terça-feira, 5 de agosto de 2008

França.... ah a França.

O vexame francês parece não ter fim... diz a lenda que já foi um país sério. Mas hoje, a contribuição francesa para o mundo parece se aproximar mais disso.

6 comentários:

Badger disse...

Existe uma França que merece respeito. É a França de Fourier, Voltaire, Verne e Sorman. Existe porém uma outra França, a da picaretagem, aquela que os brasileiros admiram, aquela que homenageia anões mentais como Gilberto Gil e Paulo Coelho. É a França de Robespierre, Godard, Chirac e Derrida. Cada um escolhe a França que merece.

Diego Baldusco disse...

Por essas e mais milhoes de outras eu falo q dentre os países q eu jamais moraria no mundo estaria a França(comunistas safados, nacionalistas exacerbados), a China(comunistas) e a Índia(tudo lá parece sujo).
Nunca gostei da França. Nunca irei. E ainda surge mais esse fato. A França não tem jeito mesmo.

Mas um detalhe: no texto, segundo parágrafo, os caras escreveram planejar com G. Alguém tem que ser demitido

"a França ajudou a planegar o genocídio"

Que dureza. Tanto pro redator, quanto pra esse país serissimo!!!

Fábio Mayer disse...

Até o Miterrand, queridinho da esquerdofrenia nacional, envolvido...

Leonardo Monasterio disse...

Calma, pessoal. O governo frances jah fez coisas legais: afundou um barco do Greenpeace.

Falando serio,uma coisa eh o governo frances outra eh o pais. Uma ida a Paris (bem acompanhado, de prefer4ncia) pode mudar a opiniao de vcs sobre a Franca. Comigo isso funcionou.

Trish disse...

Morei na França e não repetiria a experiência. O francês médio é mal-educado e ressentido; não se sabe exatamente porquê. As pessoas são ferinas e grossas, além de terem uma verdadeira neura por status. Não adiantou guilhotinar os nobres; continuam se medindo uns aos outros constantemente.

Agora, visitar, vale a pena. O país é muito bonito.Vá ao Mt. Saint-Michel, que parece saído de uma obra de J.R.R. Tolkien, ou à Sainte-Chapelle, construída por São Luís: é o lugar mais bonito de Paris.

Rodrigo Monte-Belo disse...

Ô Adolfo,
No Brasil, a francofobia é uma doença quase tão disseminada quanto o anti-americanismo.
Se me permite um palpite, tirando os estereotipos de Francês fedorento e coisas do gênero, eu acredito que a gente é assim porque boa parte dos nossos picaretas se dizem francofilos.
A França colonialista é de fato condenavel do inicio ao fim mas não se joga um dos pilares da cultura ocidental na lata do lixo de maneira tão ligeira. Mais justo teria sido dizer que, desde o fim do antigo regime, o Estado francês (diferente do pais França) tem sido lastimavel e por vezes criminoso...

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email