quarta-feira, 10 de março de 2010

Apenas para dizer que tenho vergonha do Presidente do Brasil

Eu tenho vergonha do Presidente do Brasil.
Eu tenho vergonha de Lula,
Vergonha de um presidente que apóia o Irã e sua política nuclear e de negação do holocausto.
Tenho vergonha de um presidente que apóia a ditadura que está sendo implantada na Venezuela
Vergonha de um presidente que recebe recursivamente ditadores em visitas oficiais
Vergonha de um presidente que prendeu e devolveu cubanos que se abrigaram no Brasil
Vergonha de um presidente que se orgulha de ser analfabeto
Vergonha de um presidente que diz que nunca sabe de escândalo algum ao seu redor
Vergonha de um presidente que é capaz de afirmar qualquer mentira para proteger seus aliados
Vergonha de um presidente que afirma que pessoas presas exclusivamente por manifestarem suas opiniões são semelhantes a presos comuns
Mas sinto mais vergonha ainda por ver que tal presidente tem o apoio de milhares de professores universitários. Grande parte dos professores brasileiros, inclusive os de primeiro e segundo grau, tem responsabilidade por esse processo vergonhoso que ocorre em nosso país. Foram esses “intelectuais” que transformaram vergonha em orgulho nacional.

Que fique bem claro para as gerações futuras: eu tenho vergonha de Lula. Não compartilho de seus valores morais, se é que ele os têm. Lula deveria estar preso e deveria sofrer o impeachment. Preso pelas falcatruas que ocorreram em seu governo. E sofrer o impeachment por causa de sua política internacional de aproximação do Brasil com ditaduras sanguinárias ao redor do mundo. Que fique registrado: eu enfrentei das maneiras que pude, e nunca me calei frente a besta.

“No final, nós iremos nos lembrar não das palavras de nossos inimigos, mas do silêncio de nossos amigos” (Martin Luther King Jr.)
“Uma pessoa pode causar o mal a outros não apenas por suas ações, mas também por sua falta de ação, e em ambos os casos ele é corretamente responsável por isso” (John Stuart Mill).

40 comentários:

Gustavo S. Cortes disse...

Assino embaixo, Adolfo.

Grande abraço,
Gustavo Cortes.

Três disse...

Faltou só estudar um pouquinho mais sobre política externa e abrir mão do sensacionalismo leigo das massas.
Como diria Carlos Ayres Britto: "A liberdade de expressão é a maior expressão da liberdade, porquanto o que quer que seja pode ser dito por quem quer que seja."
É por essas e outras que sou obrigada a ler essas sandices...

Anônimo disse...

Belo desabafo, assino embaixo!
André F. Nunes de Nunes

Anônimo disse...

Adolfo,

O que posso dizer? Apenas aplaudir.

clap! clap! clap!

Um abraço,

J. Coelho

Marcelo disse...

Faço de suas palavras, minhas!

Abs

José Carneiro da Cunha disse...

Prezado Três,

Se não fosse o senhor analfabeto, tenho certeza que conseguira se explicar melhor do que fez.
Tenho uma boa sugestão: que tal tentar? Consegue? Ou ficará nessa vigarice de defender o Irã, Cuba, Sudão e o boçal do Lula só com seu “ar” intelectualmente superior.
Tente... vamos lá... será uma prazer mostrar que você é apenas mais um vigarista!
Se tem tanta convicção de sua posição, que tal usar seu NOME e não esse apelido retardado que escolheu.
E você Três, estudou política internacional? Então MOSTRA vigarista! Ou, como todo bom vigarista, também é mentiroso!

Adolfo, TOTALMENTE APOIADO!, compartilho essa vergonha com você!

Abs

José Carneiro da Cunha

Anônimo disse...

E o SERRA e o FHC professor? Qual a sua visão deles?

Os admira?

railon disse...

Também compartilho essa vergonha, Professor.

É natural um texto desse nível ser tão criticado,pricipalmente pela força que as palavras têm quando despem um homem tão carismático como nosso Presidente, o que não é natural é que nos calemos diante de tanta falta de discernimento. Digo com toda clareza eu não o escolhi.

Railon Fernandes
Aluno

Anônimo disse...

Engraçado que a forma de defesa do anônimo acima é a forma de argumentação de toda a esquerda: no PT só tem ladrão, mas os outros também tinham, então tá permitido! Daqui a pouco esse caras vão dizer que é permitido estuprar e matar, já que outros já o fizeram.... é uma inversão total de valores. Peço a Deus que esses hipócritas sem escrúpulos não consigam transformar isso aqui na Venezuela. Mas bem que eles estão tentando!

Três disse...

Caro José Carneiro da Cunha,
Fico feliz pelo senhor ter me dado o direito de resposta. Entretanto gostaria de mudar o tom do nosso debate. A internet é um ambiente livre, de livre opinião e de respeito mútuo. Ou pelo menos deveria ser. O senhor me acusou de ser analfabeto (por sinal devo lembrar-lhe que escrevi “obrigadA” o que define o meu gênero, então o correto seria “analfabetA”), de ser vigarista e mentirosa. Estas acusações por si só me garantem o direito de exigir provas. Em qual momento fui uma dessas coisas? Quando defendi a minha opinião ou quando fui contrária à sua? Sua mensagem foi de péssimo tom e não me sinto na obrigação de defender qualquer uma das suas acusações. Meu embasamento vem de declarações do Itamaraty, juntamente com diversas teorias de Relações Internacionais, de forma que qualquer cidadão poderia chegar à mesma conclusão que cheguei: de não defender a estratégia utilizada pelo Brasil para estreitar laços com o Irã, mas a de ser imparcial o suficiente para admitir que existem motivos por trás de toda decisão de Estado e que para entendê-los é necessário mais do que preconceito. Em momento algum afirmei qualquer superioridade intelectual. Assim como todos os que comentaram nesse post apenas expressei a minha opinião de cidadã livre. Um repúdio a esse direito é característica dos mesmos Estados ditatoriais citados acima. Para finalizar, eu não poderia deixar de responder ao comentário infantil sobre meu nome de usuário do Google. Três é o nome que decidi dar ao meu blog e consequentemente é o nome do meu usuário Google. Ao comentar é dada a oportunidade de escolher com qual perfil gostaríamos de fazê-lo. E eu não devo e jamais deverei ao senhor qualquer explicação sobre minhas escolhas.

