sábado, 7 de junho de 2014

20 pessoas não podem parar o Brasil!!!

Aqui no Distrito Federal estamos vivenciando afrontas seguidas ao direito de ir e vir. Já virou rotina: um grupo de índios para o trânsito e todos que se lasquem. Um grupo de sem terras fecha determinada passagem, e os outros que se lasquem. Um grupo de revoltados fecha a ponte do lago, e que se lasque quem tem que ir trabalhar. Movimento semelhante tem ocorrido no Rio de Janeiro e em São Paulo. Grupos pequenos, mas barulhentos, sujeitando todo o restante da população a sua tirania.

Ontem fiquei sabendo que mais um desses grupos quer impor suas vontades. Refiro-me a invasão da Reitoria da UnB. Novamente um pequeno grupo quer se impor, quer fazer valer sua tirania, sobre todo o resto da comunidade, e que se lasquem os outros. Tais movimentos nada tem de democráticos, pelo contrário, refletem bem o caráter autoritário de seus proponentes.

Em São Paulo o reitor precisa se desviar dos piquetes feitos na Cidade Universitária. Será que esses movimentos são tão espontâneos? Será que estes movimentos não são coordenados? Será que as universidades não estão sendo usadas como bases para mais operações? Onde novamente uma minoria pretende paralisar o Brasil?

20 pessoas não podem parar o Brasil. Não podemos permitir que uma minoria barulhenta, e violenta, imponha sua tirania sobre o restante da sociedade. Basta. Segunda-feira (09/06), as 10:00 horas da manhã, na reitoria da UnB, eu estarei presente para apoiar o evento: Democracia contra a Violência. A verdade não esta com a maioria, mas isso não implica que uma minoria tudo possa. No Brasil existem leis, ainda vivemos numa democracia, está na hora das mesmas serem respeitadas.

Se você concorda, apoie o movimento, divulgue em suas redes sociais, e compareça:

Data: Segunda-feira (09/06)
Horário: 10:00 horas da manhã
Local: Reitoria da Universidade de Brasília
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Só uma dica. Não é "das mesmas" serem respeitadas, é "delas".

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email