terça-feira, 10 de março de 2009

O Resultado do PIB

Hoje foi divulgado o resultado do PIB de 2008. A boa notícia foi que em 2008 o PIB cresceu 5,1%. A má notícia foi que o PIB do quarto trimestre caiu 3,6% em relação ao terceiro trimestre. A imprensa deu muito destaque ao resultado negativo, mas se esqueceu que na comparação com o quarto semestre de 2007 o resultado foi positivo.

Repito aqui o que já afirmei antes: basta o governo brasileiro não ter idéias geniais que essa crise dificilmente afetará muito o Brasil. Continuo apostando que o Brasil cresce 3% em 2009, basta o governo não inventar fórmulas mágicas.

Outro detalhe que reforça meu palpite: a inflação brasileira NÃO está baixa. Se a economia estivesse tão desaquecida como alguns sugerem, então deveríamos esperar taxas de inflação menores.

A única coisa que realmente me preocupa nessa crise é que o governo brasileiro está cheio de idéias. São planos para aquecer a economia (mesmo esta já estando aquecida: em 2008 o PIB per capita cresceu 4,0%). Tais planos incluem incentivos para o setor automobilístico vender mais carros do que já vinham vendendo (apesar dos recordes de vendas nos últimos anos), para os desafortunados receberem ainda mais transferências do governo, tem até proposta das pessoas comprarem casas e não pagarem por elas... enfim, alguém vai ter que pagar pelas idéias do governo.

Vou dar a receita para salvar a economia brasileira da crise: vamos dar férias para Brasília.

5 comentários:

Ricardo disse...

Só pra não perder o costume de dar uma cornetado nos tucanos..

E o Serra acha que estamos em recessão..
Vamos aguardar pra ver o que ele vai fazer com o dinheiro da Nossa Caixa..

Anônimo disse...

Férias ainda não professor, isso acarretará em mais despesas e o pobre contribuinte é que vai pagar o "pato" como sempre.Junara

André Sousa Ramos disse...

Professor,

Será que realmente não vemos sinais de desaquecimento econômico? Observando o IPCA divulgado recentemente verificamos que a alta está ligada basicamente ao setor de Educação, que faz reajustes anuais. Os outros indicadores indicam inflação menor como no setor de alimentação. Gostaria que emitisse opnião sobre este questionamento.

Anônimo disse...

Professor ;
o desemprego subindo não deve trazer o crescimento para baixo?

MGLI

Fábio Mayer disse...

Também penso que, se o governo não fizer besteira, o Brasil cresce 2,5 a 3% este ano, tranquilamente.

AInda há muita demanda reprimida na economia brasileira, capaz de compensar em parte o baque externo.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email