Blog do Adolfo disse...

Cara Três,

no seu segundo comentário você escreve:

"Em momento algum afirmei qualquer superioridade intelectual.".

Contudo, em seu primeiro comentário você diz:
"Faltou só estudar um pouquinho mais sobre política externa e abrir mão do sensacionalismo leigo das massas."

logo depois você conclui:
"É por essas e outras que sou obrigada a ler essas sandices..."

ou seja, seu primeiro comentário esta em gritante contraste com afirmações que você faz no segundo.

Dessa maneira, talvez seja o momento de você fazer uma reflexão sobre seus comentários e notar que sua fala é contraditória.

Com carinho,
Adolfo

José Carneiro da Cunha disse...

Continuação...

“ Meu embasamento vem de declarações do Itamaraty, juntamente com diversas teorias de Relações Internacionais, de forma que qualquer cidadão poderia chegar à mesma conclusão que cheguei: de não defender a estratégia utilizada pelo Brasil para estreitar laços com o Irã, mas a de ser imparcial o suficiente para admitir que existem motivos por trás de toda decisão de Estado e que para entendê-los é necessário mais do que preconceito.”
Ah... então há alguma razão misteriosa e psicodélica?! Qual é a Teoria de Rel que prega a defesa da prisão política realizada por uma ditadura e a proteção de assassinos condenados segundo o devido processo legal? Vamos lá, se estudou cite qual autor defende isso! Ou não lembra que o governo que culpa Zapata por sua morte e diz que os outros estão presos por questões legais adequadas é O MESMO que tentou conceder asilo político à Cesare Battist, assassino processado e condenado na DEMOCRÁTICA Itália.
Questionar a lei Italiana está ok, já a cubana... ah... no caso da cubana há “complexos nuances secretos das relações internacionais”, quem é imparcial, é capaz de vê-los. Papo furado! É só picaretagem mesmos!
Qual autor conceituado em teoria política internacional diz que embargo a Honduras funciona, mas é ineficiente quando o caso é o Irã? Que retaliar os EUA está certo, mas que no caso do Sudão de nada adiantaria?

“Em momento algum afirmei qualquer superioridade intelectual. Assim como todos os que comentaram nesse post apenas expressei a minha opinião de cidadã livre.”
Não afirmou, mas insinuou. A prova está aqui: ““Faltou só estudar um pouquinho mais sobre política...”... por essas e outras que sou obrigada a ler essas sandices...”. Além disso, você, como mostrei acima, usou sua “opinião de cidadã livre” para pregar contra a liberdade de expressão.
“Assim como todos os que comentaram nesse post apenas expressei a minha opinião de cidadã livre. Um repúdio a esse direito é característica dos mesmos Estados ditatoriais citados acima.”
Verdade. Veja como seu direito foi respeito. Ambos os post que escreveu foram publicados. Você foi duramente criticada por mim, e como já fiz acima todas minhas acusações encontram respaldo em suas palavras, mas não lhe faltou espaço, e em momento algum sugeri que faltasse, para emitir sua opinião. Ou encontra algum pedido meu nesse sentido?
Se alguém repudiou esse tipo de direito foi você. Vejamos a prova:
“Como diria Carlos Ayres Britto: "A liberdade de expressão é a maior expressão da liberdade, porquanto o que quer que seja pode ser dito por quem quer que seja."
É por essas e outras que sou obrigada a ler essas sandices...”
“Essas e outas” faz, em seu texto, referência ao “A liberdade de expressão” do Ayres Britto. O que, combinado com o lamento “sou obrigada a ler essas sandices” é uma crítica à liberdade de expressão.
“Para finalizar, eu não poderia deixar de responder ao comentário infantil sobre meu nome de usuário do Google. Três é o nome que decidi dar ao meu blog e consequentemente é o nome do meu usuário Google. Ao comentar é dada a oportunidade de escolher com qual perfil gostaríamos de fazê-lo. E eu não devo e jamais deverei ao senhor qualquer explicação sobre minhas escolhas.’
Não sei se sabe, mas uma tal de Constituição diz que é livre a expressão de opinião, mas vedado o anonimato.

Att

José Carneiro

José Carneiro da Cunha disse...

Prezada Três
Vejamos seus novos argumentos (entre aspas você, sem, eu):
“Caro José Carneiro da Cunha,
Fico feliz pelo senhor ter me dado o direito de resposta.”
Não sou eu lhe dou direito de resposta, mas sim o Estado de Direito. Se quer agradecer alguém por isso, comece pelo Capitalismo de Mercado.
“Entretanto gostaria de mudar o tom do nosso debate. A internet é um ambiente livre, de livre opinião e de respeito mútuo. Ou pelo menos deveria ser.”
Concordo! No seu primeiro post você não emitiu nem opinião e nem demonstrou respeito. Apenas para lembrá-la, segue um trecho daquilo que escreveu: “Faltou só estudar um pouquinho mais sobre política... ... por essas e outras que sou obrigada a ler essas sandices...”
Ao menos em bom português, o “ por essas e outras” de seu texto faz referencia ao “liberdade de expressão” do comentário de Ayres Britto. Ou seja, em seu primeiro post você lamenta que haja liberdade de expressão no Brasil.
Lhe pergunto: Cadê, em suas palavras, o respeito mútuo que agora defende? O exercício prático daquilo que, segundo você, a internet deveria ser?
“O senhor me acusou de ser analfabeto (por sinal devo lembrar-lhe que escrevi “obrigadA” o que define o meu gênero, então o correto seria “analfabetA”) , de ser vigarista e mentirosa.”
Verdade!, mas li o seu apelido e, em português, caso não saiba, Três é masculino. “A Três” sem crase só pode ser Ménege à Trois.
““obrigadA” o que define o meu gênero, então o correto seria “analfabetA”) , de ser vigarista e mentirosa.” Estas acusações por si só me garantem o direito de exigir provas. Em qual momento fui uma dessas coisas?”
Quer as provas, vamos lá:
“...A internet é... ... livre opinião e de respeito mútuo”
“Faltou só estudar um pouquinho... ...sou obrigada a ler essas sandices...” “...abrir mão do sensacionalismo leigo das massas.”
Qual sensacionalismo leigo há no post do Adolfo? Você afirma que ele existe, mas não demonstra que ele realmente exista. Repudia, como já foi demonstrado, a liberdade de expressão, mas depois finge defendê-la e a chama de direito. O nome disso é vigarice intelectual! Os dois recortes anteriores também mostram que você prega e finge praticar algo que, de fato, não pratica. O nome disso é mentira!
Viu?! As poucas linhas que escreveu provam minha afirmação.



