável.
Não precisaria ser bom ou excelente. Nas atuais condições, um governo razoável já estaria de bom tamanho.
Mas teria que ser homogeneamente razoável. Não pode ser como agora: um BC cercado de mediocridade (destaque para a Fazenda nesse quesito) por todos os lados.
Abraço,

Anônimo disse...

'parafraseando' vc,

a infraero vai gastar não sei quantos milhões em uma reforma no aeroporto aqui de Natal...outros bilhões em um aeroporto em outra cidade do RN... mas não consegue resolver o problema do ar-condicionado do aeroporto(que vive quebrando). Como natalense, admito que a nossa cidade não sabe aproveitar o potencial que tem.

[]´s

Alisson Rocha

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email