sexta-feira, 12 de julho de 2013

Dia Mundial de Luta: Sindicatos, UNE, e MST não represetam mais ninguém

Qual foi a principal lição a ser tirada do Dia Mundial de Luta? Simples: sindicatos, UNE, e MST não representam ninguém. Notem bem, estamos falando das principais centrais sindicais desse pais, estamos falando da UNE e do MST, juntos não juntaram nem 1.000 pessoas em Brasília, perto de 5.000 no Rio de Janeiro, e menos ainda em São Paulo.

Sindicatos, UNE e MST tiveram tempo para se organizar. E o resultado foi um tremendo mico: praticamente ninguém apareceu em resposta a convocação desses grupos. O PT que amplamente apoiou o evento também mostrou que não reúne mais que um punhado de gatos pingados. A rigor, as manifestações só foram notícia pois interditaram rodovias e vias importantes (o que é um absurdo). No Rio de Janeiro, a notícia foi mais a confusão do que o número de participantes.

A torcida do Londrina reúne mais gente que esses movimentos todos. Sindicatos não representam mais os trabalhadores, a UNE não representa mais os estudantes, o MST não representa (e nunca representou) os trabalhadores do campo, e o PT deixou de representar há muito tempo (se é que algum dia representou) os anseios de parte dos brasileiros.

4 comentários:

Anônimo disse...

Governo petista sem legitimidade!

A população parece querer colocar outra força política no poder, mas não sabe QUEM e nem COMO (máquina pública, controle da mídia pelo PT, urnas eletrônicas, Foro de São Paulo) etc.

x disse...

Foi lindo!
O mais legal foi o flagrante de que os pobres coitados que ficavam balançando as bandeiras só o faziam porque eram pagos a 50,00 pelo período das 9:00 até as 14:00h.

Anônimo disse...

Adolfo, segue blog interessante...

http://deseconomiabrasileira.blogspot.com.br/

Cleber Calciolari disse...

Porque um absurdo bloquear vias importantes? Não entendi essa crítica se foi a qualquer manifestação ou se foi contra ESTA manifestação.

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email