segunda-feira, 11 de agosto de 2014

O que penso sobre o Islã

Já me manifestei diversas vezes sobre o Islã. Agora, quando mais uma vez seguidores do Islã executam genocídios, creio que vale a pena reler e refletir sobre o que escrevi.

No dia 11/02/2008 escrevia o post "Islamismo e Terrorismo" que concluía da seguinte maneira:

"Não adianta criticar o terrorismo, mas aprovar que membros da comunidade islâmica enviem dinheiro para financiar a Al Qaeda. A comunidade islâmica tem que deixar claro para toda a sociedade que é CONTRA A DESTRUIÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL, QUE É CONTRA BIN LADEN, QUE É CONTRA A AL QAEDA, QUE É A FAVOR DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO DESFRUTADA NO MUNDO OCIDENTAL(...) Líderes do Islã: vocês têm uma obrigação, uma obrigação com a paz, uma obrigação com sua religião e com o respeito ao próximo. Está na hora de condenar ao inferno todos que ajudam, financiam, ou tomam parte em atividades terroristas".

No dia 02/05/2011 escrevi "A Hora da Verdade para os Líderes do Islã", onde podia-se ler:

"A sociedade aberta está em guerra contra o terrorismo, está mais do que na hora dos líderes islâmicos tomarem sua posição do lado da civilização. Não existe meio termo aqui: ou se é a favor da civilização ou se é a favor das trevas. Essa é a hora da verdade para os líderes do Islã".

Para finalizar, no dia 24/09/2012 escrevi "Liberdade de Expressão e Terrorismo". Onde deixava claro que:

"A sociedade islâmica também possui os moderados. Se cedermos aos radicais estaremos diminuindo o poder relativo dos moderados. Em última instância estaremos condenando nossos aliados no mundo islâmico. Ao combatermos veementemente o radicalismo estaremos fortalecendo a corrente do islã que prega a convivência pacífica. Sendo este um passo importante para o futuro de nossas civilizações".

Reforço: ou os líderes do Islã passam a condenar de maneira veemente e aberta o genocídio praticado por islâmicos ou estarão reforçando as suspeitas dos que não acreditam no caráter pacífico do Islã. Radicais sempre existem, mas cabe aos líderes puni-los e censurá-los. O silêncio aqui equivale a apoio. A liderança nunca é exercida sem custos.

Está mais do que na hora do mundo islâmico deixar claro seu lado: apoia a barbárie ou a civilização? Nenhuma dessas escolhas é isenta de benefícios ou de custos. Ao final, é essa escolha que determinará o modo de convivência entre nossas sociedades.

Um comentário:

Anônimo disse...

Você sabe que perde seu tempo, não sabe?

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email