“Quando defendi a minha opinião ou quando fui contrária à sua?”
Qual opinião você defendeu? No seu primeiro post há apenas ataques pessoais e insinuações! CADÊ A OPNIÃO?!
“Sua mensagem foi de péssimo tom e não me sinto na obrigação de defender qualquer uma das suas acusações.”
O tom foi adequado aos seus argumentos. Quanto a defender minhas acusações, não se preocupe, eu as defendo sozinho. Já, caso quisesse dizer: defender-me de suas acusações, como pode ser visto acima, você acaba de prová-las.

continua...

Chutando a Lata disse...

A sua também é Adolfo. Que papo é esse de Com carinho.

Nilo disse...

Essa três é mais uma "imbecil" igual a um anônimo que comentou em alguns posts anteriores. Só tenho uma coisa a dizer: Se manda daqui comunista maldita!! E não ouse me rebater, pois oq queria te dizer ja foi dito, portanto não vou perder meu tempo te rebetendo como fiz com o outro imbecil!!!

Anônimo disse...

Três,

Na verdade, atualmente sinto vergonha de ser brasileiro. Algo a comentar?

J. Coelho

Anônimo disse...

Adolfo,

Se você vier morar na Espanha e escutar, ver e ler as burrices que o Rodriguez Zapatero faz e fala, você iria voltar ao Brasil pensando que o Lula não é tão ruim assim, depois de tudo. Não estou exagerando nada. É totalmente sério o comentário. José Luis Rodríguez Zapatero está na altura dos piores presidentes populistas da história de Amêrica Latina, tipo Hugo Chávez, Alan Garcia I, Jamil Mahuad, etc...Apenas não faz mais besteira porque a Espanha está na Europa e somos vigilados de perto.

Anônimo disse...

Tres, esses leitores daqui são assim mesmo, ñ aguentam opinião contrária. Minha teoria é que eles tem tanto medo de serem desmascarados, que outras idéias se mostrem mais coerentes, pois qdo são contrariados vem com uma metralhadora na mão. Se discutissem mostrando as ideias ainda ia, mas tentam vencer no grito com xingamentos. Ñ SE DEIXE INTIMIDAR! Adorei o seu discurso!

Nilo, usado as minhas palavras depois de falar tão mal de mim, docinho de coco! Na última discussão foi eu quem disse que não te responderia, e assim o fiz, até porque VC Ñ SABE ARGUMENTAR! já ouviu falar em apelou, perdeu?

Sr Carneiro, acredito que para o sr falte um pouco mais de interpretação de texto. A meu ver, ela não se contradiz qdo escreve sobre a liberdade de expressão, apenas conclui que por esse motivo ela lê estas coisas, e vcs, consequentemente, tem o direito de respondê-la, mesmo que grosseiramente(isso só mostra o grau de eduacação de cada um) Não há CONTRADIÇÃO e sim CONCLUSÃO. it’s different! No seu texto é que não pude concluir nada do que o sr disse. Leia-o novamente e diga-me se acha que escreveu coerentemente.

Adolfo, vc é, realmente, um cavalheiro, vc é quem mais poderia ter xingado, mas não o fez.
Ensina-lhes isso, sweetheart! Visto que são crianças e adoram ‘o mestre mandou’.
Não precisa xingar ninguém, isso só mostra o quão imaturos são vcs.

Que fique claro que: A cada um o direito de acreditar naquilo que mais lhe pareça conveniente!

*E não adianta mandar sair, procurar outro blog ou coisas do tipo, pois esse discurso está prá lá de repetitivo.

como eu não gosto de fazer intervenções sem comentar o que realmente deve ser comentado(q é sobre o post) digo, apesar de ñ precisar, que não penso da mesma forma. Simples assim!

**Essas são minhas primeiras e últimas palavras neste post. não percam o tempo de vcs me respondendo, quero dizer, xingando-me, como bem gostam de fazer, pois não replicarei.

Raquel disse...

Boa Professor...
Tambem me sinto extremamente envergonhada...
Sinto mais vergonha ainda pelo fato de que, a primeira vez que votei na vida eu o ajudei a ser presidente..rsrsr..
Mas tudo bem, nunca é tarde pra reconhecer os nossos erros...
Abraços...

Raquel!!!

Daniel Marchi disse...

Parabéns pela coragem Adolfo.
Estou com você em TODOS os parágrafos do texto.

José Carneiro da Cunha disse...

