segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Como este Blog Alertou US$ 700 Bilhões era APENAS o Começo

Desde o ano passado esse blog vem batendo na mesma tecla: é ERRADO ajudar o setor financeiro. Alguns analistas diziam que a ajuda seria temporária. O tempo passou e a ajuda não parece ter sido tão temporária assim. Analistas diziam que a ajuda seria localizada e restrita ao setor financeiro. Alguém ainda acredita nisso? Analistas diziam que era melhor gastar 700 bilhões de dólares do que enfrentar a crise de frente. Este blog SEMPRE alertou de que 700 bilhões era apenas o começo. Este blog sempre alertou de que tão logo os 700 bilhões fossem liberados outras demandas iriam aparecer. Será que alguém ainda duvida das previsões do blog?

Como eu sempre digo aos meus alunos: “o mercado não é seu amigo, o mercado não é seu inimigo. O mercado não é pessoal, o mercado é apenas implacável. O mercado reage a incentivos, forneça os incentivos corretos e os resultados serão favoráveis. Forneça maus incentivos e os resultados serão ruins”. O setor financeiro esta sendo exposto ao conjunto ERRADO de incentivos. Agora é a vez do Citigroup: são mais de 300 bilhões de dólares em garantias do governo a essa instiuição. Não deixa de ser irônico ver as três gigantes GM, Chrysler e FORD terem que implorar por 10 ou 20 bilhões, enquanto empresas tão ineficientes quanto estas recebem CENTENAS de bilhões de dólares sem esforço algum. Irônico ver os executivos das três gigantes irem ao Congresso Americano implorar por ajuda, ao passo que os executivos de instituições financeiras, que receberam ajudas bem maiores, sequer são vistos dando explicações a quem quer que seja.

Ajudar as três gigantes é errado, elas estão pagando por seus erros. Mas acaso é diferente com o o Citigroup?

2 comentários:

Pedro disse...

Adolfo,
gostei desta citação em parenteses. "o mercado não é seu amigo, não é seu inimigo...". Me lembra uma passagem do poderoso chefão.
Vc deve saber: Michael Corleone explicando ao irmão por que tem que matar Solozzo e o policial.
"Não é pessoal Sonny, SÃO ESTRITAMENTE negocios".
Esses caras são "PROs", estão fazendo direitinho o papel deles, ai dos contribuintes em todo o globo que estão pagando o pato.
O Chororo destes executivos é pra nenhum botafoguense botar defeito.
Enfim...
Lembrei direitinho de sua citação quando saiu no JN que o governo do Lula liberou grana para as montadoras continuar a vender carros. Meu chefe não é economista e comentou comigo outro dia: "Pedro, o presidente da GM um jatinho de 35 milhões indo pedir dinheiro ao governo americano."
E mais uma grana no Citigrup...
foi so um desabafo.
Outro efeito perverso é que esats ajudas pontuais so adiam o problema do ajuste geral de preços. Quando a grana acabar, e ela vai, dai volta a ter crash e outras coisas, dai võa falar que a crise continua, dai vao querer mais grana.. e o ciclo continua...

Fábio Mayer disse...

O que me irrita é saber que negócios instáveis para lucrativos em certo momento viram apostas de alto risco, tanto de executivos ambiciosos quanto de operadores inexperientes e igualmente ambiciosos demais.

Eu já disse e repito: se os governos tem que ajudar, tudo bem, salva-se o sistema financeiro pelo bem de toda a sociedade... mas comece a cobrar, inclusive criminalmente, das pessoas que agem de modo impensado e ambicioso como estas inconsequentes.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email