domingo, 2 de agosto de 2009

Lula e a escravidao

Nosso presidente mostra todo seu conhecimento e dispara: "Ou tem uma lei proibindo a venda de jogadores no meio do campeonato, ou você muda o calendário brasileiro para que (ele) seja compatível com a abertura de janelas do mercado externo. Alguma coisa nós vamos fazer".

Em resumo, Lula acredita que a escravidao ainda impera no Brasil. Ou seja, ele quer que o governo determine onde voce ira trabalhar. Quer ir buscar sua felicidade? Quer ir buscar seu sonho? Sinto muito, o governo eh quem vai decidir quando voce pode mudar de emprego e se voce podera ir para um emprego fora do pais.

Note que o argumento usado no caso do futebol se encaixa muito bem em uma serie grande de outras profissoes: ja ja Lula vai querer decidir em qual modalidade um medico vai se especializar. Ou entao ira dizer que nossos engenheiros nao podem trabalhar no exterior, ou ainda que num pais pobre como o Brasil devemos impedir que as pessoas mais qualificadas saiam do pais para trabalhar no exterior.

Em breve Lula vai querer impedir que as modelos brasileiras vao trabalhar no exterior. Afinal, nao podemos privar o povo brasileiro de ver nossas mais belas mulheres.... querer determinar onde as pessoas devem trabalhar e impedi-las de buscar sua realizacao profissional eh retroceder a escravidao.

8 comentários:

Marco Bittencourt disse...

De novo amigo, concordo com você. O problema é que Lulla sabe o que fala. Ele faz parte da turma exportadora, ou melhor, ele é empregadinho dessa gente. Assim, já está montando medidas provisórias para beneficios fiscais e o escambau. E a economia de mercado, como é que fica? Apenas pro trabalhador é que vale o tal do mercado. um abraço
marco b

Lefebvre disse...

Cuba é logo aqui mesmo.

Fábio Mayer disse...

Impedir eu concordo, não pode.

Mas coibir, pode, instaurando, por exemplo, um imposto sobre transações internacionais de atletas.

Tio Chico disse...

Como já diz no perfil do blog:

"E, lembre-se, quando se tem uma concentração de poder em poucas mãos, freqüentemente homens com mentalidade de gangsters detêm o controle. A história provou isso. Todo o poder corrompe: o poder absoluto corrompe absolutamente.”
(Lord Acton)

Lula está como sempre confundindo as coisas! Ao assumir o governo em troca da "simbólica faixa presidencial" vestiu a camisa do Corinthians. Está sentido, pois, até o momento seu time favorito de futebol foi o mais prejudicado com a "janela do futebol".

Lula como presidente do Brasil está saindo um perfeito Cartola. O futebol brasileiro já tem falcatrua demais, o problema é que o governo não está ganhando a fatia desse bolo.

Depois dessa declaração do presidente "torcedor" Lula, já vejo as próximas notícias:

1. Lula cria a MP do futebol na qual institui o ISJJ - Imposto Sobre a Transferência de Jogador no período da JANELA...

2. Arrecadação de impostos no Brasil recupera força com a criação do ISJJ, o governo já estuda estender o imposto para todo e qualquer tipo de trabalho no exterior...

3. Governo lança o PAC do futebol, em parceria com o BNDES EXIM-JOGADOR, Programa de Incentivo à Exportação e Importação de Jogadores...

4. Criada a ABRF - Agência Brasileira de Regulação do Futebol, Agência cuja diretoria tem nomes como: Ricardo Teixera, Eurico Miranda, Márcio Braga, Kleber Leite, Luiz Estevão...

5. "Atos Secretos" da ABRF e do futebol brasileiro...

6. Super faturamento na construção do Edifício Luís Inácio "Lula" da Silva, Sede da ABRF...

7. Diretor da ABRF ganha status de ministro após denúncias...

8. ex Diretor da ABRF se livra de "20 dos 21 processos contra ele"...


Abraços
Antonio de Pádua (Tio Chico)

Erick disse...

Concordo com o argumento sobre as profissões, e realmente acho ridículo existir "período de transação" no futebol.
Se o presidente gosta tanto do esporte, porque não muda o sistema do brasileirão pro mesmo estilo europeu?
Mas ainda assim, duvido que iria adiantar alguma coisa. É a lei do "mais forte vence". Ou mais rico, no caso.
Abraço

Lucas Ferreira UNB disse...

Seria realmente um absurdo obrigar jogadores a ficar aqui. Mas concordo plenamente em mudar o calendário do futebol brasileiro. Traria vários benefícios.

si. disse...

Até que altura do campeonato um jogador pode decidir se fica ou não no time em q está jogando? e qto ao direito do clube q investiu no jogador p o campeonato? eu acredito que o interesse do clube tbm deve ser preservado. não é justo um clube investir horrores de $ com um jogador p ele sair no meio do jogo. não se trata só do $ gasto, pois sei q há multa por contrato rescindido. numa situação hipotética: (os nomes do time forma escolhidos p sei q há uma rivalidades entre os 2. nem de futebol eu gosto!) Agora imagina no meio do campeonato um excelente jogar do flamengo passar p o fluminense. Isso sim não seria justo. (não sei se pode entrar jogador no meio do campeonato brasileiro, mas foi só um exemplo) Agora... no momento q um contrato é assinado, realmente, há um perda de 'liberdade', do contrário ñ precisaria assinar nada.
Enfim...

Anônimo disse...

*agora precisa colocar a instituição de ensino?? af!!

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email