Mais um canalha! Vamos lá anônimo, vejamos se você é só outro vigarista escondido atrás do anonimato. Você entre aspas, eu sem:
“Tres, esses leitores daqui são assim mesmo, ñ aguentam opinião contrária.”
Já começa mal. Se isso fosse verdade, o que seu post faria aqui? Você confunde opinião contrária com necessidade de submissão. Primeiro, “a Três” não emitiu opinião alguma, além do lamento pela existência, no Brasil, de liberdade de expressão. Foi rebatida em todos os aspectos de sua fala e suas contradições claramente evidências, o nome disso é... debate livre. Agora é sua vez de ser rebatido!
“Minha teoria é que eles tem tanto medo de serem desmascarados, que outras idéias se mostrem mais coerentes, pois qdo são contrariados vem com uma metralhadora na mão. Se discutissem mostrando as ideias ainda ia, mas tentam vencer no grito com xingamentos. Ñ SE DEIXE INTIMIDAR! Adorei o seu discurso!”
Ah... entendo... essa é sua “teoria”. Ótimo! A minha era de que “a Três” era vigarista, eu PROVEI. Faça o mesmo! Aproveite a liberdade de expressão que “a Três” lamentou existir, e você pelo visto aplaudiu, e demonstre sua “teoria”. De quebra, respeite a tal da Constituição e diga seu nome. Vamos lá, MONTRE por A + B que está certo. Consegue? Eu já fiz isso.

“Nilo, usado as minhas palavras depois de falar tão mal de mim, docinho de coco! Na última discussão foi eu quem disse que não te responderia, e assim o fiz, até porque VC Ñ SABE ARGUMENTAR! já ouviu falar em apelou, perdeu?
Primeiro, não é “foi eu”, mas sim “fui eu”. Segundo, aqui você é tão livre que até pode declarar sua vontade de saborear o Nilo, talvez tenha sido algum efeito Paris. Terceiro, quer dizer que você utilizou um argumento que quando usado por outro é pelo fato do outro não saber argumentar... uhh... bastante lógico seu ponto.

“Sr Carneiro, acredito que para o sr falte um pouco mais de interpretação de texto. A meu ver, ela não se contradiz qdo escreve sobre a liberdade de expressão, apenas conclui que por esse motivo ela lê estas coisas, e vcs, consequentemente, tem o direito de respondê-la, mesmo que grosseiramente(isso só mostra o grau de eduacação de cada um) Não há CONTRADIÇÃO e sim CONCLUSÃO.”
Vejamos: Primeiro lamenta a existência de liberdade de expressão. Depois conclama seus direitos de cidadão livre. Primeiro ofende a ataca pessoalmente o Adolfo. Depois se diz ofendida quando atacada. Entendo... para você o nome disso é conclusão. Eu não concordo. Vejamos se o dicionário Houaiss corrobora minha conclusão:

(continua)

José Carneiro da Cunha disse...

(continuação)

Contradição:
“1 dito, procedimento ou atitude oposta ao que se dissera ou adotara anteriormente
Ex.: cair em c.
2 Derivação: por extensão de sentido.
falta de nexo ou de lógica; incoerência, discrepância
3 oposição às opiniões, ideias e sentimentos de outrem; objeção, desacordo
Ex.: a tendência à c. dificulta o relacionamento das pessoas
4 Rubrica: lógica.
no aristotelismo, relação de incompatibilidade entre dois termos ou juízos, sem qualquer dimensão intermediária ou sintética que os concilie
5 Rubrica: lógica.
relação de incompatibilidade entre dois termos em que a afirmação de um implica a negação do outro e vice-versa (p.ex.: vivo e morto)
5.1 Rubrica: lógica.
relação de incompatibilidade entre duas proposições que não podem ser simultaneamente verdadeiras nem simultaneamente falsas, por diferirem ao mesmo tempo em quantidade e qualidade (p.ex.: todos os homens são mortais e alguns homens não são mortais)”

Conclusão:
“1 ato ou efeito de concluir
2 ato, processo ou efeito de levar a termo; finalização, término
3 ensinamento que se extrai de um texto ou fato; moral
Ex.: a c. de uma fábula
4 última parte de uma obra literária ou musical
4.1 desfecho, epílogo, desenlace
Exs.: a c. de uma tragédia
a c. de uma trama
5 ponto de vista a que se chega a partir de dados da observação, do raciocínio, de discussão; ideia, tese
6 proposição que fecha um raciocínio e resulta de um processo dedutivo
7 Rubrica: lógica.
na lógica tradicional, terceira e última proposição de um silogismo, implicitamente contida nas duas premissas anteriores, e cuja verdade ou falsidade depende do caráter verdadeiro ou falso de tais premissas
8 Rubrica: lógica.
qualquer proposição que decorre necessária e logicamente, segundo regras operatórias implícitas ou explícitas, de enunciados anteriores”

Segundo a definição 8, “a Três” não concluiu nada, visto que, como mostrei, não há proposição necessária e lógica com base nas premissas que ela anteriormente assumiu. Mostre onde há erro no meu texto!
Mesmo que eu resolva ser bonzinho e fique apenas com as definições 1 e 2, o que ela fez foi uma conclusão contraditória, visto que o texto dela, conforme demonstrei, enquadra-se nas definições 1, 2, 4 e 5.

“it’s different!”

Verdade! E como você demonstrou, não sabia a diferença!

“No seu texto é que não pude concluir nada do que o sr disse. Leia-o novamente e diga-me se acha que escreveu coerentemente.”

Agora que você sabe a diferença entre contradição e conclusão, talvez seja capaz de entender meu texto. Caso contrário, REFUTE, será um prazer mostrar, novamente, que você não passa de um vigarista.

“Adolfo, vc é, realmente, um cavalheiro, vc é quem mais poderia ter xingado, mas não o fez.
Ensina-lhes isso, sweetheart! Visto que são crianças e adoram ‘o mestre mandou’.
Não precisa xingar ninguém, isso só mostra o quão imaturos são vcs.”

