sábado, 22 de junho de 2013

Dilma descobre que esta rodeada de incompetentes, ou O Horroroso Discurso da PresidentA

Dilma esta descobrindo da pior maneira possível que esta cercada de incompetentes. Culpa dela mesmo que escolheu mal, e de sua personalidade que afasta os que não são chegados a serem ofendidos por crises de mau humor. O discurso de hoje entra para a história como um dos piores num dos momentos mais delicados de nossa história.

Dilma precisava mostrar ação, convicção, e sobretudo mostrar que está no comando. Não fez nada disso. Verdade seja dita, quem escreveu o discurso ficou devendo. Vamos aos pontos:

1) Dilma diz que vai conversar com os "movimentos". Muito bem, quais deles? Ela vai conversar com o Movimento Passe Livre? Aquele que dizia que não era apenas por R$ 0,20, mas que depois disse que era exatamente apenas pela redução da tarifa? Conversar com eles para que? Eles já disseram que estão satisfeitos. Então repito irá conversar com quais movimentos? Vai conversar com os liberais? Com os Fora Feliciano? Com os Fora Renan? Com os Fora Dilma? Tinha um pessoal na manifestação com a seguinte bandeira: "Patricinha também protesta", é com eles que Dilma irá conversar? Resumindo, proposta vazia e que irá chamar para o Planalto os mesmos movimentos esquerdistas que sempre lá estiveram.

2) Dilma diz que vai usar todos os recursos do petróleo na educação. Que recursos???? A Petrobras está indo a falência em decorrência do péssimo gerenciamento petista. Que recurso é esse presidenta? Aliás, a presidenta já combinou isso com o Congresso (onde o governo não consegue aprovar nem redução em conta de luz)? Qual é volume desses recursos?

3) Dilma diz que não desperdiçou recursos públicos na construção dos estádios, que esse dinheiro irá voltar para os cofres públicos. MENTIRA DESLAVADA (nesse momento, as pessoas que ouviam o discurso no CEUB vaiaram).

4) Dilma diz que o Brasil participou de todas as copas. E DAÍ???? O que isso tem a ver?

5) Dilma diz que é contra manifestações violentas. Não deixa de ser irônico alguém que participou de grupos terroristas dizer ser contra a violência.

6) Dilma diz que devemos receber bem os convidados estrangeiros. Uma declaração tremendamente infeliz. A invasão do hotel da FIFA foi um evento isolado. Um conselheiro sensato diria para a presidenta encher de policiais o hotel da FIFA e deixar esse assunto de lado. Pra que dar idéias a manifestantes que estão na rua???

7) Dilma diz que irá rediscutir a questão de movimentação urbana. Promessa vazia, vai de nada a lugar nenhum, e o que é pior: nao quer dizer absolutamente nada.

8) Dilma clama por uma reforma política. A presidenta tem a maior maioria de que se tem notícia na história democrática de nosso país. O que a impediu de fazer a reforma política nos primeiros dois anos de seu governo?

9) Dilma diz que quer aproveitar essa "onda" de maneira produtiva para discutir questões importantes. Claro, será um prazer. Que tal discutirmos a reforma tributária? Ou a redução dos gastos públicos? Ou uma redução na burocracia? De novo, o que impediu a presidenta de agir antes?

10) Dilma propôs importar médicos. Quem é o doido que escreveu esse discurso???? A vaia no CEUB apareceu na hora!!! É evidente que o governo se refere aos médicos cubanos, mal treinados e com um esquema de pagamento que pode ser enquadrado como trabalho escravo. As ruas em polvorosa e a presidenta traz para mesa de discussão um assunto super mal-resolvido. Será que não há um único assessor sóbrio no Planalto??? Nada contra a imigração de trabalhadores qualificados, mas é evidente que esse não é o momento dessa discussão.

11) Qual proposta concreta Dilma fez? NENHUMA, ZERO.

12) A presidenta assumiu algum erro? ZERO, NENHUM.

13) A presidenta demitiu alguém? Promoveu alguma mudança? NADA!!!!

Em momentos de crise os grandes líderes aparecem, não foi o que ocorreu com nossa presidenta. Discurso vazio, sem nada de concreto. Típico de quem não tem a menor noçao do que deve ser feito.

6 comentários:

Anônimo disse...

Adolfo, outra coisa que me chamou a atenção: ela lembrou da Lei de Acesso à Informação, mas "esqueceu"de dizer que seu gabinete tornou os dados de suas viagens internacionais sigilosos após a Folha mostrar o quanto foi gasto na viagem para dar parabéns ao novo Papa.

Papinho vazio demais!

PlinioMarcosMR disse...

Prezados,
Apresento o documento “O Gigante Sonâmbulo continua Adormecido”, http://pt.scribd.com/doc/149297061/O-Gigante-Sonambulo-continua-Ado... , onde estamos, mais uma vez, expondo nossa preocupação relacionadas aos meios utilizados para se reivindicar, em alguns casos, o “céu de brigadeiro”...
Quando então reafirmo que nenhum movimento que tenha infiltrado, que permita ter infiltrado, baderneiros, principalmente, quando consegue afastar os sindicalistas, a imprensa e os partidos políticos, é legítimo, quando então ressalto, que a mobilização enquanto significativa, é de participação insignificante frente ao potencial que poderia ter.
Alguns, que não Eu, entendem, que a conquista do Plano Real, paga unicamente pelos Assalariados Brasileiros, uma vez que, tiveram seus salários convertidos à média aritmética de 12 meses, com variação de até 80% em um mês, pode ser colocada em risco, de tal forma, se verificarem infrutíferas todos os esforços feitos até aqui...
Abraços,
Plinio Marcos

Anônimo disse...

