sábado, 30 de outubro de 2010

Monteiro Lobato no Paredão

Dilma ainda não ganhou, mas já colocaram Monteiro Lobato no paredão!!!

Você ainda acredita que vai escapar??? Votar em Dilma é votar na ditadura.

Pobre Monteiro Lobato, pobre democracia brasileira. Vamos juntos dizer NÃO a ditadura, vamos juntos dar um basta nessa baderna que assola nosso país.

Domingo é Serra!!!

8 comentários:

Anônimo disse...

Adolfo, se vc acha correto as crianças lerem coisas do tipo: negra que parece uma macaca subindo em árvores...
Eles já deviam ter sido banidos da rede educacional! Já ouviu falar em bullying? Pois uma criança ao ler a representação do negro nos livros repetirá sem a menor preocupação e qdo for repreendida dirá: aprendi no livro. [olha o exemplo que o livro dará]

A leitura que vc está defendendo:
‘Pois cá comigo - disse Emília- só aturo estas histórias como estudos da ignorância e burrice do povo. Prazer, não sinto nenhum. Não são engraçadas, não têm humorismo. Parecem-me muito grosseiras e até bárbaras - coisa mesmo de negra beiçuda, como Tia Nastácia. Não gosto, não gosto, e não gosto!’
Dona Benta é culta, sábia, prudente, arrumada e branca. Tia Nastácia, é medrosa, supersticiosa, feia, "negra beiçuda”.
- Bem se vê que é preta e beiçuda ! Não tem a menor filosofia, esta diaba. Sina é o seu nariz, sabe? (disse Emilia)

Outras citações dele:
‘O choque da raça negra com a branca, quando a primeira, cujo índice de proliferação é maior, alcançar a raça branca e batê-la nas urnas, elegendo um presidente negro! Acontecem coisas tremendas, mas vence por fim a inteligência do branco.
‘Porem como efeito colateral esteriliza definitivamente o indivíduo. Assim ficariam livres desse povo’

Se mesmo assim vcs acham que o conselho fará errado se banir os livros...
compre os livros para os filhos de vcs. Desta forma eles terão uma imagem correta dos negros, não é verdade? Tanto vc qto SB e o De gustibus deviam pegar toda a obra do Lobato ler e dizer que não há representação racista, dessa forma sim, poderiam reclamar de algo. Pois foi isso q a SPIR fez e constatou o racismo presente na literatura Lobatiana.

Digo mais: foi a reclamação mais sem fundamento - p ñ dizer idiota - que eu li no blog de vcs. Decepção total! =0(

V.H. disse...

Mesmo não concordando com suas posturas economicas. Entre uma ditadura e uma democracia (ainda que não liberal e com forte presença estatal) fico com a democracia. E olha só essa:
http://brasiledesenvolvimento.wordpress.com/

Tem gente que ainda acredita que vai escapar..

Anônimo disse...

Prezado Adolfo,

Confesso que fiquei surpreso quando li a reportagem sobre a proibição do clássico de Monteiro Lobato nas escolas. Quando li a chamada no seu blog, achei que pudesse ser exagero. Agora estou estarrecido!!!! Esse fato abre uma avenida que pode ter uma evolução muito aterrorizante. O que vem depois? Pelo que temos visto em instituições como o BNDES, não me surpreenderia se, em alguns anos, livros de economia formalizada forem banidos do currículo das universidades públicas, e alguns professores com visão liberal forem colocados no freezer.

A mistura de arrogância, estupidez e ingenuidade que a nossa sociedade (e muitos colaboradores de comentários no seu blog) mostram acabam nos deixando mais pessimistas ainda. De certa forma, tenho medo desse excesso de prosperidade econômica que temos vistos nos últimos anos. Qualquer um que já tenha lido sobre a "maldição dos recursos naturais" começa a ficar alerta quando coisas como usar o dinheiro do Pré-Sal começam a serem ditas em excesso. O problema é que a maioria das pessoas com pensamento de esquerda (ou pseudo-esquerda, pois todos gostam de uma viagem para a França ou compras em NY, e todos almejam cargos de prestígio em um eventual Kremlim), têm algo de religiosidade irracional (e também cínica, quando argumentam que as irresponsabilidades dos adversários justificam as deles), de forma que qualquer tipo de argumentação lógica seja completamente inútil. Confesso que, para mim, resta apenas rezar para que o PMDB, talvez a última trincheira de resistência que sobrou antes de uma barbárie de autoritarismo total, consiga minimizar a tempestade de absolutismo que está se configurando.

Parabéns novamente pelo seu blog e acho que você deve continuar escrevendo sobre o que você queira (Economia ou não). Podemos não concordar com o que dizes, mas é legal ouvir e refletir. É para isso que acompanho o seu blog.

Abraços!

Anônimo disse...

Anônimo de 29 de outubro de 2010 21:35. Concordo que são aspectos até desagradáveis de se ler. Mas o problema não é esse. O problema é a censura. E pior, baseada na incapacidade dos professores de ensinar. É um absurdo. Já houve períodos no Brasil, onde até a Bíblia poderia ser considerada subversiva. Tanto quanto uma música de Vandré ou de Itamar Assumpção. Ou o Bondinho, Pasquim, Versus, Movimento. Até o Estadão. Se seguir-se a lógica utilizada, o que estará a salvo de censura? O asfalto? Pelé? Vidro fumê? Suecos? Não tem lógica alguma.

Anônimo disse...

Anônimo 31 de outubro de 2010 06:53. Não é censura. Os livros estão à venda nas livrarias, compre-os, leia-os e verifique se não há racismo. tire suas próprias conclusões! Mas pense bem, você é adulto – suponho - sabe que racismo existe e se ler algo e concluir como racismo não irá interiorizar como verdade - também suponho -, MAS UMA CRIANÇA NÃO TEM A COGNIÇÃO DESENVOLVIDA PARA FAZER O MESMO. O racismo, assim como o machismo, não é nato! A pessoa aprende a ser. Se der leituras que induz a uma visão pejorativa do negro a uma criança, ela assim o verá. O motivo da 'proibição' é essa.
Lembrando: é a visão pejorativa que classificou o livro como racista! Muito diferente de suas colocações/'lógicas' no final. Não se faça de idiota!

Anônimo disse...

Nossas crianças não merecem esta censura estúpida.

http://twitter.com/EmiliadeRabico

Anônimo disse...

Anônimo-31 de outubro de 2010 16:06. Pois bem, seguindo seu "fazendo-me de idiota": trata-se de censura pura e simples, sob a alegação de que os professores são incapazes de ensinar. E sendo mais "idiota" ainda. Quem se salvará de censura, seguindo o diapasão: o hamburguer com fritas? o filé à cavalo ou à Camões? ou a arma que produz terremotos? Nada justifica a censura. Se virem para prepara professores. Reduzam um pouco as assembléias e as greves. Se virem e coloquem professores preparados em sala de aulas.

Anônimo disse...

Fora a censura!!!

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email