Não xinguei ninguém! Apenas chamei as coisas pelo que elas são. Por exemplo, você além de vigarista é vassalo. Começa o post com ataques ao blog e aos leitores. Antes que diga que foi só aos leitores, duvido que o “...“Minha teoria é que eles tem tanto medo de serem desmascarados...” também não seja direcionado ao Adolfo. No fim, reverência o autor do blog, trata o Adolfo como algo superior, exotérico, “O MESTRE” com seus seguidores. Errado! Ele não tem seguidores, tem pessoas que muitas vezes concordam e outras discordam dele, mas, diferente de você, ele sempre explica de maneira lógica e fundamentada seus pontos.
Meu nome está dado, visite meu lattes e verá que passo longe de ser criança. Agora, diferente de você, não creio que dar opinião seja falar qualquer besteira com ar de sabedoria e quando questionado, com o tom adequado para os que fazem isso, se fingir de ofendido para fugir do debate.

(Continua)

José Carneiro da Cunha disse...

(final)

“Que fique claro que: A cada um o direito de acreditar naquilo que mais lhe pareça conveniente!”

Meio verdade! Mas você adora quem lamenta a liberdade de expressão! Acabou de afirmar isso. Como acabou de aprender no Houaiss que o nome disso é contradição.
Sua afirmação seria totalmente verdade se tivesse utilizado o termo “verdade”, “correto” etc. O emprego do termo “conveniente” apenas demonstra que quando lhe chamo de vigarista não é xingamento, mas o emprego correto da língua. Conveniente: o que lhe convém; apropriado e oportuno; traz vantagem, útil, proveitoso; cômodo, favorável; decente, decoroso.

Bem, a última definição não tem sentido na sua frase, então sobram as primeiras. A amplitude ética da construção escolhida por você demonstra sua origem e crenças! Ou seja, sua frase aceita tudo. Desde o calhorda que muda suas crenças por dinheiro, mesmo que isso custe a vida de milhares, ao que, tal como Zapata, que não mudou suas crenças, morre por liberdade.
Agora percebo sua posição sobre o Lula. Nesse ponto devo admitir: você foi coerente!

“*E não adianta mandar sair, procurar outro blog ou coisas do tipo, pois esse discurso está prá lá de repetitivo.”

Eu não peço que sai, peço que fique, mas argumente. Demonstre a tal “teoria superior”, até agora só mostrou que não sabe o significado das palavras. Ou que sua ética não é lá... tão superior assim.

“como eu não gosto de fazer intervenções sem comentar o que realmente deve ser comentado(q é sobre o post) digo, apesar de ñ precisar, que não penso da mesma forma. Simples assim!”

Ooooooohhhhhhhhh!!!!! Que profundo, mas quanta coragem e lógica. Para um anônimo afirmar isso com tanta certeza num blog que escreve coisas contrárias ao que ele pensa, e publica suas “opiniões”, ... esse cara só pode ser.... só pode ser... dono de uma filosofia superior, algo lá sociológico...

Gostei da construção da frase! Você não gosta de intervir num debate sem contribuir, nesse caso acha que a única coisa que deve ser comentado é que o senhor, grande anônimo mestre do conhecimento, não pensa da mesma forma. Isso que é debate! Isso que é coerência! Agora você arrasou com todos aqueles que “ARGUMENTARAM”!, afinal, só saber que você discorda já é arrasador de mais para qualquer um. Se você discorda, pouco importam os motivos, o discordante é você! Para humanidade isso já devia ser o suficiente!

Nos poupe dessa imbecilidade! (Repare, não lhe xinguei, quando consultar o dicionário para ver se não distorci o significado das duas palavras que você não conhecia, veja também o significado de imbecil, verá que essa sua frase encaixa-se perfeitamente na definição).

“**Essas são minhas primeiras e últimas palavras neste post. não percam o tempo de vcs me respondendo, quero dizer, xingando-me, como bem gostam de fazer, pois não replicarei.”

Espero que não! Quando criança sempre gostei do João Bobo, agora vou me distrair com você. Só poderia postar com seu nome, como eu e as outras “crianças” fazemos. Ou você é maduro e sabido demais para se identificar?!

Abs

José Carneiro

Nilo disse...

Eita! O imbecil voltou!!! Usei suas palavras para ridicularizar uma outra "imbecil" como vc "canalha"! Já que vcs comunistas se julgam tão superiores que tem que ter a última palavra sempre(característica do totalitarismo) usei pra ver como é!! Sua capacidade de debater é tão grande que vc disse por várias vezes que não aceitamos opiniões contrárias, mas vc nem a outra "ordinária" deram nenhuma opinião aqui! Pela parte que me chama de criança, adorei, já que sintõ-me orgulhoso de ser uma criança que faz mestrado e tem um salário que 90% da população brasileira não tem! Como não sou educado como o Zé, xinguei mesmo, ja que pra mim é isso que vcs comunistas merecem! Pra finalizar repito, não me rebata seu "troxa", pois não vou te responder!!! Hahaha Panaca, ainda bem que vc está aqui para que possamos nos divertir!!!
Ps. Que negocio é esse de me saborear Zé (o "panaca" deve ser viado e vc ainda fala isso)

Diego disse...

Olha só o estrago que R$ 100,00 por mes fazem numa sociedade...

Tati Pietra disse...

Isso aqui não é nada além de Brasileiros.. Todos sentem vergonha do presidente e blábláblá, mas não percebem que o Brasil se encontra no lugar que está pq simplesmente todos querem ganhar as coisas no grito..
Serem superiores. ou até mesmo preconceituosos..

Tenham dó!
se é pra ser comentado, cada um comenta o que quer.

Ridículo, a discussão sobre saber mais do que o outro.

E outra, está claro, que após a "Três" ter afirmado ser uma mulher, o srs, vão tentar ridiculariza-la, pelo gênero que é.

(Já que "homens" que são, jamais vão se deixar ser contrariados por uma..)

Se há liberdade de expressão mesmo, deixe cada um (mulher, homem, "viado") se expressarem da maneira que quiserem!

e finalizando, eu estou do lado da "Três" sim, e cada um pensa o que quer, e nem todos são obrigados a concordarem com o que estão lendo!

