segunda-feira, 29 de março de 2010

Cadê o “Fora Lula” na Unb?

A Universidade de Brasília está em greve. Passei por lá e vi várias manifestações, só não vi o famoso “Fora Presidente” que caracterizava os movimentos comandados pelas esquerdas.

Interessante notar que nas épocas de Collor e FHC sempre havia um “Fora Collor” ou “Fora FHC”. De repente me dou conta de que nesses quase 8 anos de escândalos de corrupção não vi um único cartaz de “Fora Lula”. Escândalo do mensalão, devolução dos lutadores cubanos fugitivos de volta a Cuba, comparação de presos políticos com presos comuns, aproximação com ditadores, apoio ao programa nuclear do Irã e ao seu presidente (aquele que quer varres Israel do mapa), dossiê dos aloprados, caixa 2 de campanha, BANCOOP, campanha eleitoral ilegal. Como se vê escândalos não faltaram, onde estão as esquerdas com o popular slogan “Fora Presidente”?

Uma coisa eu admiro nos esquerdistas da UnB: eles estão dispostos a arriscar seus salários para não falar mal de Lula. Claro que alguém mais maldoso pode dizer que isso é apenas cegueira ideológica ou burrice mesmo.

Eu gosto da UnB, e portanto vou falar o que os professores e alunos da UnB não falam:
FORA LULA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Não deixa de ser irônico que os esquerdistas da UnB culpem sua situação atual devido ao Ministro do Planejamento do governo Lula, mas não culpam o chefe do Ministro (que aliás é do mesmo partido do presidente e que fez sua vida no sindicato dos bancários, sempre alinhado a CUT).

9 comentários:

Fábio Mayer disse...

Vai ver, isso tem relação com o dinheiro que este governo ditribui para ONG(s) e OSCIP(s)... tem centros acadêmicos mamando nas tetas governamentais.

Incrivel mas, os piores alunos, os que menos estudavam, os que mais causavam problemas, eram sempre os próceres dos centro acadêmicos nos meus tempos de faculdade. Isso não mudou mesmo... o que caracteriza MESMO um esquerdista brasileiro é isso: encostar-se em algum lugar para levar a vida nas cordas.

Augusto Freitas disse...

Boa, Fábio. A sua última frase foi perfeita. Não é de se admirar que quase toda a esquerda é do serviço público. Desnecessário dizer que servidor público nada produz.

Anônimo disse...

Fábio,

No meu tempo de aluno, o piores alunos dirigiam os CAs. No meu tempo de professor, os piores alunos dirigem os CAs.

Anônimo disse...

Adolfo,

Todos nós sabemos que os movimentos estudantis são dominados por uma esquerda-marxista que sonha em implantar a "ditadura do proletariado" no Brasil. O que mal sabem eles é que a "candidata do Lula" já fez um "acordão" com o sistema financeiro brasileiro para acabar com todos os controles de capitais que ainda existem na economia brasileira (o tal do projeto ômega). Aí eles servem de "massa de manobra" para os interesses de poder do PT. Não tenho dúvida de que o novo-desenvolvimentismo será representado nas eleições de 2010 por José Serra, não por Dilma.

Abs,

José Luis

Anônimo disse...

Fechamento imediato de todas as universidades federais e estaduais. Aabaríamos com as greves e om esses professores e alunos comunistas.

Anônimo disse...

Fábio

Sou doutorando em Economia da Unb, com publicação em períodicos, congressos nacionais e internacionais e 3 artigos aceito para publicação.
Sempre participei do movimento Estudantil, Diretorio acadêmico, Representante discente em todas as esferas da universidade, Departamento, Centro de Ciências Sociais e até no Cepe (orgão superior das universidades).

Tem outros casos de militantes esses da esquerda sim (muitos eram meus opositores e inimigos no movimento estudantil da UFSM entre os anos 2000-2003), mas todos fazendo doutorado em História, Filosofia, Agronomia e até fora do país.

Nem todos alunos que participam de movimento estudantil são folgados ou pior da classe, porém temos uma mente mais aberta ao diálogo.

Tive grandes vitórias na universidade uma marcante é a eleição direta para Reitor com peso iguais entre discente, docente e funcinários e a extensão ao auxílio estudantil, tipo jantar, almoço e café da manhã para todos alunos de pós-graduação bolsita ou não bolsista, bolsa transporte e a tão sonhada reforma na cada do estudante (no centro da cidade da UFSM)

Anderson Teixeira
doutorando Economia Unb

Anônimo disse...

Fora o Anderson, conversa de idiotas. Dão a entender que a grande maioria dos estudantes de universidades públicas é de esquerda. Como são de direita, se auto-intitulam burros ou incapazes de ter uma representação na universidade proporcional à parcela "de direita" da população. Falar que vai votar no Serra então, é a imbecilidade. Se quer ao menos fingir que procura "mudança, avanço, "novo-desenvolvimentismo"(!?)", ao menos vote em alguém completamente distante dos que representam a continuidade ou repetição de visões de governo. Lute por um azarão.

amauri disse...

Boa tarde
Li semana passada um artigo do Marco Elizio de Paiva mostrando como o Lula consegue ser inatingivel, quanto mais corrupção mais adesão ele consegue, o autor faz uma analogia interessante ao bispo Edir Macedo. Vale a pena conferir.

Anônimo disse...

eSSE LULA COMPRA TODO MUNDO. È IMPRESSIONAMTE, ATÉ OS CANDIDATOS TEMEM ESSE APEDEUTA. iMPOS ESSA CANDIDATA GOELA ABAIXO DO BRASILEIRO, DAQUELE MAL INFORMADO QUE NÃO TEM DISCERNIMENTO, COMPRADO COM UMA BOLSA ESMOLA.nO CENÁRIO INTERNACIONAL NÃO PASSA DO BOBO DA CORTE. È BUNDAÃO E NÃO APRENDEU QUE QUEM MANDA É O EUA.aLÉM DE TUDO É BURRO E ONIPPOTENTE E MANIQUEÍSTA.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email