domingo, 9 de novembro de 2008

Eu voto em Sarah Palin

Durante as eleições americanas Sarah Palin foi duramente atacada pela imprensa, foi tachada como burra e inexperiente. Mas eu quero deixar aqui registrado: Sarah Palin tem o meu voto. Exatamente qual é a experiência de Obama? Sarah Palin é governadora, me parece razoável assumir que ela tem mais experiência adminsitrativa que Obama. Exatamente por que Palin foi taxada de burra? Foi taxada de burra por defender o livre mercado e um governo pequeno, isso não é burrice, é lucidez.

Palin foi uma guerreira até o fim, e fosse ela a candidata presidencial acredito que teria sido eleita a primeira mulher presidente da América. Palin rapidamente entendeu que os assessores de McCain estavam mais preocupados em manterem seus empregos do que em ganhar a eleição. Daí sua discordância com a estratégia de campanha. Palin notou corretamente que a única maneira de acordar o povo americano da ilusão Obama era com palavras firmas e diretas. Foi isso que ela fez, e foi por isso que recebeu o ódio da imprensa. Palin é a favor do livre mercado e é a favor da redução do tamanho do Estado. Sarah Palin tem o meu voto, se for candidata à presidência americana vai vencer.

Mas vamos falar de um detalhe estranho: tão logo Obama venceu as eleições e a França começou a dizer que agora uma reaproximação é possível. Vamos ao óbvio: que moral tem a França? A França é aquele país que 6 meses ANTES da derrota de Hitler estava celebrando o nazismo. A França é também o país que COMEÇOU o conflito no Vietnã, mas que depois saiu de fininho fingindo que não era com ela. A França mostrou toda sua moral no conflito da Argélia, onde a brutalidade francesa foi tão grande que conseguiu inclusive chocar os próprios franceses. Quem em sã consciência quer se aproximar de um país desses? Ninguém na Europa confia na França, o motivo disso é simples: a França está pronta a quebrar QUALQUER acordo se isto beneficiá-la em 10 centavos no curto prazo. É por isso que países pequenos na Europa, tal como a Polônia, buscam desesperadamente o apoio americano. Esses países sabem que na hora do aperto só mesmo os americanos respeitam os acordos.

Obama representa um conjunto de idéias que nunca funcionou: restrições ao comércio internacional, aumento do poder dos sindicatos, políticas tributárias que desincentivam o trabalho e a acumulação, ampla política de subsídios governamentais, adoção de medidas de ação afirmativa, e aumento da esfera de atuação, com consequente aumento do tamanho do Estado.

9 comentários:

Anônimo disse...

Também voto nela.

Rogê

Anônimo disse...

Não votaria no McCain so por causa dela. Ele está bem velho e sujeito a recidiva de um cancer. Pesso a gentileza de discordar, pois achar Sara Palin muito inteligente e capaz de ser a primeira presidenta mulher dos EUA é esticar um pouco demais o amor a direita. Uma pessoa que tem a estupidez de mencionar guerra com a russia no cenário geopolitico atual foi escolhida para perder. Fora aquela foto dela de biquininho estampado com a bandeira dos USA segurando um M16. É pra esquerdopata nenhum botar defeiito.

Joao Melo disse...

Adolfo, seu moço, SE OBAMA for tudo isso que o senhor mesmo escreveu, eu cancelo o meu voto virtual que nele cravei. Realmente os Republicanos são mais a nossa praia, mas nesta eleição estava torcendo contra. Será que arranjei problema?
Abraço,
João Melo, direto da selva

Anônimo disse...

Ainda não está claro o que o Obama fará. Se seguir o Clinton, tem condição de fazer um bom governo. Mas se fizer proselitismo político - exemplo: revisar ou revogar as tais 200 medidas do Bush - estará mais para Jimmy Carter, aquele que foi humilhado pelo Khomeini e daqui a quatro anos o mundo verá mais um republicano na White House. Só espero que, nesse caso, surja uma reencarnação do Ronald Reagan.

Cláudio disse...

Anônimo, vamos por partes antes de esticar quaisquer simpatias, seja pela direita, seja pela esquerda:

1) A foto da Sarah Palin foi forjada. Detalhes aqui:

http://urbanlegends.about.com/library/bl_sarah_palin_bikini_pic.htm

2) Se eu me lembro da questão da Rússia a pergunta foi "Se a Geórgia fosse membro da OTAN e fosse atacada pela Rússia, o que a Senhora faria?" A resposta dela foi "Se a Geórgia fosse membro da OTAN, o tratado deixa claro que, se um dos membros é atacado, os outros devem intervir".

Mas eu estou citando esta entrevista de cabeça, preciso rever para ter certeza.

Carlos Echevarria disse...

Adolfo, achei seu blog depois de olhar seus commentarios sobre a Governadora Palin.

Sou americano, mas conheco bem seu pais, especialmente Rio e SP.

Obrigado por defender ela, acho bem estranho que os brasileiros ficam apaixonados por Obama, ja que ele esta em contra de tirar a taxa sobre o etanol do Brasil e fica em favor de continuar subsidiando o etanol dos EUA.

B. Hussein Obama nunca viajou a America Latina e/o Caribe...

Globo esta manipulando uns fatos, como sobre a roupa, ja que ela NUNCA comprou nada.

O Dick Morris (esta no meu blog o link), o experto maior em estrategia political escreve hoje sobre Palin e como ela ajudou a McCain mesmo que ele perdeu, mas nao foi por culpa dela.

Sem duvida ela tem futuro como candidata a presidencia, possivelmente 12' ou 16', ela tem re eleicao como governadora em 10'.

Vou colocar seu RSS feed pra recebir seus posts, abracos!!!

Leonardo Monasterio disse...

Adolfo,

Nao caia nessa de que inimigo do meu inimigo eh meu amigo. A senhora Palin eh uma besta mesmo: anti-intelectual, inexperiente, carola e nem tao liberal (em sentido brazuca) assim. (E aquela piscadinha de olho era creepy).
Alem disso, vc estah comparando coisas diferentes: vc comparar os republicanos ideais com os democratas reais. Dava pena do McCain ter que conviver com aquela senhora que ele tinha encontrado apenas 2 vezes.
COmparando planos diferentes, fica facil apoiar os republicanos. Na pratica, vc bem sabe bem que nao faz grande diferenca o partido. Em que sentido o Bush foi liberal? O NAFTA nao teve apoio do Clinton?

Augusto Damião disse...

Fico lúgubre, distímico e hipocondríaco em perceber que alguns asininos tacham outrens de burros, incapacitados sem antes fazerem uma análise prévia do mesmo. Algumas pessoas o fazem porque não têm inteligência assaz profícua para adoperar coisas melhores. "A coisa mais rara é viver, pois, algumas pessoas apenas existem". Nesta plaga, aconteceu algo parecido, pois, como corolário, uma miríade de pessoas tacharam o Dr. Enéas como louco, mas não perceberam que este era na verdade um sujeito- como ele mesmo disse- que tinha um compromisso, o compromisso com aquilo que diz. Era um sujeito perleúdo, imexível e feérico.

Como corolário, é um qüiproquó objugar-me por eu ser um escalafobético.

Augusto Damião disse...

Carlos Echevarria, convenho com suas representações abstratas e mentais, pois, como corolário, a globo é a súcia caramutanje de aliagem lúmpen.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email