Anônimo disse...

Putzzzzzzzzzzzz!! José Cunha q comentário enfadonho! Sério, sinto muitíssimo, mas ñ li seus comentários. seja mais objetivo! Aliás, o Adolfo pode ensinar isso ao senhor também. Chegaste a ler o último post dele? Deve ter sido escrito para o senhor, visto que trabalham juntos e se aqui o senhor consegue transformar um comentário em um texto tão pedante, cheio de citações de outro comentário imagina em uma reunião, deve repetir o que todos os participantes disseram antes do senhor. Ninguém deve ter lido esse comnt. Não EXISTE TEXTO RESPOSTA MAIS CHATO DO QUE AQUELE CHEIO DE CITAÇÕES. Acredita mesmo que precisava transcrever todo meu comentário para me responder? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Reescreva sem usar o CTRLc CRTLv que aí sim eu posso tentar lê-lo. Apresentação para mim é fundamental, e seu texto deixou em muito a desejar.

*eu intervir no post como várias pessoas fizeram,(foi a única parte do seu comentário q li, mesmo assim ñ li essa parte toda) apenas expondo que ñ concordo com ele. Uma opinião simples e coerente. Pelas tuas últimas respostas acho que não sabe o que é isso. Analisando bem, a tua primeira resposta, retirando a parte que o Sr discute c a Tres, apenas disse que o apoiava, uma resposta simples tbm. O que sr argumenta, isso eu posso dizer sem ler teus comentários, ñ é sobre o assunto do post em questão, mas sim as ideias de outros comentaristas. Eu faço isso, mas o Sr tbm faz, mas faz dizendo que não está fazendo. Releia-se! Já ouviu a expressão ‘encher lingüiça’? É a sua cara.

Anônimo disse...

Eu aplauso de pé o simples comentario do Diego. Olha e que estrago!!!

Edvaldo Frazão

Simone. disse...

Disse muito bem Tati! Não é porque eu leio o blog que eu sou obrigada a concordar com que o professor escreve. Diga-se de passagem, eu quase sempre discordo, mas mesmo assim sigo lendo. Não vejo problema algum nisso, mas parece que para outros discordar do que é apresentado aqui é uma falta gravíssima.

[Qdo tenho tempo leio inclusive os comentários. Estas discussões até que me divertem.]

Anônimo disse...

Você não leu, mas outros sim!, e já lhe têm como piada!
É que quando debato com uma MULA, e você até agora provou ser uma, tento ser o mais claro possível.
Como não leu, ou leu, mas não é capaz de responder (o mais provável), não percebeu que em momento algum eu “encho lingüiça”, mas rebato de maneira óbvia e objetiva TODAS AS SUAS COLOCAÇÕES. Mostro que é um vigarista.
Onde diz que trabalhamos juntos? Então nos conhece! O anonimato é só covardia!
É capaz de rebater algo?
È evidente que você não entendeu o novo post do Adolfo, apenas tenta manipular o que lá está escrito. Nova PROVA DE VIGARICE.
Apresentação?! Uma pessoa que escreve “foi eu”, “eu intervir no post”, abrevia palavras todo tempo etc, fala em apresentação!? Encontre outro argumento para fugir do debate. ESSE FOI RIDÍCULO!
Sei de suas limitações, apenas tentei ser claro. O texto não é resposta, mas uma refutação completa! Aliás, não escrevo para você ler, mas para te desmascarar.
Gente como você nunca debate, quando não tem espaço argumenta censura, se tem, diz que não quer. SEMPRE FOGE!
Você não “intervir como outros pessoas”! É visível que você é uma tão despreparada que nem sabe o que faz! Você fez um amplo questionamento dos outros, DESQUALIFICOU TODOS OS DEBATEDORES, Adolfo incluso, que tinham opinião diferente da sua, mas no fim não soube, na verdade creio que você não é capaz, demonstrar aquilo que afirmou.
Quando afirmei que você não sabia o significado de conclusão e contradição, provei. Prove quando diz que não sei a diferença de algo.
“ apenas disse que o apoiava, uma resposta simples tbm.”
Você não disse que ME apoiava, você disse que APOIAVA “a Três”. Não sabe nem aquilo que escreveu?!
“ O que sr argumenta, isso eu posso dizer sem ler teus comentários, ñ é sobre o assunto do post em questão, mas sim as ideias de outros comentaristas. Eu faço isso, mas o Sr tbm faz, mas faz dizendo que não está fazendo. Releia-se! Já ouviu a expressão ‘encher lingüiça’? É a sua cara.”
Entendo... na verdade não!, a frase está horrivelmente construída!, mesmo assim, vamos lá.
Sério que nos comentários eu comento outros comentários!? Onde afirmo não fazer isso? Isso é explícito nas minhas intervenções. Agora você se superou até quando o padrão é você!
A concordância não precisa ser explica!, ao menos no caso onde o autor já EXPLICOU os motivos de sua posição. Se concordei, os motivos também são meus. Já a discordância deve ser justificada! Aquele que discorda deve expor seus motivos e rebater as posições que são contrárias às suas. O NOME DISSO É DEBATE! Você é, evidentemente, incapaz de debater, por isso sempre encerra seus post (diga-se de passagem, vazios em contribuição), com a afirmação de que já disse tudo que queria e informa que se retira da conversa.

RESUMO para Analfabetos: Em ambos os textos mostro, com vasta evidência empírica, que você é uma vigarista, verdadeira anta. Entendeu? Ou preciso desenhar? No novo post fica claro que me conhece, e conhece o Adolfo, ou seja, o Anonimato é só covardia e nova prova de que é vigarista. Tem medo do debate direto, por isso se esconde no anonimato, mas burro do jeito que é, “logo logo” descubro...

José Carneiro da Cunha

José Carneiro da Cunha disse...

