terça-feira, 20 de agosto de 2013

Governo Consulta Banco Central sobre Reajuste da Gasolina: a conta petróleo está de volta!!!


A conta Petróleo foi um verdadeiro pesadelo para o Brasil. Saldá-la custou caro, além disso, gerou incentivos errados para a sociedade brasileira. Aos que não sabem, a conta petróleo era uma conta onde o governo equalizava o preço do combustível vendido internamente com o preço externo. Na ânsia de controlar a inflação, com um mecanismo de controle direto de preços, o governo mantinha artificialmente baixo o preço da gasolina. Para evitar prejuízos a Petrobras o governo então repassava a diferença de preços para a estatal, o nome dessa conta era conta petróleo.

Não existe um único economista não exótico que hoje defenda a ideia da conta petróleo. Adivinhem o que o governo brasileiro faz???? Recria, na prática, a conta petróleo. Ao manter o preço dos combustíveis inalterados, para combater a inflação, na prática o governo revive a conta petróleo.

Não existe um único economista não exótico que hoje defenda o controle de preços como política válida de controle da inflação. Adivinhem o que o governo brasileiro faz??? Recria, na prática, o controle de preços para controlar a inflação. Inflação se combate com política monetária restritiva, mas isso parece detalhe ao governo.

Soa escandalosa a matéria do jornal VALOR Econômico: "O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, será consultado e poderá dar a palavra final sobre o reajuste da gasolina e do diesel reivindicado pela Petrobras. O aumento dos derivados só deve ser aprovado se couber no orçamento de inflação deste ou do próximo ano, disse uma fonte qualificada do Palácio do Planalto"*. Notaram??? Desde quando o presidente do BACEN tem que opinar sobre reajuste de preços??? É impressionante o nível de ruindade, de burrice, de despreparo. Estão tentando controlar a inflação congelando preços!!!!! Isso já deu errado antes, isso já se transformou numa catástrofe antes, por que o governo insiste num erro primário???

Tivesse o presidente do BACEN o mínimo do que se espera de alguém que ocupe tal cargo, e ele IMEDIATAMENTE responderia que não é sua função opinar sobre reajuste de preços!!!!! Reajuste de preços é política interna de cada empresa, e ao BACEN cabe o gerenciamento da política monetária!!!! Política monetária não passa por controle de preços, política monetária não congela preços e não opina sobre reajuste de preços de combustível.

Dizia-se que à mulher de César não bastava ser honesta, ela deveria parecer honesta. Hoje o contrário vale para a equipe econômica do governo. Não basta essa equipe econômica ser a pior de todos os tempos, ela faz questão de mostrar que realmente é a pior.

7 comentários:

Anônimo disse...

Sachsida, o segundo e o terceiro parágrafos têm trechos iguais!

William dos Reis disse...

Adolfo,
Sem comentários para sua análise... simplesmente PERFEITA!

William dos Reis

Anônimo disse...

"Orçamento de inflação"

Sem mais.

amauri disse...

Bom dia Adolfo!
A gasolina é barata no Brasil? Mesmo com 30% de alcool?
O real problema da Petrobras é este?

Anônimo disse...

Meu Deus! A primeira vez que vi essa essa expressão - orçamento de inflação - foi há mais de 25 anos. Foi dita por um ex-assessor do Delfim que fazia justamente esse "orçamento"(além de "administrar" índices de preços).

maria martins disse...

Não entendi o paralelo com a conta petróleo. A Petrobras só vai reaver o prejuízo no caso de o petróleo baixar de preço, porque a empresa o preço mais alto. Fora isso, não haverá compensação. Outra dúvida que tenho,é se ao atingir 35% do endividamento a Petrobras perde automaticamente o grau de investimento.

Anônimo disse...

Off Topic,

Acho que faltou vc

http://maovisivel.blogspot.com.br/2013/08/a-quermesse-comparada-dados-do-citec.html

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email