sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Duas perguntas aos militantes do PT


1) Quando o PT irá expulsar de seus quadros os condenados no STF no escândalo do mensalão, entre eles José Genoino e José Dirceu?

2) Não lhes incomoda ver o PT dando apoio a indivíduos condenados por FORMAÇÃO DE QUADRILHA e CORRUPÇÃO?

Tenho ouvido alguns eleitores do PT argumentarem que o partido é maior do que os réus condenados no mensalão. Que agora terão que reconstruir o partido...

Sempre no ensejo de ajudar, o Sachsida dá aqui uma dica aos petistas: se vocês são sérios, e tem vergonha na cara, expulsem os corruptos CONDENADOS PELO STF do PT.

Na verdade o PT já deu vários exemplos de que irá apoiar seus políticos condenados no mensalão.... bom, se você é eleitor do PT explique isso para sua consciência.

13 comentários:

Anônimo disse...

"Na verdade o PT já deu vários exemplos de que irá apoiar seus políticos condenados no mensalão.... bom, se você é eleitor do PT explique isso para sua consciência."

Impossível. Quem continuar votando no PT não tem consciência.

Anônimo disse...


Petista que se preze tem consciência?

Flávia Magalávia disse...

Owned.

Anônimo disse...

Petista que se preze tem consciencia?
Mais um comentário de um neo-liberal que se acha melhor que todo mundo e adora generalizar e desmerecer.

mauricio disse...

"o Sachsida dá aqui uma dica aos petistas: se vocês são sérios"


ora, Sachsida, se fossem sérios, não estariam no PT pra começo de conversa

Anônimo disse...

Faz parte do plano PT a inversão de valores.

Anônimo disse...

O neoliberalismo predomina nas economias
internas das nações e nas relações econômicas internacionais desde o final do século XX.
No Brasil, o neoliberalismo manifesta-se
a) no crescimento da concentração de riqueza.
b) na intensificação do desenvolvimento industrial.
c) no fortalecimento das organizações sindicais.
d) na diminuição da distância entre ricos e
pobres.
e) na socialização da produção agrícola.

Professor preciso de uma ajuda sua, eu marquei a opção B porque para mim pareçe ser a certa, e a professora disse que era a A, e ninguém concordou com ela, a maioria marcou a B. Qual a certa e pq?
Por favro se puder me ajudar ficaria muito grato

Bruno Furtado disse...

"Mais um comentário de um neo-liberal que se acha melhor que todo mundo e adora generalizar e desmerecer."

Mais um comentário de uma pessoa que utiliza o termo "neo-liberal" como uma espécie de insulto, muito embora não saiba o que ele significa.

Todas as alternativas estão erradas, e a pergunta é muito cretina.

Anônimo disse...

Sobre a questão:

A)Errado. A princípio as reformas poderiam tanto aumentar quanto reduzir a concentração de renda. Os dados mostra que do final do século XX para cá (período que a questão define como neoliberal) a concentração de renda diminuiu.

B)Errado. As reformas neoliberais de fato visavam intensificar o desenvolvimento, porém não via industrialização. O fortalecimento ou não da indústria depende de condições específicas de cada país. Os dados não mostram um crescimento relativo da indústria brasileira.

C)Errado. O fortalecimento dos sindicatos está relacionado a constituição de 1988 e ao papel dos sindicalistas no confronto com a ditadura, Lula é melhor exemplo deste fenômeno.

D)Pode ser. Como já disse os efeitos teóricos das reformas sobre a concentração de renda são dúbios. Como a questão faz referência ao Brasil e neste período ocorreu redução na concentração de renda é possível argumentar que as reformas reduziram a diferença entre a renda dos mais ricos e dos mais pobres.

E)Errado. As reformas neoliberais buscavam crescimento e melhora na vida das pessoas. A socialização da produção agrícola costuma gerar racionamento de comida e fome nos lugares onde foi tentada. Vide o exemplo da antiga URSS.

Roberto

Andre disse...

Esta ai uma otima oportunidade para a oposicao retomar uma campanha contra a legenda do PT...nao adianta bater em candidato, a populacao costuma se sensibilizar mais com pessoas do que com legendas...a grande oportunidade da oposicao eh associar o PT com a sua realidade...pois isso ja seria o suficiente para constranger o eleitor a votar no partido (como foi por muito tempo, antes do PT se reinventar como o partido que faz concessoes ideologicas para conseguir o poder)...a oposicao precisa focar nisso: a campanha tem que ser contra o PT.

Anônimo disse...

Obrigado pela Ajuda Roberto

Zecao disse...

Excelentes perguntas! Fora muitas outras ainda sem resposta, como quem foram os mandantes do assassinato de Celso Daniel ?

Aqui em BH, corre na boca miúda, que MArcos Valério gravou umas fitas contando mais podres do PT caso sumam do mapa c/ ele.

Anônimo disse...

Anônimo de 26 de outubro de 2012 20:19

A questão não tem muita lógica e nenhuma resposta, dentre as alternativas, não estariam corretas. Na realidade, ela tem a função de enaltecer a política do governo. Ou melhor, o mote "ideológico" de colocar o "neo-liberalismo" como o vilão, que concentra a riqueza e exclui os pobres.
Por isso a professora insistiu que a resposta correta seria a alternativa (a).

É uma questão "ideológica" e não sobre economia.

Mas, isso leva a algumas reflexões. Afinal o que é riqueza, no âmbito da questão?
O que houve no Brasil, considerando o período de 2003 a 2010, foi a intensificação de distribuição de recursos financeiros via bolsas e programas, para pessoas/famílias consideradas abaixo do nível de pobreza. Tais recursos são orçamentários, não são, assim, renda e nem riqueza.

Outro aspecto foi a desoneração e a isenção fiscal para setores da indústria e comércio. Isso pode ter gerado algum aumento do emprego nos referidos setores, ao que parece, bem menos no industrial. Isso também não é distribuição de riqueza ou de renda ou de riqueza.

O setor terciário passou a exibir performance maior do que a indústria. A demanda por mão-de-obra, pode ter favorecido aumento de salários no setor. O que também não é renda ou riqueza.

O setor agropecuário, sofreu forte incremento para exportar mais commodities vegetais e carnes. Os salários dos empregados no setor também podem ter subido. E isso tb. não é renda ou riqueza.

O salário mínimo passou a receber aumentos cada vez mais próximos da inflação. Hoje, o SM, é indexado à inflação e à variação do PIB. Isso é orçamentário e tb. não é renda ou riqueza.

Se pensar em termos conceituais de economia, essa questão não tem resposta.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email