Prezadas Tati e Simone,

Onde há discussão sobre "saber mais que outro"?
Tati, quando acusa, PROVE! Fui irônico com a Três em virtude da maneira como ela definiu seu gênero.

Tati, sua acusação é grave! MOSTRE onde alguém aqui foi descriminada por mim em virtude do seu gênero?! NÂO DESCRIMINO NEM DOU TRATAMENTO ESPECIAL! É com base em afirmações como essa que qualifico alguém como vigarista ou não, ser vigarista não tem ligação com gênero. Conheço vários homens vigaristas, e várias mulheres também. Ou você crê que por ser mulher sua opinião não pode ser rebatida. Se não quer ser questionada, não comente, se comenta, agüente!

QUEM IMPEDIU ALGUÉM de se expressar? ONDE ESTÁ isso!? Todos falaram o que queriam, no caso de vocês apenas acusações sem prova, e a opinião foi publicada! Não foi? Agora, não querer ser retrucada, bem... aí vocês querem IMPOR a opinião de vocês. Visto que apoiaram o lamento da Três quanto à liberdade expressão, percebe-se como enxergam a questão.

Tati, no fim você tem razão. Ninguém é OBRIGADO a concordar com ninguém. Quando damos nossa opinião, ACEITAMOS ser questionados. Ou aceita isso, um custo da liberdade de expressão, ou você é incoerente quando afirma apreciá-la. O que você e a Simone querem é EXATAMENTE impor opinião, desejam um mundo onde podem falar o que quiserem e todos devem ouvir, os que concordam podem se manifestar, já os que discordam devem calar a boca! É esse mundo que você deseja?!
O mundo que vocês implicitamente defendem não convive com áreas como esta, onde comentários divergentes podem ser, e são, publicados e defendidos. Vocês querem um mundo de submissão!

Além do mais, fui bastante específico quanto aos pontos que me levaram a enquadrar a Três como vigarista. Alguém deseja refutá-los? O espaço está dado! Só gritaria não irá mudá-los. Então, por enquanto, ela ainda é vigarista e, dado o velho ditado, não há como esperar algo diferente de vocês.

Simone, ONDE se diz que ALGUÈM é obrigado a concordar comigo, com o Adolfo, com o Nilo etc? MOSTRE onde isso é ao menos insinuado! Sem isso, a frase de cima também se aplica a você.

Att

José Carneiro

Aline Amaral disse...

Cara Tati e Simone não concordo quando vc disse que está sendo ridicularizada neste blog, por ser mulher. Acho que não está conseguindo extrair da melhor forma os conceitos e opiniões aqui ditas.

E vc como mulher, não deveria usar de dal artífico do "sexo" para não aceitar o que lhe é dito. Em nenhum momento as mulheres teve suas opniões desrespeitadas.
Tem que se mostrar pelo que é, e se defender com sua opiniões, não pelo seu sexo.

Desta forma vc está nos deixando em um patamar abaixo! Vc mesmo está nos ridicularizando!

Anônimo disse...

Prezados,

Sempre fico entusiasmado com os comentários e as discursões que os post's do blog acabam gerando. No entanto, acredito que existe uma intolerância de alguns lados, onde nos quais uma opinião divergente (geralmente contrária ao pensamento liberal) acaba ocasionando diversos conflitos, que ao meu ver são bem desnecessários e ofensivos (isso de ambas partes). A análise crítica apresentada pelo queridíssimo professor Adolfo, sempre me surpreende, e me deixa mais encantado para aprofundar meus estudos na área. Mas acredito piamente que uma dose de respeito e a retirada das ofensas em nossos debates, traria bastante crescimento e aprofundamento nos temas ao invés de ocasionarmos essas intrigas. E como fazemos parte de uma elite intelectual, precisamos dar exemplo.


Lucas Cardoso dos Santos

Simone. disse...

Ou eu estou tendo sérios problemas para escrever ou são vcs que estão tendo sérios problemas para ler textos. Não que eu não tenha problemas com português, que eu sei que tenho. Concordei com a Tati em UM quesito e por isso reescrevi a parte do discurso dela que eu concordava, justamente, para não gerar mal-entendidos, mas parece que mesmo assim gerou. rs

Prof. Carneiro. DESCRIMINAR=DESCRIMINALIZAR≠ DISCRIMINAR!

Se ñ me engano, o Nilo já mandou muitos saírem daqui¹, NA MINHA SEMÂNTICA isso é sim dizer que se vc ñ concorda com os ‘mandamentos’ apresentados aqui deve sair e procurar algo que concorde em vez de ficar ‘gritando’. (ah, gritando foi vc quem usou. O engraçado que discordar é sinônimo de gritar para vc.)

Não adianta vc partir para a ignorância comigo. Ao que vc se presta? É um mestre, dê o exemplo!

Tenho a minha opinião, mas RESPEITO a opinião alheia. O prof Adolfo sabe que n vezes não concordo com o que ele escreve aqui, mas sabe que sou leitora assídua do blog. Eu discordar nunca foi problema para eu não ler! Eu não leio apenas o que condiz com meus ideais. Gosto de ver os dois lados, comparar e tirar as minhas conclusões.

Vc pode não concordar Carneiro, aí a semântica é sua, mas pelo jeito que rebate as pessoas aqui - veja bem, xingou-me de vigarista²! não parece condizer com quem quer opinião contrária. Isso assusta! A Tres se calou!qtos mais não se calaram? Apenas quero dar a minha opinião de discordante, não quero com isso ser alvejada com injúrias. Não é por não concordar que quero debater, e não debater não significa impor a minha opinião! Muito pelo contrário, para mim, significa que sei que tem opiniões contrárias às minhas, pois bem! Então não serei eu que irei convencê-los e, como me conheço, ninguém me convencerá, então não debato por respeitar a opinião dos outros, mesmo qdo essas divergem da minha. Depois alguém escreve sobre totalitarismo... Acha mesmo que essa não é uma forma de coerção? Se fosse uma discussão frente-a-frente vejo vcs com paus e pedras na mão e não nós. Pode não ser dessa forma que vc vê as coisas, é esse o grande problema, temos que ter cuidado ao escrever para não gerar duplo sentido. Não sou a única que tem enxergado os comentários de vcs dessa forma. Analise bem!

