terça-feira, 19 de abril de 2011

Cadê o Bom Senso?

Copa do mundo, olímpiadas, trem bala, Belo Monte.... estamos lascados.

Amigos, nosso país NÃO É RICO. Sei que, para muitos, é difícil acreditar. Sei que muitos acreditam que o governo não tem limites, que pode gastar quanto quiser. Mas que tal olharmos para a educação pública? Nos testes internacionais os alunos brasileiros estão entre os piores do mundo. Que tal olharmos para a saúde pública? Algum comentário sobre isso? E que tal as estradas?

Como um país de renda média quer tocar tantos grandes projetos ao mesmo tempo? Simplesmente não dá. Temos que ser minimamente sensatos: não há dinheiro no Brasil para tocar ao mesmo tempo os projetos listados acima. A rigor não deveríamos nem mesmo tentar um único deles, quanto mais os quatro ao mesmo tempo.

Observando o governo federal, parece que a megalomania dos anos 1970 (que já nos rendeu 30 anos de atraso econômico) está de volta. Não seria melhor investir esse dinheiro em educação, saúde, segurança pública e logística. Ou melhor ainda, não seria mais sensato diminuirmos a carga tributária no Brasil?

11 comentários:

Chutando a Lata disse...

O problema é que dinheiro não cai do céu. O ajuste sem dúvida cairá sobre os funcionarios públicos e o povão. Para piorar, os países que patrocinaram estes eventos espetaculosos estao discutindo o que fazer com seus estádios. O prejuízo é certo. O engraçado é que a turma daqui, diferentemente da de Chicago, votou a favor (Tudo indica que sim).Se eu pudesse ter votado, teria votado contra.

Anônimo disse...

E só falta depois de gastar tudo isso, a Argentina vir aqui e ganhar a Copa. Aí vai ser f...

Karyme disse...

Infelizmente aqui no Brasil, falar no óbvio ( diminuição da carga tributária) soa como uma blasfêmia.

A mentalidade do país ainda é muito retrógrada, e acha que tal medida iria arruniar o país de vez, quando na verdade, é a solução para que isso não aconteça.

rodrigo disse...

Claro Adolfo. O problema é que educação não ganha eleição. O que ganha é bolsa-família (compra de voto institucionalizada). Como o povão é ignorante, não vê que a vaca irá pro brejo logo depois que a galinha pousar. Quem vai pagar a conta da vaca? Quem paga o vôo de galinha (eu e vc). Tentar mudar isso tudo? Como? Ninguém vai te entender e achar seu discurso chato prá caramba (ir pra escola? quem precisa de escola com mesada todo mês?)

William dos Reis disse...

Pra quem vc acha que vai ficar a conta Adolfo?! Ah, e não podemos nos esquecer dos 10% para os garçons!
A propósito, hoje na CBN escutei um comentário interessante e que faz sentido... O entrevistado dizia que enquanto o setor público vai em uma direção, o privado está indo em outra completamente oposta. Existe hoje no Brasil duas correntes: uma com cenário positivo (claro, o público) e outra com cenário negativo (a realidade que estamos vendo, o privado).
De obras e boa vontade o Brasil está cheio!!!
William dos Reis

samuel disse...

Os projetos megalos do PT são um crime contra o País. A copa do mundo e as olimpíadas, o trem bala, sem falar dos caças franceses (ainda no forno) são um despropósito face aos recursos do país. O trem bala não existe nos EUA que acham ser este um gasto desnecessário para transportar pessoas. Na França ele é sustentado pelo turismo e ... dinheiro público. Idem na Alemanha. Os investimentos projetados irão pressionar o orçamento sem nenhum retorno para o PIB do país. A operação do trem bala é inviável economicamente. Quem irá pagar R$ 250,00 (ponha mais R$100,00 de subsídio estatal) para ir ao RJ se de avião paga R$70,00? Temos tráfico para justificar o trem bala?
Estes enormes investimentos (que não trarão retorno para o país) levarão o Brasil à falência.
Os petistas estão deslumbrados com a quantidade de dinheiro estrangeiro que aporta o país, perto de hum trilhão de reais. Esse dinheiro vai voltar para os seus países. E o que fazemos com ele enquanto esse dinheiro está aqui? Investimos em obras suntuárias. É a rota para explodir o país.
Talvez seja esse o objetivo do PT. Afinal eles são revolucionários depois de ladrões, obviamente.
Os militares investiram em projetos que aumentaram o PIB e a industrialização do país...

Mário B disse...

Foi dito: “Como um país de renda média quer tocar tantos grandes projetos ao mesmo tempo? Simplesmente não dá”.
Vamos a uma observação, um exemplo. Longa rodovia foi totalmente reconstruída e aberta há uns 3 meses. Já apresenta erosões e buracos que, diga-se a verdade, foram prontamente remendados. Quais as causas? Certamente, a camada de concreto é de ínfima espessura, o material utilizado é de ruim qualidade e a dosagem dos componentes inadequada.
Aí, fico pensando, qual o nível de qualidade das reformas dos aeroportos (objetivando a copa)? E passada a copa, subsistirão?

rodrigo disse...

Justamente por ser um país de baixa educação que seu povo aprova projetos desse tipo e vota nas mesmas figuras que os propõe.

Anônimo disse...

Eu tenho motivos para crer que o Brasil vai passar a maior vergonha da história nessa copa do mundo. A não ser que sigamos o exemplo do rock`n Rio, e transferimos esse evento para a Europa, a coisa vai ficar feia.

Anônimo disse...

E o que fazemos com ele enquanto esse dinheiro está aqui? Investimos em obras suntuárias. É a rota para explodir o país..

Com boa parte dele, gera-se inflação e a inflação ajuda no ajuste das contas públicas. Ao corroer o poder de compra da moeda, faz o ajuste perverso via salários.
Dawran Numida

Anônimo disse...

Meus caros,
Existe outro problema gravíssimo que ninguém está lembrando. Vocês lembram que, em 1986, a copa foi transferida da ColÔmbia para o México? Caso as obras não saiam, é possível que isto ocorra no Brasil também. Mas existe um problema maior. Caso isto ocorra, e como nós não participamos das eliminatórias, ISTO PODE IMPLICAR NA PRIMEIRA COPA DO MUNDO SEM O BRASIL!!!!!
Saudações

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email