segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Obrigado Papa Bento XVI


O Sachsida nunca escondeu de ninguém que é fã do Papa Bento XVI.

Ao contrário dos inúmeros "analistas", que como de praxe nada entendem, o Sachsida sempre achou excelente a escolha do cardeal Joseph Ratzinger para ser o sucessor do papa Joao Paulo II.

Algumas posições do Papa Bento XVI sempre me empolgaram, entre elas sua luta contra o terrorismo.

Agora, mostrando serenidade e consciência das limitações humanas, ele anuncia sua renúncia ao cargo. Obrigado Papa Bento XVI.

6 comentários:

Pedro Erik disse...

Grande Adolfo,

Para mim, Bento XVI é o melhor Papa que vi durante a minha vida.

Adoro seus livros e suas encíclicas.

Ele é um gênio e entende perfeitamente as dificuldades modernas (terrorismo, casamento gay, aborto). Ele atacou o que chamou de ditadura do relativismo do mundo moderno.

Recentemente falei no meu blog (http://thyselfolord.blogspot.com.br/2012/11/papa-bento-xvi-e-as-religioes-malignas.html) que ele incluisve reconheceu o erro de Vaticano II ao não destacar as religiões malígnas.

Abraço,
Pedro Erik

nilo disse...

Um Papa que não teve medo de de reforçar as posições da minha Igreja Católica, mesmo com a pressão dos que não são católicos pela rendição de sua doutrina!

Dawran Numida disse...

Dificilmente o novo Papa seguirá outra doutrina.
A Igreja Católica deverá seguir como sempre esteve e seguiu.
O máximo que aconteceria seria uma maior propensão ao diálogo em defesa de suas teses e fé, do que passar a aceitar pressões sobre aspectos aos quais sempre bateu contra.
Se fosse citar uma mudança benéfica seria a de estabelecer a obrigatoriedade do celibato aos padres.

Anônimo disse...

Conservador demais como todos os Papas, estranho um liberal estar defendendo ele assim

Eek! disse...

Qualquer papa que não tiver como prioridade acabar com os escândalos de pedofilia que assolam a Igreja no mundo todo deixa de ser um bom papa para ser apenas um defensor corporativista de seus colegas, como acontece no Congresso, nos sindicatos, nos partidos políticos. Curioso que todos esses recebem críticas aqui nesse blog, mas a Igreja não.

Respeito muito a fé das pessoas,a religiosidade, qualquer que seja ela, mesmo sendo eu ateu. O que não posso respeitar é a proteção de criminosos que cometem abusos contra crianças indefesas, o silêncio do papa e de seus seguidores quanto a esse tema. O papa pode não ter encostado a mão em nenhuma criança em toda a sua vida, mas como representante máximo da Igreja tem a obrigação de denunciar e acabar com isso.

Dawran Numida disse...

Retificando um erro no comentário que fiz em 13 de fevereiro de 2013 11:31.

Saiu: "Se fosse citar uma mudança benéfica seria a de estabelecer a obrigatoriedade do celibato aos padres".

Era para ser: "Se fosse citar uma mudança benéfica seria a de NÃO estabelecer a obrigatoriedade do celibato aos padres".

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email