terça-feira, 19 de março de 2013

Qual o maior problema de LONGO PRAZO do Brasil?


Nova enquete no canto superior direito da página: Qual o maior problema de longo prazo da economia brasileira?

Qual você considera o maior problema de longo prazo do Brasil?

1) Carga Tributária: inclui-se aqui não somente a elevada carga tributária brasileira, mas também a péssima estrutura tributária do país. Misture isso com nossas confusas, e aparentemente infindáveis, leis tributárias. Some-se a isso o caos federativo envolvido na divisão tributária entre União, Estados e Municípios.

2) Leis Trabalhistas: inclui-se aqui não somente o conjunto gigantesco de leis trabalhistas, mas toda a estrutura judiciária necessária para tornar isso possível, tais como os tribunais e juizes dedicados apenas a isso.

3) Instabilidade das regras: inclui-se aqui o total desrespeito as regras estabelecidas. Entre elas podemos citar a falta de respeito a contratos, a constante violação do direito de propriedade, as recorrentes intervenções estatais no setor privado (seja aprovando novas leis, seja escolhendo setores para receberem subsídio público), a promulgação diária de novas leis que interferem na esfera privada do cidadão comum, entre outros atos.

4) Tamanho do Estado: inclui-se aqui a gigantesca estrutura e tamanho do Estado brasileiro, seja sendo ineficiente em combater o crime, seja sendo medíocre em providenciar educação e saúde. Enfim, não só o tamanho do Estado mas sua aparente infinita habilidade de ser ineficiente em praticamente todos os serviços que estão sob sua responsabilidade. Também incluí-se aqui o enfraquecimento (e desmoralização) das instituições.

Desnecessário dizer que uma série de outros problemas gigantescos ficaram de fora dessa lista: previdência, envelhecimento da população (problema demográfico), segurança (50 mil homicidios por ano), falta de abertura econômica, etc. Por aí pode-se ter uma idéia do que o futuro nos reserva.

18 comentários:

Unknown disse...

Vc se esqueceu do maior problema de todos:
AKB - Associação Keynesiana Brasileira


esse sim é um problema sério

Anônimo disse...

"Vc se esqueceu do maior problema de todos:
AKB - Associação Keynesiana Brasileira


esse sim é um problema sério"

Assino embaixo.

Gustavo disse...

O maior problema de longo prazo do Brasil é o brasileiro.

Anônimo disse...

Faltou todas as anteriores.

Careca disse...

Eu incluiria infra-estrutura. A maior safra de grãos da história morre no porto, etc.

Anônimo disse...

Não sei qual o maior, eu sei qual é o menor, que são as leis trabalhistas, que inclusive é o menos votado disparado, é óbvio que o país primeiro tem que ter estrutura e uma forte iniciativa privada primeiro, e diminuição do Estado, assim consequentemente o cenário trabalhista do país vai mudar totalmente, mas o Adolfo gosta de perseguir os trabalhadores de uma forma que ninguém entende.

Adolfo Sachsida disse...

Caro Anonimo,

Eu tento proteger os trabalhadores com meus artigos e acoes.

Mesmo voce nao entendendo, espero que isso te estimule a estudar mais e aprender. As leis trabalhistas PIORAM a situacao do trabalhador. Um dia voce entendera isso...

Anônimo disse...

Adolfo isso serve para o SEU caso, mas a forma como voçe pensa não se aplica a todo mundo. É só olhar o resultado da enquete. Não é porque isso se aplica a voçe que voce ira generalizar isso a todos. Algumas pessoas se estressam fácil, mesmo fazendo o que gostam, outras já gostam de trabalhar muito, que parece ser o seu caso, ou voce irá ignorar tudo que a falta das leis trabalhistas ja trouxe, doenças por excesso de estresse em países desenvolvidos onde não há o mínimo de leis trabalhistas como Japão, EUA, como depressão, obesidade(sim tem a ver com estresse e falta de tempo), doenças do coração e afins.
Se voce quiser trabalhar 12, 14 horas por dia de segunda a segunda problema é seu, mas não se ache no direito de querer influenciar na vida dos outros porque esse modelo de vida se aplica a voçe. Os outros tópicos sim são bem mais importantes pois melhoraria a vida de todos e estruturaria mais o país, além do crescimento óbvio.

Luiz Augusto Negro Dutra disse...

Em um paradigma geral no ambito do direito material a legislacao trabalhista e abrangente e equilibra as relacoes empregaticias.Entretanto a questao muda completamente quando da aplicacao desta legislacao ao processo
onde o Judiciario do Trabalho promulga seu proprio entedimento legislando atraves de sumulas e jurisprudencias que muitas vezes mudam por completo o teor do que originalmente versava na lei. Abraco do seu amigo Luiz Augusto

Chutando a Lata disse...

