sábado, 12 de janeiro de 2013

Resposta ao Leitor

Caros Amigos, esse blog não costuma responder aos leitores. Não por desinteresse, mas por escassez de tempo. Contudo, uma exceção deve ser aberta. Recebi a mensagem abaixo referente a meu post "Existe Violência Sistemática contra Homossexuais no Brasil?". Logo em seguida comento.

Sr Adolfo,

Seu argumento está equivocado. O assissinato de homossexuais a que o GGB se refere são crimes cometidos exclusivamente em função da orientação sexual da vítima, ou seja, ela foi assassinada por ser LGBT. Os homossexuais também sofrem crimes comuns (assaltos, roubos a mão armada, atropelamentos, etc) e fazem parte também das estatisticas dos 50mil. Nao se pode simplesmente afirmar que 0,7% dos homicidios tiveram homossexuais como vitimas, mas sim que esses 336 foram crimes motivados por ódio.

É isso que eu quero dizer:
http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/90310/A-palavra-dos-mortos.htm



Caro Leitor,

Li o texto do Deputado Jean Wyllys (link que você mencionou: http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/90310/A-palavra-dos-mortos.htm). Confesso que me surpreendeu o tom agressivo do mesmo. Para o nobre deputado quem não concorda com ele é limitado ou tem má. Segue um trecho do texto:

"Não repetirei aqui todos "argumentos" dessa gente – até porque seu preconceito ou má fé não precisa de mais espaço do que já tem! – mas vou destacar um que é recorrente: a estatística de 336 homicídios em 2012 motivados por homofobia (numa proporção de um homossexual morto a cada 26 horas) seria irrelevante já que, no mesmo período, a taxa de homicídios em geral é de mais 50 mil. Ora, os porta-vozes desse "argumento" se não agem de má fé são limitados mesmo. As estatísticas não dizem apenas que 336 homossexuais morreram ano passado. As estatísticas dizem que 336 homicídios motivados por homofobia foram perpetrados em 2012 (o que representa um aumento de 26% em relação a 2011). Ou seja, 336 seres humanos foram assassinados em decorrência de sua orientação sexual ou identidade de gênero; foram mortos apenas porque eram gays, lésbicas, travestis e transexuais ou em circunstâncias em que sua orientação sexual e/ou identidade de gênero contribuiu/contribuíram decisivamente para o homicídio. Esses crimes não podem, portanto, ser dissolvidos nas taxas de homicídios em geral cujas motivações não são a orientação sexual nem a identidade de gênero".

Bom, tive a curiosidade de pesquisar a metodologia da pesquisa realizada pelo Grupo Gay da Bahia. Infelizmente encontrei apenas os dados referentes ao ano de 2004 (e fiz uma copia do arquivo word em meu computador). E acontece que não existem indícios de que as vítimas tenham sido mortas por causa de sua orientação sexual.

Nas estatísticas entram vítimas que eram homossexuais assumidos, mas isso não quer dizer que o homicídio se deu por causa de sua orientação sexual. Um exemplo ilustra bem meu argumento. Na pesquisa do GGB o dado abaixo é classificado como vítima morta por ser homossexual:

(GO) – ?/?/2004 - DESCONHECIDA, 26, negra, foi morta por degolamento e esfaqueada, o corpo foi encontrado dentro da caçamba de lixo nua, enterrada como indigente, assassino desconhecido. (Fonte: AGLT/Go, ?-?-2004)


Não se sabe a data correta do homicídio. Não se sabe o nome da vítima. Não é possível saber a data correta da fonte. Não é possível saber sequer se a vítima era homossexual. Mas mesmo assim tal vítima é contabilizada como vítima de perseguição sexual.

Como disse antes, repito: TALVEZ esteja ocorrendo violência sistemática contra homossexuais. CONTUDO, com os dados disponíveis, não é possível fazer tal afirmação.

8 comentários:

Fernnnanda disse...

Sem ao menos o inquérito policial apontando a motivação do crime, as pesquisas dos grupos gays não têm qualquer valor.

Anônimo disse...

Adolfo, aguarde, este grupo (LGBT) é o próximo a entrar nas cotas do governo federal....

Anônimo disse...

Lies, damned lies, and statistics

http://en.wikipedia.org/wiki/Lies,_damned_lies,_and_statistics

amauri disse...

Bom dia Adolfo:
O assunto é muito complicado.
Voce já assistiu o video abaixo?
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=VIkKbHRTmVg
abs

Anônimo disse...

POisé caro Professor limitado

Vc agora vai sofrer o preconceito deles - burro grosseirão, homofobico - pq cometeu a atrocidade de usar o raciocinio num país de banguelas mentais.

Nem vamos entrar na questão de que muitos dos travestis mortos poderiam atuar na profissão mais perigosa do mundo, portanto, naturalmente mais sujeitos a sofrer violencia.

Se vc entrar nessa seara, será apedrejado, por mais que esteja correto.

Os fins justifciam os meios, vc pode roubar, matar ou mentir, só não pode ir contra o mote.

JV disse...

Recomendo o Janer Cristaldo de hoje.

Anônimo disse...

Esta discussão não vai evoluir nos termos que estão colocados. Sachsida está certo ao dizer que não se tem dados para comprovar a relação preconceito e homicídios. A razão é simples: os inquéritos feitos pela polícia no Brasil são inúteis como fonte para se pesquisar a sério o assunto. E processos judiciais também são precários porque qualquer um pode abrir processo no judiciário alegando qualquer coisa.
Agora, uma sociedade que quer se desenvolver tem que aprender a conviver com todas as minorias, respeitando os limites de cada um e jamais usando a violência contra com quem quer que seja.

Marlon disse...

Adolfo,

apesar do nome do blog, e de terem parado em 2011, olha isso:

http://homofobianaoexiste.wordpress.com/relatorios/

Nunca vi nenhum militante comentar sobre esse blog.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email