terça-feira, 24 de março de 2009

Universidade Católica de Brasília e Ordem Livre

Em mais um grande evento, o curso de economia da Universidade Católica de Brasília recebeu o pesquisador e editor do Ordem Livre, Diogo Costa, para uma palestra sobre “A Tradição da Liberdade”. Mais de 100 alunos assistiram com atenção a palestra, e a seção de perguntas também foi muito concorrida.

Neste sábado teremos mais um evento: O IV Encontro de Pensadores Liberais. Mostrando assim o esforço do curso de economia em propiciar à seus alunos a melhor formação acadêmica possível.

Agradeço ao Ordem Livre, ao Cato Institute e à Atlas por tornarem essa palestra possível. E um agradecimento especial à EXCELENTE palestra proferida por Diogo Costa, que contribuiu significativamente para uma melhor compreensão da importância da liberdade em nossas vidas.

4 comentários:

Pedro H. Albuquerque disse...

Parabéns a você Adolfo e também ao Diogo por estas iniciativas de grande sucesso!!!!

Anônimo disse...

ponha http://aduanapt.blogspot.com/ na sua lista de blogues e clique nele que eu ponho o seu na minha

Ricardo Bernhard disse...

É Cato Institute, Adolfo.

Catho é aquele site pra arranjar emprego... =D

Abraço,

Alinny Christian disse...

Professores,

eu sou iniciante na area de economia e estive participando da palestra q por sinal foi bem ministrada.
A respeito do liberalismo, tenho minhas duvidas. Nao sei se entendi o certo,mas é a favor de um Estado sem a intervençao do governo?Sem proibiçoes?sem escolas publicas?
Nao creio q possa dar certo, existe ditos "que o proibido e melhor", mas a falta de regras cria desordem, todos se sentem com autoridade e ninguem respeitara ninguem.
Se nao houver escola publica o indice de analfabetismo ira aumentar pois muitos encontrarao essa desculpa para nao conseguirem sucesso e passara de pai para filho, nos somos humanos e apesar de todos os nossos defeitos temos a sensibilidade pelo proximo,teremos muitas mortes,asaltos em busca de dinheiro em questao de sobrevivencia.O ser humano tem uma tendencia a perceber o que seria melhor qando este ja esta no pior, por exemplo um aluno nao valoriza os estudos no ensino fundamental, qando lhe vem a oportunidade de conquistar um emprego (por sorte) perde a vaga por ter se atrassado nos estudos.
No final chegaria ao mesmo resultado ricos mais ricos e pobres mais pobres (isso se eles conseguirem sobreviver).

Peço desculpas se me expus erroneamente, e peço auxilia a questao pois tenho poucas informaçoes a respeito.

DESDE JA agradeço muito a atençao.

alinny

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email