segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Eu não sou petista, mas...

Recebi uma avalanche de mensagens que começam sempre do mesmo jeito: "não sou petista, mas..." ou ainda "não voto no PT, mas...", e por aí vai. Já notaram isso? Essa é a velha arma dos petistas, mas agora com roupagem diferente, a velha e imoral técnica de destruir reputações.

Alguém compartilha um post meu, e lá vem o "não sou petista, mas...". A credibilidade dos petistas está tão baixa que para serem ouvidos precisam rejeitar seu partido. A roupa é nova, mas a moral continua a mesma. Logo em seguida passam a atacar os críticos da política econômica petista. Aliás, passam a ofender abertamente todos que discordam de suas ideias.

O mais engraçado, para não dizer trágico, dessa nova modalidade de ataque é o nível dos detratores. Houve época em que era possível ao menos respeitar o CV desses meninos e velhos mimados. Hoje o nível deles é tão baixo que sequer entendem o que é um curriculum vitae de respeito!!! Algumas semanas atrás um "gênio" se referiu ao próprio CV como algo brilhante... o rapaz sequer entendia a diferença entre Texto para Discussão e uma publicação acadêmica... isso é equivalente a dizer que 13-4=7..... bom o garoto tem a quem puxar. Já alertei sobre essas pessoas: é o famoso caso de se criar artificialmente excelentes CVs. Os detratores galgam postos cada vez mais altos na hierarquia do governo, não por mérito, mas por serem isso que são... em alguns anos olha-se o CV desse detrator e tem-se a falsa impressão de que ele galgou postos por mérito (quando na verdade os adquiriu por ser um pau mandado, um pretendente a destruidor de reputações alheias).

Faço um pedido aos leitores do blog. Da próxima vez que tentarem me desqualificar, deem uma lida no meu CV. Alguns podem até não gostar de mim, mas ser professor de economia nos Estados Unidos não é pra qualquer um. Publicar diversos artigos no Brasil e exterior, também não é algo trivial. Enfim, esse post é uma resposta ao recente ataque dos mediocres a minha pessoa. No final do dia, o que mais deve doer esse pessoal é que eles sempre sabem quem eu sou, mas eu nunca faço ideia de quem sejam eles.... são peões, gente rasteira, que para subir na vida recorrem a qualquer manobra. Me odeiam por uma razão simples: não importa onde e nem quando, sempre deixo claro o que penso deles e de seus métodos. Tal como deve ser feito com os psicopatas faço com os detratores: desmascaro-os.

Enfim, termino aqui com a citação que foi deixada em minha página no facebook: "Não sou petista, mas se fosse teria vergonha". Perfeito!

6 comentários:

Daniel disse...

Muito bom! Os petralhas estão desesperados!

samuel disse...

O cerco aos blogueiros independentes estã apertando. Os blogs da veja estão sob ataque; não consigo postar meus comentários, os difamadores estão ativos e onde são excluídos, hackeam. Onde conseguem forças para tanto atrevimento? Pesquisa de opinião fajutas? hackeamento de urnas de eleição?

Vânia Luz disse...

A melhor resposta é aquela que se dá para doer.
Perfeito!

Anônimo disse...

Esse pessoal é CV(como viciados).

Anônimo disse...

Não precisa ter um bom currículo vitae para ser respeitado e ouvido, voçê mesmo é um cara que defende a liberdade de expressão e vem com essa. Se voçê tem um bom curriculum vitae, parabéns, cada um tem seus méritos na vida. Mas agora caráter, modéstia e humildade não se aprende na faculdade. Voçê não precisa jogar na cara de todo mundo que é bem sucedido no meio acadêmico e profissional, e desfila isso como se fosse a coisa mais importante da vida. Estresse mata, causa várias doenças e evidentemente não é nem um pouco saudável em excesso. Além de ninguém suportar pessoas que se gabam assim

Adolfo Sachsida disse...

Caro Anônimo,

Acredito que não tenhas entendido meu ponto.

Grande abraco,
Adolfo

Google+ Followers

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Follow by Email