Meu preclaro amigo, o maior problema do Brasil são os brasileiros. O problema a resolver é saber, na classificação por classes, quem é mais canalha. Por enquanto, aposto em primeirissimo lugar na zelite. O povinho vem logo abaixo. A classe média criada no serviço público disputa a segunda posição malandramente. Por aí vai.

Anônimo disse...

As leis trabalhistas sao um problema no Brasil sim. Alto custo para empregar e dificuldade para demitir sao razoes para o alto nivel de empregos informais. Se a produtividade subir com estas leis a situacao do emprego pioria na sociedade. Tem que flexibilizar e baixar custo de emprego.

Defender as leis trabalhistas atuais eh ser contra os pobres.

Lucas Dayrell de Almeida disse...

Se a classe média é criada no serviço público a menor culpa é de quem estudou para entrar la, e se o nosso país não oferece uma educação decente e liberdade à iniciativa privada, principalmente pela burocracia e altos impostos, fica dificil o setor privado atrair mais do que o público, ora bolas, eu prefiro no cenário atual estudar pra concurso e ter minha vida estável do que fazer um curso superior e ficar com o diploma na mão se espaço no mercado, por isso que eu digo, a partir do momento que o país se estruturar e a iniciativa privada for forte, as pessoas se sentirão atraídas por essa área, e aos poucos as leis trabalhistas podem ser flexibilizadas.

samuel disse...

Adolfo. Sobre o tema copio meu comentário feito ao http://www.brazilianbubble.com : O comentarista apontou o cerne da questão INVESTIR NO BRASIL. We are a rich country com território, minerais, população. Porque não oferecemos oportunidade de investimento? Resposta: As leis. O pensamento cultural que geraram as leis. O pensamento estatizante. A burocracia onipotente. A justiça burocrática. As leis sociais e do trabalho.
Só para tomar um dos seus itens: “lets build private schools to monetize on the poor federal services” Tente fazê-lo. Após enveredar por um tortuoso caminho burocrático e se tornar operacional, parabéns! V se converteu em pasto para a burocracia brasileira. Para V tirar a sua parte V tem de agir como bandido. Pagar suborno, ocultar resultados, transferir ilegalmente, sujeito ainda a um juiz lá dos confins do Matogrosso decretar a sua prisão! É para isso que V está investindo PARA SERVIR DE PASTO à concupiscência e/ou à vaidade de um burocrata.
Suponha que V sobreviva a isso. Moral e financeiramente. V então entra em um Banco Brasileiro. As maiores taxas de serviços do mundo. Incrivelmente altas se V comparadas com o salário mínimo vigente. E se V usar o dinheiro do Banco a taxas de juros de 200%aa.?

Anônimo disse...

Todos os anteriores.

Mas o maior problema brasileiro não é econômico, mas de ordem moral e espiritual: o ódio ao conhecimento e à verdade!

Anônimo disse...

Muito interessante a sua pesquisa. Confesso que fiquei muito indeciso entre Tamanho do Estado e a instabilidade das leis, das regras. Os dois são pesadíssimos.

Anônimo disse...

O maioproblema do Brasil é ter sido descoberto há 500 e poucos anos atrás. Estava tido muito bom por aqui, todo mundo pelado, fazendo o que a natureza manda, curtindo preguiça, lombra, sombra, água fresca, larica... Aí veio o homem branco português e estragou tudo.

Diego C disse...

Acho que o 1 depende do 4. Entao, 4.

A carga tributária chegou a esse nível por conta do tamanho do Estado. Assim, uma reforma no tamanho e eficiência do Estado deve preceder ou, de preferência, ser paralelo à reforma tributária. Do contrário, o desequilíbrio fiscal resultante comprometeria o longo prazo do mesmo jeito. Acredito que essa reforma fiscal completa (1+4) é o maior desafio do Brasil, já que possui o mais alto custo político das opções e a maior relação direta ou indireta com outros problemas (crescimento, inflação, taxa de juros, dívida pública etc)

Mas estou escolhendo entre essas opções, acredito que o maior problema do Brasil seja a cultura patrimonialista, nacionalista e populista que precede tudo isso.

João Melo disse...

Caro Adolfo,

Votei no tamanho do estado, apesar de entender que lamentavelmente o pior mesmo é o resultado do que a ausência do poder público provoca na sociedade.
Discordo do colega que votou que o maior problema é a AKB. O que precisamos é de um Estado que funcione.
Abraço a todos.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email