domingo, 5 de setembro de 2010

O Genial Malandro

Há muito tempo atrás um comediante fez a seguinte piada durante uma entrevista de emprego: “Olhar o passado pra quê? Olhar currículo pra quê? Nós temos é que discutir minhas propostas para essa empresa!!!!”. Evidentemente o picareta nunca foi aceito para a vaga. Um malandro que ouvia a entrevista de emprego a contou para outro malandro, e de malandro em malandro essa idéia ganhou força não em entrevistas de emprego, mas em eleições para cargos públicos. Essa idéia cresceu tanto que hoje em dia é praticamente impossível se discutir sobre o passado de um candidato. Parece ser proibido perguntar o que o candidato já fez. Hoje é tudo na base do que ele irá fazer.

Quando era estudante de economia, me candidatei com uns amigos para o Centro Acadêmico. Nós vencemos a eleição com a seguinte proposta: “as mesmas de sempre”. Para a eleição presidencial acredito que a idéia central permanece válida: combater o crime, acabar com a fome, gerar prosperidade, etc. No final do dia, as propostas são quase sempre as de sempre. O que muda de candidato para candidato é sua honestidade e sua capacidade de cumprir suas promessas. E é justamente isso que parece ser proibido de se discutir no Brasil.

Essa idéia de discutir apenas propostas ajuda enormemente os picaretas, os bandidos, os vagabundos e os sem caráter. Não é a toa que ela é tão popular entre os políticos brasileiros. Além de se discutir propostas é vital que se discuta o passado de cada candidato. Assim, estivesse eu num debate com Dilma minha primeira pergunta seria “O que tem a dizer para as vítimas inocentes do grupo armado a qual a senhora fazia parte? A senhora pretende se desculpar por ter participado de um grupo que assassinou chefes de família inocentes?”. Por que será que é tão difícil fazer perguntas sobre o passado?

Quando eu cursava o doutorado tinha um colega que sempre dizia “vou fazer isso, vou fazer aquilo”. Até que um dia sugeriram a ele que parasse de falar no que iria fazer e começasse a fazer algo. Nunca mais vi esse colega, deve ter virado político.

7 comentários:

Felipe de Oliveira disse...

No caso da Dilma, não é apenas o passado que é assustador, mas a perspectiva futura. Dilma Rousseff, além de não ter capacidade administrativa nenhuma, é o arauto do setor mais raivoso e radical do PT - que se divide entre estes e os que usam a ideologia apenas como pretexto para se locupletar.

Se ela efetivamente ganhar as eleições presidenciais, e se a sociedade brasileira seguir em seu alto nível de leniência e covardia ante os fatos, teremos um futuro bastante tenebroso.

Anônimo disse...

Professor Adolfo,

Ao inves de ficar atacando o passado, a reputação da candidata Dilma, por que voce não fala das QUALIDADES do seu candidato SERRA e a maravilha que ele fez por São Paulo?

Quero ver se consegue...

Marcio disse...

Na minha opinião a coisa tá ficando Russa ! http://alemdozeitgeist.blogspot.com/2010/09/de-companheiro-camarada.html

Anônimo disse...

Off Topic:

Por que os EUA podem e o Brasil não?

Vejam:

http://mansueto.files.wordpress.com/2010/09/laura-tyson-nyt.pdf

D. disse...

O problema é que nem as propostas os candidatos estão debatendo hoje. No debate da Band, alguém fazia uma pergunta qualquer e a resposta era a mesma:

- Como você tratará _________ no seu governo?

- No meu governo, __________ será uma prioridade moral. Temos de nos unir e fazer com que a/o _________ no Brasil seja o que o povo merece. Tivemos grandes avanços nos últimos governos, mas no meu governo, iremos ainda mais longe, dando ao povo a/o ___________ que ele merece.

Fill the blanks.

Blog do Adolfo disse...

Caro Anonimo,

Eu nao ataco a reputacao de Dilma.

Por exemplo, dizer que eu sou professor nao eh atacar minha reputacao. Eh apenas um fato.

Dizer que Dilma participou de um grupo armado que MATOU inocentes eh um fato. Ideologia eh mascarar FATOS como se esses fossem opiniões pessoais.

Mas agora eh sua vez de responder: voce aceita que Dilma participou de grupos terroristas que mataram inocentes?

A verdade eh que eu aposto que você sequer eh capaz de reconhecer isso.

Adolfo

Chesterton disse...

A Racionalidade parece ofender profundamente algumas pessoas...

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email