¹ ‘Só tenho uma coisa a dizer: Se manda daqui comunista maldita’(NILO; 12 de março de 2010 13:19)
² ‘Além do mais, (...) levaram a enquadrar a Três como vigarista(... )Então, por enquanto, ela ainda é vigarista(...)
Simone, ONDE se diz que ALGUÈM é obrigado a concordar comigo, com o Adolfo, com o Nilo etc? MOSTRE onde isso é ao menos insinuado! Sem isso, a frase de cima também se aplica a você.’
Vc pressupôs errado, te provei! Cuidado com preconceitos! (refiro-me a conceitos pré-concebidos) se bem que pouco m’importa esses pré-conceitos a meu respeito, não sou o tipo que s’importa com opiniões de desconhecidos sobre quem sou. Apenas acho que vc está tirando muitas conclusões precipitadas.

Obs: eu nem iria respondê-lo, não por querer impor a minha opinião, como vc disse.(vc ñ me conhece!) mas pelo simples fato de achar ridículo essas discussões (divirto-me, já disse.) mas há um limite, e qdo ele é ultrapassado fica um ar de imbecilidade e causa um certo desconforto, visto que frequentamos o mesmo lugar.

Lucas, queridíssimo, como vc escreve bem!! Quisera eu escrever dessa forma. Mas, meu amigo, essa elite que vc diz fazermos parte eu me ausento com todo prazer, há grupos que eu escolho não fazer parte. Mas isso vc já sabe. rs

Simone. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

kkkk...
prof. Carneiro, seus comentários possuem muito mais erros de sintaxe. Deve ser porque escreve mais que todos(o que não justifica), mas eu não seria capaz de apontar erros dos outros com ar de superioridade sem ver os meus. kkkkkk... ah o ego!

provando outra coisa que esqueci:
chamar de analfabeto, de mula e resumo para analfabetos. é clara evidencia, pelo menos para mim, de dizer saber mais. Vc escreve e parece se esquecer do que escreveu logo em seguida. kkkk...

Respeitosamente,
simone.

Anônimo disse...

O blog do Adolfo está se tornando uma barbárie. Compreensão errônea das opiniões, gentinha de baixo escalão, correção gramatical de gente que quer corrigir o outro. O mais engraçado é que ninguém aqui fez Letras/Português, até os professores de algumas disciplinas de Economia escrevem errado! rs

Só para informar aos desavisados: Lula não é analfabeto. Quem é formado em Letras, Pedagogia ou outras áreas da Licenciatura sabe definir muito bem o que é analfabetismo, pré-silábico, silábico-alfabético e alfabetizado. Fico aterrorizada qdo pessoas que não conhecem deste tipo de assunto chamam uma pessoa q apenas errou uma palavrinha de analfabeta, se for assim, o Adolfo é um, o Carneiro também e todos q postam neste blog, se vcs que estão numa universidade fossem isentos de erro, não seria necessário corrigir um trabalho de final de curso.
Já está se tornando uma insanidade isto aqui, agressão verbal, desrespeito.

Eu estava pensando! Será que este blog pode ser denunciado?

Eu não tenho vergonha de ser brasileira, tenho vergonha de quem desmerece a minha nação. Todos somos passíveis de erros, por isso a necessidade de fazer uma gestão política, analisar, revisar situações e fatos para resolver os problemas que toda e qualquer nação possui e requer solução. Se não o fizermos, pessoas q tanto se dizem inteligentes levarão o Brasil ao caos, assim como este blog.

Ester

Blog do Adolfo disse...

Cara Ester,

Infelizmente, para você, ainda existe liberdade no Brasil. Dessa maneira, você ainda não pode denunciar meu blog.


Este blog não conduz ao caos, pelo contrário, ele propõe uma saída dele. Fico feliz que você o tenha lido. Mas te faço uma advertência: cuidado, ler esse blog pode te tornar uma pessoa melhor. Pode te libertar de idéias equivocadas, pode te mostrar que existe sim salvação para nosso país. Mas tal salvação não acontecerá com pessoas batendo palmas para bandidos. Tal vitória só pode vir do trabalho duro e honesto (coisa que assusta muita gente).

Adolfo

Anônimo disse...

Ser extremista sim é ter a visão tapada, Sr Adolfo. Li o blog sim, pois me interesso por vários assuntos, não leio apenas o seu blog, mas tenho que ler tudo o que me interessa para saber como me opor a opiniões tão extremistas. No entanto, não aplaudo os comentários postados aqui, até pq não se referem às suas escritas, mas sim a picuinhas pessoais.


Ester

Nilo disse...

Quero deixar uma coisa bem clara aqui, nunca desrespeitei ninguém neste blog. Se voltarem ao post do reajuste das mensalidades escolares,que foi onde as ofensas começaram, verão que dei minha opinião e logo em seguida fui atacado cruelmente por um anônimo que sem emitir opinião alguma quis me desmerecer. Ao me defender, confesso que um pouco grosseiramente, fui atacado novamente por outro anônimo. A citação que a Simone se referiu de que mandei o comunista cair fora, foi mais um desabafo, já que não entro em blogs comunistas e fico atacando os outros como fizeram comigo aqui.
Esse ar de superioridade que alguns tem aqui é o que não concordo, as vezes não da pra se calar diante de tanta imbecilidade. Aos demais leitores não se preocupem com minhas grosserias, pois não agredi ninguém de graça. Leiam e tirem suas conclusões e aos incomodados com meus posts e os do Zé, repito, caiam fora!!!

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email