A pior de todas foi dizer que os gastos dos estádios foram financiamentos e que o dinheiro irá voltar. O empréstimo foi feito por entes públicos, principalmente estados!!!! Ou seja, o gasto de fato foi público! O engraçado é que a imprensa não conseguiu notar isso. Esse é o ponto mais importante a ser criticado: ela tentou mandar um Cincinnati maneuver!

Theobra disse...

Quanto aos comentários do Adolfo Sashida: bateu o recorde mundial de sofismas por linhas quadradas. 1) Quanto aos líderes, se não os há, se não querem assumir nenhuma responsabilidade política pelos atos que conduziram, paciência. Mas o principal é que ela chamou ou poderes constituídos para o diálogo. Fez bem, fez muito bem. A relação entre ausencia de diálogo do chefe do executivo com os outros poderes e crise institucional posterior é recorrente na história brasileira: Vargas, Jango, Collor cairam por falta de diálogo institucional. Quanto aos demais ( Feliciano...), o Sachida, apelou para um recurso retórico: reducionismo. 2) Petrobrás falir. Embora passando por um momento de crise, o risco de sua falência é muito pequeno, até porque é uma empresa estatal, que pode ser capitalizada pelo governo (não vou discutir o mérito se é bom ou ruim a utilização dos recursos públicos para capitalizar a empresas estatais. Estou discutindo o fato: falência da Petrobrás). 3) Dilma fala à nação em um momento de crise institucional (só se quiser negar a minha hipótese de crise, o que não parece muito viável). Ele tinha que convencer. Claro, o endereçado aqui não fui eu nem o Sachida. 4) Trecho do discurso meramente expletivo: poderia ser dispensado que não faria falta. 5) Nenhuma relação entre os momentos históricos. É como se diz: forçou a barra. 6) Confundiu alhos com bugalhos, causa e efeito. Dilma falou em relação ao tempo futuro com base no que aconteceu no passado. Sashida se refere só ao passado. 7) Impossível contraditar diante de uma argumentação "religiosa". 8) Não o fez exatamente por que a maioria, a base, acalantada por Sashida, não é tão fiel assim. Problemas do sistema político brasileiro que não se pode atribuir exclusivamente à presidente. 9) Querer que a presidente discuta em 10 minutos sobre a reforma tributária, redução dos gastos e da burocracia é no mínimo inocência. 10) Ela não falou em médicos cubanos.Falou em médicos estrangeiros. Reducionismo do todo à parte. Aliás, importar médicos é ótima idéia: quanto custa formar um médico no Brasil em termos de dinheiro e tempo? Demandam muito. Ora, cortam-se etapas. A carência de médicos é um típico problema de falha de mercado. Ninguém deseja ir para as áreas mais carentes, no norte e nordeste. É barato para o país que recebe os médicos. Aqui vai uma regra de bolso. A migração de profissional estrangeiro mais qualificado do que a mão de obra doméstica tende a melhorar o estoque de capital humano médio do país recebedor. 11), 12) e 13) sem comentários. Argumentos com base em dogmas.

Anônimo disse...

Ô coxinha, vc não vai derrubar o discurso da Dilma somente dizendo que tudo é mentira. Apresente dados, mesmo que sua platéia não esteja acostumado com números e raciocíonio. abraços!

Anônimo disse...

É duro, num momento crítico desses ainda me aparecem um Theobra e um PlinioMarcos para querer defender a mais alta instância de gestão do governo...
Plinio não fala nada com nada. O plano real foi às custas dos assalariados, mas a copainha não?
Theobra, quer criticar e me solta na primeira "por linhas quadradas". Mas até que fala algo. Vamos lá...
1)"o principal é que ela chamou ou poderes constituídos para o diálogo." Chamou? Porque não seguiu seu oráculo Lula-moluscal o qual fez em 2005 um plebiscito sobre o desarmamento? A chamada pra coversa deveria ser com o Povo e não com "poderes constituídos". Vc não percebe que o maior dos "poderes" na democracia é o povo? Fizesse um plebiscito pra ver se o povo queria a Fifa por aqui. Fizesse um plebiscito pra ver se o povo queria a volta da inflação.
5)O que uma pessoa faz em "momentos históricos" é sim totalmente relacionado com a sua personalidade, e coerência ma condução de sua vida.
8) O fato da base não ser "fiel" é justamente o ponto, ela se vendeu ao pt puxando saco do molusco, agora arca com as consequências de não ter tirado seus parceiros da zona de conforto, porque o povo está se encarregando disso.
10)Qualquer criança de 4 anos sabe usar a transitividade pra saber que se a proposta inicial era com Cuba então estrangeiros se lê como cubanos sim. E mais, como vi dizerem hoje: médicos estrangeiros, tragam cadeiras para poder trabalhar, porque as condiçõe daqui são péssimas no interior. Para um debate mais sólido sugiro ler http://portal.cfm.org.br/images/PDF/oficio_dilma.pdf

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email