segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Quantos são necessários para causar sua indignação?

Abaixo segue meu texto publicado no Amalgama.

A morte na semana passada, por greve de fome, de mais um preso político cubano, trouxe de volta a indignação contra a política externa do governo petista que comanda o Brasil. Wilman Villar Mendoza, preso político do governo ditatorial cubano, foi a mais recente vítima da ilha onde o sonho socialista se converteu em realidade.

Por mais triste que pareça essa tragédia, ela não foi forte o bastante para cancelar a viagem da presidente Dilma à Cuba. A presidenta, tão rigorosa quando o assunto é a Comissão da Verdade, parece relapsa quando a ditadura a ser criticada é de caráter socialista.

Por mais triste que pareça essa tragédia, ela não foi forte o bastante para ser estampada na capa dos principais veículos de comunicação brasileiros. Também não foi forte o bastante para provocar protestos de várias ONG’s que defendem os direitos humanos no Brasil. Também não foi forte o bastante para se espalhar na internet. Mas foi forte o bastante para mobilizar a tropa de choque da desinformação. Esses valentes, sempre no anonimato, espalham que 1) Wilman Villar Mendoza não era preso político; e 2) nem teria morrido de greve de fome. Mais alguns dias e eles dirão que Wilman Villar Mendoza nem preso estava....

A morte do preso político cubano Wilman Villar Mendoza é mais uma das inúmeras tragédias à qual a ditatura cubana submete sua população. Mas vamos, por um momento, nos abster dessa última tragédia: será que todas as violações aos Direitos Humanos que ocorrem diariamente em Cuba já não são suficientes para que o governo Brasileiro rompa relações diplomáticas com essa ditadura? O que mais falta para causar indignação aos nossos diplomatas? O que mais falta para causar indignação no governo Brasileiro? Qual é o número de vítimas necessário para que o governo brasileiro tome alguma atitude diplomática contra Cuba?

Eu NÃO apóio a política externa brasileira. Tenho vergonha de ver a presidente de meu país indo visitar, cheia de cortesias, uma ditadura sanguinária. Quantos mais terão que morrer, ou sofrer nas prisões cubanas, para que o Brasil finalmente condene Cuba por violações dos Direitos Humanos?

Um comentário:

Rafael Vilela disse...

O triste e saber que o governo brasileiro não irá condenar as ações em Cuba em quanto essas forem em nome do "sonho" socialista. O problema maior Adolfo e que nenhum País do mundo esta tomando nenhuma providencia mais seria sobre isso, parece que EUA e Europa acham que não fazendo nada vão aumentar a agonia de Cuba e provar que o socialismo não presta, parece que o povo Cubano está servindo de vitrine para o resto do mundo.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email