terça-feira, 20 de outubro de 2009

Secretaria de Assuntos Estratégicos tem novo Ministro

A Secretaria de Assuntos Estratégicos, à qual esta subordinado o IPEA, tem novo ministro. O novo ministro é o Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães.

Aqui esta um trecho da revista Veja, datado de 22 de outubro de 2003, sobre o Embaixador Pinheiro Guimarães:

"Agora, desde que assumiu a secretaria-geral do Itamaraty no governo petista, Samuel Pinheiro Guimarães adotou o silêncio em público, mas mantém inalterados hábitos e posições que parecem saídos de um catálogo de antiguidades: abomina a idéia da Alca, detesta a globalização, não gosta de abertura econômica, acredita no imperialismo ianque e – sinal dos tempos! – trabalha com ampulheta e papel-carbono.

Pinheiro Guimarães tem horror à perda de tempo, seja num debate, despacho ou telefonema. Quando comandou o departamento econômico do Itamaraty, entre 1988 e 1990, chegou a elaborar um manual para orientar os funcionários sobre como proceder nas conversas telefônicas. Pelas suas regras, ninguém deveria dizer "alô" nem "de onde fala". Em vez de expressões inúteis, quem ligasse deveria dizer "é fulano" e ir direto ao assunto. Nos despachos com subalternos, virava sobre a mesa uma ampulheta para observar a passagem do tempo. Quando a areia escorria toda para o bojo inferior da ampulheta, o despacho estava encerrado – restasse ou não algum assunto pendente. "Funcionava, mas era constrangedor", conta um embaixador, que enfrentou a situação mais de uma vez. Pinheiro Guimarães talvez seja uma das raras pessoas que ainda usam papel-carbono. Apesar da internet e do e-mail, ele envia aos subordinados bilhetes manuscritos sobre papel-carbono: o original vai para o destinatário e a cópia fica com ele, devidamente arquivada, para cobrança posterior".


Aqui segue trecho de seu discurso, proferido em 07/05/2009: "Em primeiro lugar, estamos diante de uma grave crise econômica, que decorreu de um processo de globalização e de desregulamentação acelerada e irresponsável; de uma idéia de Estado mínimo, de que o Estado deveria se retirar da economia, e de preferência, desaparecer. Era a idéia do fim das fronteiras, o fim dos Estados nacionais".

Certamente muitos acreditam que ele é o homem certo para comandar a Secretaria de Assuntos Estratégicos e traçar os rumos de longo prazo da economia brasileira.

6 comentários:

Anônimo disse...

Com o Pochman, Sicsú e, agora, Samuel Guimarães, a expressão técnica para definir a situação do Ipea é: FERROU-SE DE VEZ!

Anônimo disse...

Boa Sorte ao IPEA, realmente o que vale é somente o Salário pq a satisfação de trabalhar acabou.

Incrível que em menos de 4 anos o PT está acabando com uma das instituições mais sérias do Brasil em torno de pesquisa científica.

Triste, demais

Anderson

marco bittencourt disse...

Podem falar o que for do Mangabeira, mas taxa-lo de imbecil é inaceitável.

Marcelo disse...

É o cara certo para ser ministro...na Córeia do Norte!

Alberto Cavalcanti disse...

Parece que em alguns anos não veremos mais diferença entre Brasil e Venezuela... Uma pena.

Anônimo disse...

"Podem falar o que for do Mangabeira, mas taxa-lo de imbecil é inaceitável."

Concordo Marco,

Assistam a pelestra: A tarefa do direito brasileiro e vejam porque o homem é professor de Harvard a tanto tempo:

http://www.tvjustica.jus.br/videos/CADERNO_D_13_08_09_MANGABEIRA_UNGER.wmv

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email